<body>

Deixa com o Beque !!

sábado, março 30, 2002



Continuem babando...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:58 PM


Importância

- Você é casada?
- Hum... Isso importa?
- Agora não importa mais.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:53 PM




ORIENTE EXTREMO (Médio foi há tempos)

Após uma série de violentos atentados contra civis israelenses, o primeiro-ministro Ariel Sharon declarou que Arafat era um inimigo e que a sede de seu governo em Ramallah deveria voltar a ser atacada por tanques. Essa atitude provocou intensa reação internacional. O representante da ONU, Terje Roed Larsen, foi proibido por Israel de visitar Arafat.

Com o corte das linhas telefônicas, Arafat teve de parar de dar suas desafiadoras entrevistas. "Ninguém está abalado, com medo ou em retirada", disse ele numa das últimas entrevistas. "Vamos a Jerusalém, levando milhões de mártires no caminho", afirmou

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:52 PM




Assista
aqui o Big Brother Brasil.

É DE GRAÇA !!!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:47 PM


Também

- Eu te amo.
- Eu também te amo...
- Pô... Também?
- O que foi?
- Também?
- Qual o problema com o também?
- Não é a mesma coisa.
- Como não? Você falou que me ama, eu disse que também te amo.
- Você tinha que dizer só “eu te amo”. Sem o também.
- Qual a diferença?
- Muita... Tem muita diferença.
- Você só pode estar maluco. Está estragando um momento lindo, a primeira vez que confessamos o nosso amor...
- Estava lindo, até você falar também.
- Eu não consigo te entender!
- Mas eu consigo! O também me diz que o seu amor não é autônomo, é simplesmente um apêndice do meu. Mais ou menos assim: eu te amo, você está de bobeira, não tem o que fazer e diz: “eu também”. Argh!
- Mas... Mas não é isso... Você não entendeu nada... Você foi o meu primeiro homem... É o meu primeiro amor...
- Entendi sim! Sei qual é o seu jogo... Você fala isso pra qualquer um que te diga “eu te amo”!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:42 PM



*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:38 PM


A Vida é Doce
- Sabe, eu tentei ser sublime por uns meses. Eu tentei não parar pra pensar e eu não parei, porra. Em momento algum. Mas eu não tirei nada disso, exceto alguns vermes e cicatrizes no meu pau. Isso vale a pena? E quem foi que disse que a vida é doce?
- Então pára com isso.
- E depois fica o quê?
- Nada. É a mesma coisa com pessoas que não te acrescentam nada. Pra quê?
- Não sei.
- A vida não é doce. É curta. Isso não significa que devemos gastá-la com o maior numero de pessoas possível.
- Eu tenho me achado medíocre. Se pra escrever eu preciso fazer pesquisa de escritor com a minha vida, questiono o meu talento. O meu e o de todo esse povinho que acha que escreve. Eu tenho achado isso tudo uma boa merda.
- Você escreveu coisas boas e outras nem tanto. Como todo mundo.
- Viver na velocidade do pensamento... Eu me tornei um animal tão espontâneo que, porra, não consigo mais escrever. Mais nada.
- Muita tipice sua. Sossega o facho.
- Eu tô abrindo muitas portas. Isso é o que você não percebe. Eu só abro. Não sei se vou conseguir fechá-las algum dia. E isso é assustador.
- É desnecessário. Você não é criança... Não é idiota.
- Mas até que ponto eu não preciso disso? Até que ponto eu não preciso dessa sensação de onipotência? É patético. Eu estou viciado em algo que não sei. Eu estou viciado em possibilidades, no acaso encontrado, no platônico realizado... No pretérito imperfeito do subjuntivo.
- Na sensação de comer mais alguém. E ponto.
- Será que é só isso? Comer?
- Alguém novo todo dia.
- Mas não é só a foda. Você sabe disso.
- Tá... A chegada junto. A ilusão de novas possibilidades...
- É mais que isso. Ternura, sublimação... Soa ridículo, mas é mais metafísico do que parece.
- Se eu trepo com alguém que não tem nada a ver comigo não vejo nada de ternura ou de sublime.
- Mas eu tenho a ver com todas. Isso é o que mais dói.
- Depois eu é quem sou carente... Você não tem a ver com todas. Bolina, fode, dá em cima... Nada mais. Mas quer achar e acaba achando que tem.
- Será que eu não tenho? Será que eu tenho isso com alguém?
- Com alguém sim... Com todas? Dificilmente.
- Mas eu poderia. Eu poderia ter qualquer coisa que eu quisesse... Eu poderia... Tudo.

(mas que folhetim bizarro)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:22 PM


Conceito
- É, mas se eu fosse você eu saia correndo agora.
- Por quê?
- Porque eu sou um conceito.
- Conceito? Como assim?
- Um fenômeno observável. Algo assim, que as pessoas pegam pra pesquisar, sabe?
- Você me parece normal...
- Não! Fuja! Eu já começo a projetar a maternidade na sua figura. Eu preciso preencher esse buraco enorme na minha alma... Essa sede que eu não consigo matar... É edipiano. Se eu fosse você...
- Pára de frescura, garoto. Vem cá...
- Olha o jeito que você fala... Que você fala comigo...
- O que tem?
- É lindo. É tudo lindo. O jeito que você cruza as pernas, os pelos no seu braço... Todas as suas iniciativas. Você é espontânea. E eu me apaixono pelos detalhes... Jeitos de fechar os olhos num sorriso... Cabelos, ossos no quadril, olhos castanhos escuros, claros, azuis... É tudo muito lindo. Às vezes é só o que me faz sentido.
- Eu não gosto quando você fala de outras mulheres. Você fala...
- Demais! É o conceito. Eu to te dizendo...
- Você é uma gracinha.
- É... Você é linda.
- Vem cá.
- Não... Eu vou te jogar num labirinto...
- Então por que você me liga? Por que você insiste?
- É estranho... Eu te quero bem e, de um jeito puro, eu posso dizer que te amo. Mas eu aparentemente não penso num relacionamento homem-mulher. Sei lá o que eu quero... Admiração, colo, o seu amor... Eu não sei... Eu sou desprezível.
- Não é... Você é especial...
- Não estou cabendo em mim. Me mata. Isso aqui é um crime culposo.
- Por que você não relaxa simplesmente? Eu estou aproveitando... Eu não sou uma criança.
- Não é?
- Não... Você às vezes me trata como se eu fosse retardada. Vem cá, fica comigo...
- Ta vendo? É o conceito... O conceito...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:20 PM


YAHOO, YAHOO, VÁ TOMAR NO CU !!!

O Yahoo! irá começar a cobrar pelo acesso POP do seu serviço de e-mail, que até então era gratuito. Eu criei minha primeira conta de e-mail lá em 1996 e ainda a mantenho ativa até hoje. Dois motivos me fizeram escolher o Yahoo! Mail como minha conta oficial de e-mail particular por bastante tempo: o sentimental (o primeiro site que acessei na vida foi o Yahoo!) e o técnico (era um dos raros serviços gratuitos de e-mail da época que contava com webmail e POP). Não vou desativar a conta, mas também não irei pagar pelo POP uma vez que quase não a utilizo mais. Só lamento a decisão da empresa em cobrar pelo serviço, é como o traficante que libera pequenas quantidades de droga a seus novos usuários e depois de os viciar cobra os tubos...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:08 PM







*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:42 PM



PIADA

Depois de muitos transtornos, o chefe da Mafia resolveu contratar um assistente surdo-mudo visando resguardar a identidade da corporacao se o mesmo fosse preso.
Enviado em sua primeira missao, a de recolher o dinheiro de alguns devedores, o assistente resolveu passar a perna no chefe e escondeu parte do dinheiro recebido.
Desconfiado, o chefe mandou interroga-lo e, para facilitar a comunicacao contratou um interprete que conhecia a linguagem dos surdo-mudos.
Durante o interrogatorio o chefe apontou um 38 na cabeca do espertalhao e ordenou ao interprete:
- Diga a ele que se nao confessar onde esta o dinheiro agora mesmo, eu puxo o gatilho!
Apavorado, o surdo-mudo confessou onde havia escondido a grana.
- Ele nao quer dizer. - disse o interprete. - E disse ainda que duvida que voce tenha coragem de puxar o gatilho.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:37 PM


terça-feira, março 26, 2002


*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:55 PM





Como a Julia Roberts engordou, não ??

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:50 PM




Desafiando a Tia Gravidade

Matéria interessante do LA Times sobre a probabilidade um experimento de um cientista louco russo que clama ter criado um "escudo anti-gravidade". Na verdade trata-se de um disco supercondutor que levita em um campo magnético quando esfriado a uma temperatura de -233 graus celsious. Até aí você já está careca de ver esta cena de feira-de-ciências, então entra o pulo-do-gato-de-Heisenberg (aquele do gato quântico morto-vivo). Aplica-se uma corrente elétrica que faz o disco girar (Dãaaa... um motor elétrico, ok...) e este então quando atinge 5000 RPM o objeto que está acima dele perde peso, cerca de 2% dele. Ok Ok... 2% não é muita coisa, mas para a galera de jaleco branco é como se afirmassem que tudo o que eles sabiam até agora não vale de nada. Seria o mesmo que dizer que o céu é verde de bolinhas e que a Roseana não sabia de nada. Abalou os caras. Bem, nada comprovado ainda, até porque o paper do russo louco não deu grandes detalhes. A Nasa está agoniada e serelepe com a descoberta. Poderia ser a alavanca necessária para levar adiante seus projetos. Com uma redução de peso seria muito mais econômico colocar em órbita material e equipamento. Hoje se gasta MUITA energia para acelerar o raio do foguete e escapar da gravidade terrestre, com uma redução de peso isso se torna bem mais viável e barato. Quem sabe, se a descoberta for mesmo verdadeira, em alguns anos não estaremos andando naqueles carrinhos voadores dos Jetsons?

(Hiro, no?)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:45 PM





Simplicidade


Quando tinha 14 anos, esperava ter uma namorada algum dia.
Quando tinha 16 anos tive uma namorada, mas não tinha paixão. Então percebi que precisava de uma mulher apaixonada, com vontade de viver.
Na faculdade sai com uma mulher apaixonada, mas era emocional demais. Tudo era terrível, era a rainha dos problemas, chorava o tempo todo e ameaçava se suicidar. Então percebi que precisava uma mulher estável.
Quando tinha 25 encontrei uma mulher bem estável, mas chata. Era totalmente previsível e nunca nada a excitava. A vida tornou-se tão monótona que decidi que precisava uma mulher mais excitante.
Aos 28 encontrei uma mulher excitante, mas não consegui acompanhá-la. Ia de um lado para o outro sem se deter em lugar nenhum. Fazia coisas impetuosas e paquerava com qualquer um que me fez sentir tão miserável como infeliz. No começo foi divertido e eletrizante, mas sem futuro. Então decidi buscar uma mulher com alguma ambição.
Quando cheguei nos 31, encontrei uma mulher inteligente, ambiciosa e com os pés no chão. Decidi me casar com ela. Era tão ambiciosa que pediu o divórcio e ficou com tudo o que eu tinha.
Hoje, com 38 anos, gosto de mulheres com bunda grande.. .E só...
Nada como a simplicidade...

(Luis Fernando Veríssimo)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:38 PM



PIADA

Um Português abre uma filial de sua empresa de pregos em Roma.
Como propaganda fez um out-door com a figura de Cristo pregado a cruz e
embaixo estava escrito: "PREGOS GARCIA - 2000 ANOS DE GARANTIA".
Foi aquele rebuliço. O Bispo de Roma foi pessoalmente conversar com
o Português explicar que nao podia fazer isso.
Então o Português resolveu fazer um novo out-door.
Colocou Cristo com uma das mãos pregadas na
cruz e a outra solta, dando Tchau.
Embaixo estava escrito:"ADIVINHE EM QUAL MÃO
FOI USADO PREGO GARCIA"
Meu Deus do céu!!! Até o Papa foi conversar com o Português.
- Assim não dá! Não pode usar Jesus Cristo como
garoto propaganda. Inventa outra coisa...
- Então vou fazer novo out-door... pensou o Português.
Colocou a foto da cruz vazia e embaixo estava
escrito: "SE O PREGO FOSSE GARCIA O CARA NÃO FUGIA...."

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:21 PM


segunda-feira, março 25, 2002



Tio Julião, o amigo do diabético. Ah sim, da noitebética também...(Putz, como que o revisor deixou passar essa?)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:02 PM



-Oscar...

Na noite em que Sidney Poitier ganhou um Oscar honorário pelo conjunto de sua obra, eles premiam Hale Berry e Denzel Washington. Que me desculpem os crédulos, mas não existe prova maior de que Oscar é marmelada pura.
É claro que a eleição dos vencedores foi conduzida para chegar naquele resultado perfeito, coisa de filme. Aos concorrentes de Washington e de Berry restou o papel de coadjuvantes, com aquele sorriso amarelo.
E por que isso seria ruim pro Oscar, você pode me perguntar. Porque não há em nenhum lugar uma regra estabelecendo cotas de troféus para minorias no Oscar. Ali, deveria haver uma eleição e pronto. Não houve, ou se houve, foi dirigida.
De resto, não vi grandes injustiças não. Eu queria que o David Linch ganhasse o prêmio de direção, queria que "Amnésia", de Christopher Nolan, levasse o Oscar de roteiro e gosto mais de "Monstos S/A" do que de "Shrek". Digo, gostei dos dois, mas curti mais o "Monstros".
No caso de "Amnésia", é um roteiro bem escrito e amarrado e a prova disso você tira vendo o filme na ordem cronológica. O engraçado é que o crítico do Estadão odiou justamente o que eu gostei. "Amnésia" na ordem correta tem outros pontos de tensão, outros suspenses e traz nova luz sobre alguns acontecimentos. Pouco me importa se alguém já fez isso antes. Esse papo é batidíssimo. Se fosse assim, estaria proibido contar histórias em flashback, fazer filmes de romance, dramas, filmes de tribunal etc. etc. etc. A existência da fórmula valoriza ainda mais seu uso de forma eficiente. Aguardo com interesse o "Insomnia", novo do Nolan, protagonizado por Al Pacino.

(Meninos, eu vi...)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:55 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:53 PM



Domingo no parque

O rei da brincadeira - ê, José
O rei da confusão - ê, João
Um trabalhava na feira - ê, José
Outro na construção - ê, João

A semana passada, no fim da semana
João resolveu não brigar
No domingo de tarde saiu apressado
E não foi pra Ribeira jogar
Capoeira
Não foi pra lá pra Ribeira
Foi namorar

O José como sempre no fim da semana
Guardou a barraca e sumiu
Foi fazer no domingo um passeio no parque
Lá perto da Boca do Rio
Foi no parque que ele avistou
Juliana
Foi que ele viu

Juliana na roda com João
Uma rosa e um sorvete na mão
Juliana, seu sonho, uma ilusão
Juliana e o amigo João
O espinho da rosa feriu Zé
E o sorvete gelou seu coração

O sorvete e a rosa - ô, José
A rosa e o sorvete - ô, José
Oi, dançando no peito - ô, José
Do José brincalhão - ô, José

O sorvete e a rosa - ô, José
A rosa e o sorvete - ô, José
Oi, girando na mente - ô, José
Do José brincalhão - ô, José

Juliana girando - oi, girando
Oi, na roda gigante - oi, girando
Oi, na roda gigante - oi, girando
O amigo João - João

O sorvete é morango - é vermelho
Oi, girando, e a rosa - é vermelha
Oi, girando, girando - é vermelha
Oi, girando, girando - olha a faca!

Olha o sangue na mão - ê, José
Juliana no chão - ê, José
Outro corpo caído - ê, José
Seu amigo, João - ê, José

Amanhã não tem feira - ê, José
Não tem mais construção - ê, João
Não tem mais brincadeira - ê, José
Não tem mais confusão - ê, João

(Gilberto Gil, o GG)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:36 PM


RODA-VIVA

Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mais eis que chega a roda-viva
E carrega o destino pra lá
Roda mundo, roda-gigante
Roda-moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração
A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
No volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda-viva
E carrega a roseira pra lá
Roda mundo, roda-gigante
Roda-moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração
A roda da saia, a mulata
Não quer mais rodar, não senhor
Não posso fazer serenata
A roda de samba acabou
A gente toma a iniciativa
Viola na rua, a cantar
Mas eis que chega a roda-viva
E carrega a viola pra lá
Roda mundo, roda-gigante
Roda-moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração
O samba, a viola, a roseira
Um dia a fogueira queimou
Foi tudo ilusão passageira
Que a brisa primeira levou
No peito a saudade cativa
Faz força pro tempo parar
Mas eis que chega a roda-viva
E carrega a saudade pra lá
Roda mundo, roda-gigante
Roda-moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração

(Chico Buarque, o CB)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:35 PM



domingo, março 24, 2002








*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:50 PM








ENQUANTO HOUVER AMIZADE...

Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade, faremos as pazes de novo.
Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer, um do outro há de se lembrar.
Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade, a amizade nos reaproximará.
Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade, nasceremos de novo, um para o outro.
Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente, cada vez de forma
diferente, sendo único e inesquecível cada momento que juntos viveremos e
nos lembraremos pra sempre.

Há duas formas para viver sua vida:

Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

(Albert Einstein 1879-1955)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:14 PM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter