<body>

Deixa com o Beque !!

sexta-feira, agosto 16, 2002

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:31 PM


A caminho de casa, um cara sentiu uma dor de barriga e parou num shopping para ir ao banheiro. Como o primeiro sanitário estava ocupado, entrou no seguinte.Quando estava sentado ouve um cara ao lado perguntar:
– E aí? Tudo bem?
Embora não fosse de dar conversa a desconhecidos em banheiros públicos, respondeu:
– Bem...vai-se andando...
Novamente o cara ao lado perguntou:
– E então, o que andas fazendo?
Embora começasse a achar o assunto estranho, respondeu:
– Bem, agora estou aqui no banheiro. Depois vou para casa...
Então, ouviu o cara ao lado dizer em tom chateado:
– Olha, te ligo depois. Tem um cara aqui ao lado cagando que me responde cada vez que te faço uma pergunta...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:30 PM




Armínio Fraga é obrigado a ouvir Ivan Lins
até conseguir controlar o Real


Brasília, - O presidente do Banco Central, Armínio Fraga, foi castigado ontem. Depois de mostrar sua incapacidade para melhorar ou ao menos maquiar o valor da moeda brasileira, o governo achou por bem infligir ao economista um castigo com requintes de crueldade. Até que ele consiga estabilizar o Real, terá que suportar a companhia do compositor e serial killer de piano, Ivan Lins. Durante todo dia, Lins deverá repetir a mesma música sem interrupção. A escolha da canção recaiu sobre "Vitoriosa", aquela da "risada mais gostosa". Fraga, quando soube de seu castigo, ainda ligou para amigos tentando reverter a pena. Entretanto seu esforço foi inútil. O governo se mostra inflexível quanto à condenação imposta. E ainda ameaça: se esse plano não der certo, Guilherme Arantes e Oswaldo Montenegro serão acionados.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:19 PM


quinta-feira, agosto 15, 2002



Dossiê fraude sobre as mulheres das quais devemos manter distância

Pode até ser que você fizesse guerra de cascalho contra as suas coleguinhas de pré-escola mas basta que a cabeça do teu caralho receba a primeira úmida e quente lambida da vulva que nada mais será como era antigamente. Fudeu-se. Está dado o primeiro passo para uma existência de fodelança desvairada e sem critérios. Pelo menos é assim que reza a cartilha tácita da MASCULINIDADE. Nessa sua jornada em busca da verdade última, é certo que você vai encontrar muita coisa boa - mas também muita coisa ruim pra caralho. O mundo moderno é um ambiente hostil e cheio de perigos, mas algumas grandes catástrofes podem ser evitadas se você prestar atenção no

Dossiê fraude sobre as mulheres das quais devemos manter distância

A

Aeromoças -
Como aviões num fim de tarde triste, elas vêm e vão - e só dão problemas nos dois extremos. Quando estão lá, ligam o tempo todo com questionamentos importantíssimos como "vai sair na sexta-feira?" ou confissões bombásticas do grau de "estou me sentindo gorda". Quando estão aqui, agem como se não soubessem nem o teu nome. A grande maioria das aeromoças ou é linda ou é voluptuosa ou é gostosa-pra-caralho-demais-pra-sempre, o que desperta a atenção não só dos teus hormônios, mas de todos os indivíduos portadores de calo peniano. Isso sem falar do eterno fetiche da mente pequena: por culpa do maldito uniforme, todo mundo quer comer uma aeromoça - ainda que seja horrenda. Sim, até mesmo você. E eu também. Mas e quem garante que vamos ter discernimento suficiente para escolher exemplares diferentes?

B

Balzacas
- Da mesma forma que o aparecimento de uma careca assombra o imaginário masculino, a terceira década de vida é encarada como uma pequena morte pelas mulheres. Quando chegam aos trinta, as mulheres enfrentam uma espécie de ritual de passagem. O relógio biológico entra em alerta e ela tem que escolher entre dois caminhos: ou tenta inutilmente voltar à adolescência ou decide dar os primeiros passos em direção ao altar e à maternidade. Isso causa uma confusão mental do caralho não só nelas mas em todas as pessoas envolvidas com elas no momento. Melhor seria ter chegado mais cedo - ou quem sabe voltar mais tarde. Honoré de Balzac dá nome a uma época muito estranha na vida das mulheres.

C

Chapadinhas
- Mulheres que usam drogas parecem boas na primeira noite: pegam no teu pau sem muita cerimônia, te chupam como se fosse a última coisa que fossem fazer na vida, gostam de posições sexuais pouco ortodoxas e sempre, sempre dão o cu. O problema é que elas fazem isso com praticamente qualquer pedaço de carne barbuda que botar um beck na roda, o que pode causar grandes malefícios à sua integridade física. Deixando de lado o perigo óbvio daquelas que têm um histórico de tentativas de suicídio, feridas nos braços ou manchas roxas pelo corpo, você sempre corre o risco de tomar um cacete fenomenal de um dos cheiradores que comparece naquela buça ou de comprovar tarde demais que o Tylenol que você pegou no banheiro dela até continha algum analgésico - no sentido explícito da coisa – mas não era exatamente Tylenol.

D

Donas-de-casa
- Talvez você caia na armadilha clássica da dona-de-casa: o fornecimento incondicional do trinômio "casa-comida-e-roupa-lavada". Francamente. Se você realmente precisa tanto disso, contrate uma empregada ou volte para casa. Sério. Em primeiro lugar, a palavra incondicional não existe no vocabulário da dona-de-casa. Ela até vai catar os teus pentelhos no ralo do banheiro, te esperar todo dia com um prato de comida quentinha e lavar as profundezas mais execráveis das tuas cuecas slip - mas nunca será de graça. E o que ela quer em troca? Ninguém sabe (nem mesmo ela). Mas ela vai te cobrar isso pelo resto dos teus dias. Sim, porque também tem essa: não é você que pega uma dona-de-casa. Ela é que te pega. E quando ela pegou, rapaz, quero ver soltar.

E

Ex-namoradas
- Na vida do homem contemporâneo existem dois tipos de ex: a) as que não te quiseram; e b) as que tu não quis. Vamos aos fatos: se elas não te quiseram, correr atrás delas só vai fazer com que elas te queiram ainda menos. O estranho senso de posse feminino não permitirá que elas admitam isso jamais e como provavelmente elas não tem mesmo nada melhor pra fazer, elas vão ficar te torturando com técnicas que nem mesmo a máfia russa ousaria experimentar. Existe também a possibilidade de acabar sendo tratado como alguma coisa que elas acabaram de tirar do ouvido, se elas realmente não quiserem mais NADA com a tua latinha feia. Não é preciso falar nada sobre as que tu não quis: elas assumem uma coloração acinzentada esquisita e meio que se tornam invisíveis para ti. E, pra começo de conversa: se tu realmente largou elas, porque diabos tu ia querer alguma coisa agora?

F

Fumantes
- Mulheres que fumam já foram consideradas um alvo bastante visado por culpa da lenda urbana de que "mulher que fuma, dá". Entretanto, no louco e violento mundo moderno, praticamente TODAS elas dão, o que torna o cigarro um símbolo obsoleto da permissividade sexual da sua condutora, além de ser um hábito degradante, dente-amarelante e mau-halitante. Mulheres que fumam também são produtoras itinerantes do irritante clichê "acender um cigarro depois do orgasmo", que te transporta misteriosamente para qualquer filme do Woody Allen onde ele come a Diane Keaton, o que, convenhamos, pode ser uma experiência bastante perturbadora.

G

Grudentas
- Todo mundo sabe que satisfazer todas as necessidades de uma mulher é uma utopia tão risível quanto a paz mundial mas alguns raríssimos exemplares do sexo delícia parecem não dar muita importância para essa verdade universal. Talvez seja a baixa auto-estima, talvez seja uma carência fora do normal - quem se importa? Algumas mulheres nascem com a propriedade de grudar-se firmemente a qualquer superfície masculina, tornando-se assim uma espécie de pólo sul para qualquer norte que se apresente no seu caminho. A grande vantagem dessas mulheres é que geralmente, elas não conseguem esconder muito bem essa falha de caráter. Se você deu uns beijos numa garota incrível que deixou oito mensagens no teu celular só para te perguntar se você chegou bem em casa, hit the road jack and don't come back no more.

H

Homossexuais
- Lidar com uma mulher já é muito complicado demais pra caralho: o que dizer de duas, então? Se você for habilidoso o suficiente para convencer uma lésbica a experimentar o sensacional vai-e-vem da piroca ensandecida, prepare-se para o grande infortúnio que resultará dessa ação. Coisa que não se faz é ir contra os desígnios de Deus: se ele construiu essa potranca para lamber tapeçaria, não a desvie de sua missão divina. No mundo publicitário em que vivemos é muito fácil encontrar meninas straight de piercing na naga metidas a cool que adorarão compartilhar uma buceta e um par de seios com você. Amigo, creia-me: não faça a cagada de se inserir no contexto GLS - mesmo que apenas no L. É um clube do estilo "ninguém sai" e tentar perceber isso empiricamente pode ser o início de uma viagem sem volta.

I

Italianas
- São todas lindas, primeiro indicativo que você vai encontrar muita confusão pela frente. São todas altas, não só na estatura mas também no tom de voz, o que definitivamente não é um bom sinal. Uma mulher grandona e gritona - por favor. Também comem massa e bebem vinho como se não houvesse amanhã. Traduzindo: têm força suficiente pra te dar um couro em praticamente todos os campos da excelência masculina. Mas o pior das italianas é o fato de que antes de liberarem o faz-me-rir pra ti, elas já o fizeram para algum italiano que, em 99,99% dos casos, está a tua frente na hierarquia geral da civilização. Convenhamos: ele mora na Itália, ganha em Euro e parla taliani. Como vencer esse cara sendo um escroto semi-analfabeto que ainda vive com os pais num apartamentinho fuleiro em qualquer metrópole brazilliana?

J

Jornalistas
- À primeira vista se apresentam como recatadas e tímidas porções do paraíso, mas basta experimentar um pouco do seu néctar para que toda a doçura se converta gradualmente em amargor e tudo termine em choradeira. Uma mulher jornalista é tudo que você não quer, pois a combinação das duas coisas potencializa a mais grave das inúmeras fascinações femininas: a inconstância. Quem escolhe o jornalismo só o faz porque não sobrou mais nenhuma opção no vestibular - ou porque não tem uma idéia clara de como a profissão funciona na prática. Apesar dos esforços, não há como ficar livre de pelo menos uma jornalista na sua vida. Além de as faculdades as expelirem aos borbotões a cada semestre, jornalistas são curiosamente o tipo mais impressionantemente inacreditável de mulher que existe. Vai por mim que disso eu entendo. Dessa forma, quando acontecer com
você, saiba aproveitar o momento. Mas com o pé eternamente atrás: cedo ou tarde vai bater aquela vontade insuportável de conhecer a Grécia. Sozinha. E aí, compadre, já era.

K

Karatecas
- Falando muito sério agora: você realmente quer sair com uma mulher que pode quebrar as tuas costelas de, digamos, 35 formas diferentes? Ou que pode te matar umas oito vezes com as próprias mãos antes de tu tocar o chão? Então vai que é tua, Taffarel. Tudo bem que a filosofia de todas as artes marciais converge para a mesma vala comum da paz de espírito mas estamos falando de mulher aqui. E mulher e paz de espírito são duas coisas que definitivamente não combinam. Sem contar que vai que um dia vocês tão saindo de casa e são abordados por dois marginais armados e a tua mulher é quem defende a propriedade com a fúria de um dobberman descontrolado? Como é que tu vai contar isso pros teus filhos?

- Seguinte, a mamãe enfiou o pé no meio da cara do primeiro e já pegou impulso pra dar uma voadêra na boca do outro...
- E tu, papai?
- Eu tava escondido embaixo do volante...

Não vai rolar.

L

Liberais -
Depois que o feminismo foi interpretado de todas as formas possíveis e imagináveis (menos da forma certa), a mulherada entrou numas de que o futuro é delas e, como se estivessem em um filme do Schwarznegger, it's payback time. Quem toma na cacunda são os homens do século XXI que, depois de aprenderem com os erros dos homens do século passado, ficaram todos um bando de frescos sem vontade nem amor próprios. Se perguntadas, um número cada vez maior de mulheres vai responder que sim, é liberal: curte sexo selvagem, troca desvairada de parceiros, superficialidade nas relações e todas essas merdas das quais um dia já foram vítimas. A única forma de se dar bem com uma mulher liberal é voltando a atenção aos ensinamentos dos homens do século passado, ou seja: virando um liberal também. Em questão de uma semana você vai descobrir que o "liberal" da sua parceira acaba assim que começa o teu. Se isso não funcionar, corra, amigo, corra por sua dignidade.

M

Mães -
É como diz o ditado popular: mãe só tem uma. Por que tu vai te arrumar uma outra? Burrice muita, meu chapa. Burrice muita. Para que exista uma mãe é necessário que exista um filho. Se o filho é teu, bom: te fudeu. Se não é, provavelmente é porque você não quer, certo? Então eu repito: pra que tu vai te arrumar OUTRA mãe quando tu já tem uma? Mães darão total atenção ao seu rebento e vão cobrar que tu faça o mesmo. E, como se a matemática fosse uma coisa extremamente flexível, também vão exigir que tu forneça todo o foco da tua atenção para ela. Quer ganhar vários quilos, várias contas para pagar e várias responsabilidades que não são tuas? Então vai dar uma banda em qualquer filial das Americanas e puxe uma conversa sobre o preço das fraldas com aquela loirinha linda ali, que tem um bico como chaveiro.

N

Ninfomaníacas -
Assim como as chapadinhas, as ninfomaníacas enganam na primeira impressão porque te rasgam um sorriso monstruoso na cara após uma noite contabilizando vinte-e-seis orgasmos. Se não rolar uma constância na relação (coisa que NUNCA rola com ninfos, de qualquer jeito), na semana seguinte você vai penar com pedaços de pele de pau grudando na cueca, ardência cruel toda vez que for tirar aquela águado joelho e uma dor lancinante a cada ereção, mas ainda terá o sorriso monstruoso na memória. Os problemas começam quando o intervalo entre os encontros começa a diminuir. Certamente você jamais imaginou que um dia negaria sexo: isso só acontece porque você ainda não comeu uma ninfomaníaca.

O

Obesas -
Apesar de serem excelentes companhias para todos os momentos, da luta livre de galinhagem até o sexo quente de inverno, mulheres obesas não são uma opção muito boa para quem pretende levar a sério o jogo da sedução. Regra simples: se até mesmo as mais magricelas ganham centenas de milhares de quilos à medida que o tempo passa, imagina o que pode acontecer com alguém que já estocou mantimentos para vários invernos? Cabe fazer a observação de que o termo obesas, aqui, refere-se qualquer mulher que pese mais de 20 quilos a mais do que você. Mulheres que você definitivamente não pode pegar no colo para atravessar porta adentro na suíte presidencial reservada para a sua lua-de-mel podem lhe causar uma variedade incrível de constrangimentos e problemas nos anos vindouros. Creia-me.

P

Psicopatas
- Chilique toda mulher dá, cedo ou tarde, em graus diferentes. Nada de muito grave até aí. Agora, tem umas que se superam. Atividades como vigilância telefônica, busca e apreensão na carteira, pasta ou apartamento, ou campana na porta do escritório pra ver se tem mesmo reunião às 19h podem ser indícios gravíssimos de psicopatia feminina que, não raramente, acaba em decapitação do caralho. As psicopatas clássicas sempre gostaram de cantoras deprimentes como Carly Simon, Laura Pausini e Celine Dion, mas as suas versões modernas têm demonstrado um apreço todo especial pelos discos da Fiona Apple. Dessa forma, quando for conhecer o seu apartamento, verifique a discoteca da moçoila: encontrou Fiona, alerta vermelho. Se a sala tiver cheiro de pólvora ou qualquer objeto perfurante num raio de 3 metros, talvez não ligar no outro dia e mudar de cidade seja uma coisa bastante sensata a ser feita.

Q

Quarentonas
- Estão no melhor momento de suas vidas: realizadas profissionalmente, com filhos, a sexualidade à flor da pele. O maior defeito das quarentonas é que, na grande maioria dos casos, estão casadas, o que pode significar uma bala na moleira, numa análise um pouco mais ampla. Sem contar, é claro, a grande sacanagem que a natureza aprontou para as mulheres: elas só atingem o ápice da energia sexual quando o físico entra em franca decadência. Claro que com o desenvolvimento de todas as técnicas modernosas de massagens, cremes e cirurgias, muitas mulheres chegam aos 40 gostosas pra cacete. Pra você, jovem, pode até parecer uma boa idéia dar um conferes naquela infraestutura toda. As décadas de experiência podem funcionar como mais um elemento de convencimento, inclusive. Mas a implacável manhã seguinte vai nascer como uma pedra de quatrocentos quilos sobre o seu peito assim que ela der aquela levantadinha pra ir no banheiro.

R

Rebeldes sem causa
- Normalmente têm entre 14 e 18 anos (tanto mental quanto cronologicamente) e acham que tudo é um saco, tudo é uma merda e a única coisa legal é dar prum cara mais velho com uma cara meio de podre só pra provar pra todo mundo que não estão aí pro que ele pensa - apesar de pensar exatamente o contrário. Boas novas se você é um cara mais velho com uma cara meio de podre. Mas também há não-tão-boas-novas-assim: meninas entre 14 e 18 anos (tanto mental quanto cronologicamente), apesar de estarem entre as criações mais maravilhosas da natureza, não sabem fazer porra nenhuma, não sabem falar porra nenhuma e na verdade, não sabem mesmo de porra nenhuma. Além do mais, elas provavelmente vão raspar os dentes no cabeção ou engasgar feio com aquela golfada sadia de sêmen borbulhante - e aí voltar toda aquela rebeldia contra você.

S

Sonsas -
Mulher burra o cara até agüenta, mas mulher sonsa simplesmente não dá pra deitar no braço e chamar de meu benzinho. Isso nos leva a mais um dos grandes dilemas do mundo moderno: como você diferencia uma da outra? Senão, vejamos: burra é aquela que tem conhecimento restrito, ou seja, não pode responder algumas perguntas; sonsa é aquela que não sabe absolutamente nada sobre nada. Parece que ficou em coma durante toda a vida. Acontece que as sonsas passam a maior parte dos anos de colégio dedicando itenso cuidado ao seu corpo nas salas de academias em bairros nobres esperando pelos fins-de-semana em Santa Catarina ou na Bahia. Mais tarde disperdiçam tempo e espaço nos cursos de elite em faculdades caras e não pensam muito sobre quase nada. Gostam de curtir uma festinha, fumar um cigarrinho do capeta e comer no McDonalds depois de passar horas e mais horas caminhando de um lado para o outro num Shopping Center. Algumas até têm desempenhos bastante respeitáveis na arte atritante do amor mas é só.

T

Tarja Preta
- Fenômeno relativamente recente e verificado principalmente em grandes centros urbanos, a gangue da Tarja Preta é um dos maiores acidentes causados pela desmistificação (e popularização) da psicoterapia. Mulheres que dependem de comprimidos alteradores do humor para executarem as mais simples tarefas do dia-a-dia são péssimas escolhas para quase qualquer coisa - apesar de desempenharem alguns papéis vitais na sociedade. Se as leis de seleção natural ainda estivessem em vigor na raça humana, não passariam da primeira infância. Infelizmente não só passam como dedicam os próximos anos a tornarem a vida de qualquer um que cruze o seu caminho em uma representação bastante convincente do purgatório cristão. Soou meio Träsel isso aqui, não? Nada mais justo: foi ele quem CUNHOU a expressão.

U

Uma-noite-e-nada-mais
- De uns tempos pra cá as mulheres vêm conquistando sua liberdade nas mais diversas esferas da sociedade. Liberdade essa que curiosamente vem se mostrando cada vez mais como a repetição de padrões outrora associados aos homens muito mais do que uma nova alternativa criada pelas pussy owners. De toda forma, já não causa mais tanto espanto que uma mulher proponha, entre um canapé e outro, um sexo amigo sem maiores compromissos. A merda é que na absoluta totalidade desses casos você vai achar tudo aquilo ótimo pra caralho mas vai acabar se fudendo bonitaço. Em outras palavras, quando ela faz o convite é mais ou menos isso que passa pela sua cabeça: "veja só que mulher moderna, que mulher trimmassa, ela só quer o meu pau, não quer ficar me enchendo o saco, não quer o meu tempo, a minha atenção, a minha liberdade, ela é demais, ela sabe o que quer da vida, puta que pariu, isso é que é mulher, caralho, puta que pariu... acho que estou apaixonado".

W

Wiccas
- Em essência são bruxas, mas são bruxas da NATUREZA. Em uma leitura um pouco menos formal, podem ser consideradas as verdadeiras hippies do século XXI. Além do fato de idolatrarem atrações musicais tão duvidosas como Enya ou Blind Guardian, curtirem Tolkien, canais obscuros de IRC e qualquer modalidade de RPG, são muito chegadas na vida no meio do mato, comendo folha, catando bicho e entoando cânticos mágicos enquanto rodopiam em volta da fogueira. Até pode ser que você ature toda essa baboseira por algum tempo mas cedo ou tarde você vai ter um treco de tanto viver num mundo entre o verde e o marrom com bafo de planta, e vai mandá-la às favas. Apartir daí as conseqüências podem ser imprevisíveis. Caso você não saiba, Gaia, a mãe natureza, também é uma mulher.

V

Virgens
- Virgens só atraem em contos de fada, mesmo. Me explica: qual é a grande vantagem de ser o primeiro homem de uma mulher? Primeiro que ela nunca jamais de jeito algum vai te esquecer. Além disso, ela vai chorar, ela vai reclamar, ela não vai gostar, tu não vai gostar, ela vai sangrar, ela não vai chupar, ela não vai te deixar chupar também, ela vai desistir umas trezentas e vinte vezes antes de finalmente decidir sacrificar a carninha e, pra piorar tudo, se alguém descobrir o que tu fez, tu vai parar numa cela escura na mão da rapaziada, porque pra achar virgem hoje em dia, camarada, só com menos de 13 aninhos.

X

Xuxa
- Viveu com a Marlene Mattos durante uns 20 anos. Precisa de mais explicação?

Y

Yoná Magalhães
- Faz mais de dez anos que vi a Yoná Magalhães pela última vez, e ela já não era grandes coisas. Imagino como deve estar agora. Porra, dá um desconto: IPSILONE é difícil.

Z

Zulus
- A África pode ser um grande barato para quem vai com o coração preparado para novas experiências mas entrar numas de tribo nunca eras. Comer uma Zulu promove um grande infortúnio geral. As chances de você acabar enroscado na filha do chefe da aldeia são medonhas, porque o chefe acha que é pai de todas as guriazinhas mais ou menos jeitosas que rolam no pedaço. E se comeu a filha do chefe, tem que casar. E se tem que casar, tem que ter dote. E se você catou uma Zulu cobiçada, o seu óbvio pretendente vai te desafiar prum amigável duelo de lança até a morte às margens do Tânger, o que vai ser um cu de qualquer jeito. Não tenho idéia de como é um casamento Zulu, na verdade, mas se um casamento em Nova York com a filha do prefeito já tem tudo pra ser uma bosta, imagine o que sobra prum casamento tribal no meio da África?

Parece que isso encerra a questão. Mas e aí: quem sobrou? Pois é: não sobrou quase ninguém. A grande verdade é que o único jeito de não se dar muito mal nessa história toda é ficar na boa, velha e confortável punheta. Mas quem agüenta? Mudar de opção sexual também não é um bom caminho, afinal de contas, macho é a mesma merda também - senão pior. Então é aquela coisa: já que estamos fudidos de qualquer jeito, que pelo menos se aproveite o que há para ser aproveitado. Penetrem-se às ganhas, sejam felizes e não encham o saco.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:24 PM


quarta-feira, agosto 14, 2002




Definições e Características: muito inteligentes, superdotados e gênios

Definição de Muito Inteligente

É geralmente aceito que "muito Inteligente" (em inglês: very bright) é a pessoa que em um teste de QI reconhecido obtêm um resultado superior a 95% da população em geral, ou seja, dentro dos 5% superiores. A Mensa optou por selecionar quem está nos 2% superiores. Esse número não é totalmente arbitrário, estudos estatísticos mostram que há uma diferença mensurável de comportamento entre os 2% superiores e os 2% seguintes. Outras organizações do gênero optam por outras classificações. (bibliografia: Constituição da Mensa International e livro The Bell Curve - Hernstein & Murray - Free Press 1994)

Definição de Superdotado

Segundo as diretrizes básicas para a ação do Centro Nacional de Educação Especial, são consideradas superdotadas e talentosas as que apresentam notável desempenho e/ou elevada potencialidade em qualquer dos seguintes aspectos, isolados ou combinados:

capacidade intelectual superior
aptidão acadêmica específica
pensamento criador ou produtivo
capacidade de liderança
talento especial para artes visuais, artes dramáticas e música
capacidade psicomotora
Tuttle e Becker descreveram cada uma dessas áreas de superdotação:

Habilidade intelectual geral: esta categoria inclui indivíduos que demonstrem características tais como curiosidade intelectual, poder excepcional de observação, habilidades para abstrair, atitude de questionamento e habilidades de pensamento associativo. Talento acadêmico: esta área inclui os alunos que apresentam um desempenho excepcional na escola, que se saem muito bem em testes de conhecimento e que demonstram alta habilidade para as tarefas acadêmicas. Habilidades de pensamento criativo e produtivo: esta área inclui estudantes que apresentam idéias originais e que são capazes de perceber de muitas formas diferentes um determinado tópico. Liderança: inclui aqueles estudantes que emergem como os líderes sociais ou acadêmicos de um grupo. Artes visuais e cênicas: engloba os alunos que apresentam habilidades superiores para pintura, escultura, desenho, filmagem, dança, canto, teatro e para tocar instrumentos musicais. Habilidades psicomotoras: engloba aqueles estudantes que apresentam proezas atléticas, incluindo também o uso superior de habilidades motoras refinadas, necessárias para determinadas tarefas, e habilidades mecânicas. (texto retirado do livro Psicologia e Educação do Superdotado - Eunice Soriano Alencar - E.P.U. 1986)

Características dos superdotados:

Esta é uma pequena lista de características típicas do superdotado. Existem outras características que não foram citadas, principalmente as ligadas à superdotação artística e psicomotora, por haver menos pesquisas nestas áreas. É importante lembrar que nem todos os superdotados apresentam todas as características citadas na lista.

segundo Tuttle e Becker, 1983:

É curioso.
É persistente no empenho de satisfazer os seus interesses e questões.
É crítico de si mesmo e dos outros.
Tem senso de humor altamente desenvolvido.
Não é propenso a aceitar afirmações, respostas ou avaliações superficiais.
Entende com facilidade princípios gerais.
Tem facilidade em propor muitas idéias para um estímulo específico.
É sensível a injustiças tanto no nível pessoal como no social.
É líder em várias áreas.
Vê relações entre idéias aparentemente diversas.

segundo Gowan e Torrance, 1971:
Reage positivamente a elementos novos, estranhos e misteriosos de seu ambiente.
Persiste em examinar e explorar estímulos com o objetivo de conhecer melhor a respeito deles.
Gosta de investigar, faz muitas perguntas.
Apresenta uma forma original de resolver problemas, propondo muitas vezes soluções inusitadas.
É independente, individualista e auto-suficiente.
Tem grande imaginação e fantasia.
Vê relações entre objetos.
Tem sempre muitas idéias.
Prefere idéias complexas, irrita-se com a rotina.
Pode ocupar seu tempo de forma produtiva, sem ser necessária uma estimulação constante pelo professor.
(texto retirado do livro Psicologia e Educação do Superdotado - Eunice Soriano Alencar - E.P.U. 1986)

Definição de Gênio

Existem duas definições em disputa pelo termo:

quem obtêm um resultado excepcional (na faixa superior a 180 -190) num teste determinado de QI
quem consiga raciocínios e inferências tais que, somados a uma intuição também muito acima do normal, lhe permitam não somente imaginar como também formular e realizar uma obra fundamentalmente original e reconhecidamente de alto valor.
Os defensores da opção 1 acreditam ser possível medir objetivamente a genialidade enquanto os defensores da definição 2 preferem esperar por resultados práticos significativos.
A história nos mostra que muitos gênios viveram no anonimato e morreram na pobreza, talvez não tendo sido reconhecidos por estarem muito à frente do seu tempo.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:11 AM






Ser homem é...

-Sentir a dor física e moral de uma bolada no saco.
-A tortura de ter que usar terno no verão.
-O suplício de fazer a barba todo dia.
-O desespero de uma cueca apertada.
-A loucura que é fingir indiferença diante de uma mulher sem sutiã.
-A loucura que é resistir a olhar para as pernas de fora de uma mini-saia curta.
-Ir a praia e resistir a olhar para aquele mulherão deitado ao seu lado.
-Viver sob o permanente risco de ter que entrar numa briga.
-Pilotar a churrasqueira nos fins de semana enquanto todos se divertem.
-Ter sempre que resolver os problemas do carro.
-Ter que reparar a roupa nova dela.
-Ter que reparar que ela mudou de perfume.
-Ter que reparar que ela trocou a tintura do cabelo de Imedia 713 para731 louro bege salmon 81-56 plus up light forever.
-Ter que reparar que ela cortou o cabelo, mesmo que seja somente um centímetro.
-Ter que jamais reparar que ela tem um pouco de celulite.
-Ter que jamais dizer que ela engordou, mesmo que isto seja a pura verdade.
-Ter que conversar sobre aplicações, debentures, dólares, commodities, CDBs e RDBs, mesmo que o seu salário mal de para chegar ao final do mês.
-Trabalhar pra cacete em prol de uma familia que reclama que você trabalha pra cacete!
-Desviar os olhos do decote da secretária, que se faz de ditraída e deixa a blusa desabotoada até o umbigo.
-Trabalhar com mulher!!! (aqui para nós, diga se é possível discutir a sério um assunto de trabalho com alguém que use batom vermelho, perfume atrás da orelha, cabelos soltos que balançam ao vento e saia curta e justa?
E quando ela cruza as pernas???).
-Ter a obrigação de ser um atleta sexual.
-Viver sob a eterna tensão da primeira "falhada".
-Ter a suspeita que ela, com todos aqueles suspiros e gemidos, só está tentando nos incentivar.
-Ouvir um NÃO, virar conformado para o lado e dormir, apesar da vontade de quebrar todo o quarto e fazer um escândalo.
-Entrar numa boate de strip-tease, dessas repletas de garotas baratas alegando pura "curiosidade antropológica".
-Ter que ouvi-la dizer que está sem roupa.
-Parar para almoçar no domingo na casa dos sogros, discutir política com aquele velho reacionário, tratar bem os sobrinhos e se controlar para não dar na cara do cunhado cara de pau, que veio pedir dinheiro emprestado de novo!!!
Depois elas ainda acham que é fácil, só porque nós não menstruamos!!!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:36 AM


terça-feira, agosto 13, 2002

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:06 AM



*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:00 AM




Nosso herói

Não é todo o mundo que pode dar à sua vida um bom acabamento literário. Quase todas as vidas são mal escritas, desencontradas, com um estilo incoerente e nenhuma simetria. Na medida em que somos nossos próprios autores, raramente conseguimos produzir uma obra, assim, esteticamente satisfatória, mesmo que na forma de um romance menor. O Luiz Felipe Scolari conseguiu — pelo menos até agora. Não sei se já tinha decidido, antes da Copa, que largaria a seleção de qualquer maneira, depois do seu fim. Mas acho que, vencida a Copa, ele deve ter examinado a sua história pessoal e concluído que a única coisa dramaticamente apropriada a fazer era parar. Talvez tenha até se aconselhado com o Ruy Carlos Ostermann, com quem escreveu o livro da sua participação no penta que está sendo lançado agora, sobre que cena final caberia no improvável épico sentimental que foi a Copa de 2002. A Copa da reabilitação, do desagravo, da segunda chance, temas épicos desde os gregos. Além de um ótimo comentarista de futebol, o Ruy tem um dos melhores textos do país. Só um desenlace serviria à história. Entre todas as razões que teve o Felipão para deixar o cargo de treinador da seleção depois de levá-la à vitória em que ninguém acreditava, inclua-se esta: a justeza literária.

É difícil saber como será a posteridade da Copa de 2002. A vitória de 94 ficou como um vago embaraço: foi bom que acontecesse, mas precisava ser com aquele futebol? Já ouvi de afrontados pelo sucesso do Felipão a seguinte especulação irrespondível: se foi como foi sem o Romário, imagine como seria com ele! Ao ressentimento com o Felipão porque não podia ganhar, soma-se o ressentimento porque ganhou. Já o nosso herói cuidou da sua própria posteridade — ou da parte 1 da sua posteridade. Ele ainda tem muita história pela frente, sua vida ainda pode desandar. Acontece muito com os romances longos com o clímax na metade. E também podem trazê-lo de volta para salvar o Brasil, numa futura emergência. Mas isso será outro épico.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:51 AM


TRÊBADAS

Duas amigas casadas resolveram passar o fim de semana fora, sem os maridos.
Na volta, já de tardinha, as duas, trêbadas, sentiram uma voltade
irresistível de fazer pipi. Ficaram procurando um lugar escondido, até que
viram um cemiteriozinho, à beira da estrada. Aflitas e bêbadas, sem outra
alternativa, pararam o carro e decidiram ir assim mesmo.
A primeira foi, se aliviou, e então se lembrou de que não tinha nada para
se secar. Então pegou a calcinha, se secou e jogou-a fora.
A segunda, que também não tinha nada para se secar, pensou: "Eu não vou
jogar fora esta calcinha carérrima e linda." Então, pegou a fita de uma
coroa que estava em cima de um túmulo e se secou.
No dia seguinte, os maridos se encontraram. Disse um:
"Nós temos que ficar de olho... Acho que essas duas estão aprontando. A
minha mulher chegou em casa sem calcinha..."
O outro:
"Você tem sorte! A minha chegou em casa com uma faixa presa no rabo com a
inscrição: "Jamais te esqueceremos."

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:25 AM



segunda-feira, agosto 12, 2002

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:27 AM


Retornando à Alma

Costumamos pensar que tudo que criamos, criamos através da mente. Nosso racionalismo não nos permite perceber, ou melhor, não nos permite admitir que além da mente, existe a intuição e que esta é a semente de todas as idéias. Você já teve uma intuição, aquele sentido que diz para você fazer deste modo e não do outro? Acredito que sim, e às vezes até por falta de opção, você acabou fazendo tudo de acordo com este sentido, e as coisas caminharam bem. Mesmo assim, durante o processo você não tinha certeza, havia uma certa insegurança, era uma maneira diferente de resolver uma situação. Nossa mente exige ser a dona do processo, é assim que aprendemos, e só ficamos tranquilos quando temos esta certeza. Mas será que é possível ter certeza através da intuição, ao invés da certeza da mente? Sim, nós podemos ter esta certeza tão clara quanto a razão.

Assim como aprendemos a pensar e a nos certificar de como devemos agir através do exercício do pensamento, podemos reaprender a ouvir a intuição. Digo reaprender pois é uma habilidade inata ao ser humano. Afinal, qual pai e qual mãe colocaria seus filhos no mundo desprovidos de habilidades para lidar com a vida? Sê, até mesmo nós, nos preocupamos em dar aos nossos filhos e entes queridos tudo que podemos para habilita-los para a vida, será que a natureza, esta grande mãe que alimenta e acolhe a todos, nos deixaria desprovidos de tal habilidade? Não, nós somos habilitados a lidar com todas as situações que nos ocorre, somos muito mais do que achamos que somos, só não prestamos atenção aos sinais internos e externos que a vida nos dá. Somos antes de tudo um “forte”, em essência, é a alma que nos capacita para a vida, e nos fala pela intuição. Reintegrar a alma às nossas vidas, às nossas atividades diárias, é permitir que a consciência divina participe de nosso dia-a-dia. Não precisamos estar num belo bosque para isto, pelo contrário, é quando estamos no olho do furacão que mais devemos estar em nossa alma, pois ela sabe o que fazer quando nossa mente lógica já não encontra alternativas.

Tire a tampa que você colocou no ouvido para não se ouvir. Ouça a música que vibra na tua alma, siga esta harmonia, reintegre-a, isso também é você! Retorne a alma, caminhe pela vida com a graça que o céu te concedeu e seja grande, seja inteira, seja bela e harmoniosa, pois é assim que a natureza te fez e é assim que a vida te quer!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:16 AM



*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:04 AM


Um brasileiro entra na policia em plena Caxias do Sul e dirige-se ao delegado:
- Vim entregar-me, cometi um crime e desde então não consigo viver em paz.
- Meu senhor, as leis aqui são muito severas e são cumpridas e se o senhor é mesmo culpado não haverá apelação nem dor de consciência que o livre da cadeia.
- Atropelei um argentino na estrada ao sul de Caxias !
- Ora meu amigo, como o senhor pode se culpar se estes argentinos atravessam as ruas e as estradas a todo o momento ?
- Mas ele estava no acostamento.
- Se estava no acostamento é porque queria atravessar, se não fosse o senhor seria outro qualquer.
- Mas não tive nem a hombridade de avisar a família daquele homem, sou um crápula !
- Meu amigo, se o senhor tivesse avisado haveria manifestação, repúdio popular, passeata, repressão, pancadaria e morreria muito mais gente, acho o senhor um pacifista, merece uma estátua.
- Eu enterrei o pobre homem ali mesmo, na beira da estrada.
- O senhor é um grande humanista, enterrar um argentino, é um benfeitor, outro qualquer o abandonaria ali mesmo para ser comido por urubús e outros animais, provavelmente até hienas.
- Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava : Estoy vivo,estoy vivo ! !
- Tudo mentira, esses argentinos mentem muito.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:46 AM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:42 AM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:41 AM


Restaurantes "a quilo" são obrigados a divulgar
regras de civilidade a seus clientes


São Paulo, - Antes que a situação se tornasse insustentável, os restaurantes paulistanos que vendem comida a quilo (a salvação dos trabalhadores que sobrevivem com ticket alimentação), foram obrigados pela higiene sanitária do Estado a divulgar em suas dependências uma lista de regras de civilidade aos seus clientes. Elas devem ser mantidas em lugar visível e quem não as obedecer será retirado do local. As regras são as seguintes:

1. Não pegue os alimentos com a mão.
2. Não devolva os alimentos que você pegou com a mão.
3. Não aproxime sua cabeça dos alimentos para cheirá-los.
4. Não passe as mãos no cabelo quando você aproximar a cabeça dos alimentos para cheirá-los
5. Prenda a gravata na camisa, antes de olhar o feijão.
6. Você não paga a mais por prato utilizado. Sirva-se quantas vezes quiser. Mas não misture alface, macarrão e rabada no mesmo prato.
7. Você não paga a mais por prato utilizado. Sirva-se quantas vezes quiser. Mas não deixe a comida vazando pelas bordas do prato e fique lambendo os dedos enquanto leva o mesmo para pesar.
8. Acredite: não é engraçado falar em fezes, urina, vômito ou similares enquanto estiver se servindo. Nem depois.

Espera-se que depois disso as queixas de gastrite, falta de apetite e problemas de digestão melhore bastante entre os trabalhadores de São Paulo

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:33 AM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter