<body>

Deixa com o Beque !!

quinta-feira, fevereiro 13, 2003

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:49 PM




Como é que é notícia boa ?? Vamos nessa !!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:43 PM


MUITAS PIADAS


Um homem estava em coma a algum tempo. A mulher estava a cabeceira dele dia e noite. Um dia, o homem acorda, Faz um sinal a mulher para se aproximar e sussurra-lhe: - Durante todos estes anos estiveste ao meu lado. Quando me licenciei, estavas la comigo. Quando a minha empresa faliu, estavas la a apoiar-me. Quando perdemos a casa, ficastes perto de mim. E quando fiquei com todos esses problemas de saude, acompanhaste-me sempre, Sabes que mais?? Os Olhos da Mulher encheram-se de lagrimas:

-"Diz Amor?"

-'Acho que você me da Azar"

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O pai do Joãozinho ficou apavorado quando este lhe mostrou o boletim!

- Na minha epoca as notas baixas eram punidas com uma boa surra!

-Legal, pai! A que horas pegamos a professora amanhã?

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Juquinha voltou da aula de catecismo e perguntou para o pai:

- Pai, porque Jesus ressuscitou, apareceu primeiro paras as mulheres e não para os homens??

- Vai ver que ele queria que a noticia se espalhasse mais depressa!!!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uma mulher esta na cama com o amante quando o marido chega.

- Depressa, fique de pe ali no canto. Rapidamente, ela cobre o corpo do amante com oleo e talco:

- Não se mexa ate ele falar. Finja ser uma estatua. Nisto o marido entra e pergunta

"- O que eh isso?? Ela fingindo naturaridade

"- Isso ?! Ah, è sò uma estatua. os Silva botaram uma no quarto deles..... gostei tanto que comprei uma igual pra nòs. E não falaram mais da estatua. As duas da madrugada, o casal ainda esta vendo televisão. O marido se levanta, caminha e ate a cozinha, prepara um sanduiche, enche um copo de cerveja e vai para o quarto. Ele se dirige para a estatua e diz:

- Toma, come e bebe alguma coisa. Eu fiquei dois dias, que nem um idiota, no quarto dos silva e nem um copo de agua eles ofereceram.....!!!!!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O portugues entra no restaurante e pergunta:

- Por favor, me da uma bacalhoada! Ao que o atendente pergunta:

- Ja sei, o senhor è portugues?

- Como descobristes? Foi por causa do meu sotaque ou pelo fato de eu ter pedido bacalhoada??

- Nem um nem outro, è que aqui è o Mc Donalds!!!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Aquele jovem casal de japoneses, resolve comemorar um mês de namoro num motel.
Assim que o rapaz tira o sutiã da moça, olha decepcionado para os seios minúsculos e diz:

- Você tem os peitos tão pequenos que não sei por que usa sutiã!

Ao que ela responde:

- Eu também não consigo entender por que você usa cueca!


--------------------------------------------------------------------------------


Chega o japones no bar com tres garotas e pede:

-Me da uma coca-cola!

-Familia?

-Non, nom, tudo puta mesmo, ne!!!!


--------------------------------------------------------------------------------


De partida para a guerra, um soldado muito ciumento resolveu colocar um cinto de castidade na esposa, temendo ser traído.

- Não é justo, posso morrer na guerra e minha mulher é muito jovem. Já sei, darei a chave ao meu amigo de confiança, e se algo acontecer comigo, ele poderá soltá-la.

No dia da partida, mal tinha cavalgado 200 metros, ouviu a voz do amigo, que corria desesperadamente em seu encalço.

- Que aconteceu amigo, o que houve?

- Companheiro! - disse o outro, totalmente sem fôlego. - Você deixou a chave errada!


--------------------------------------------------------------------------------


Os dois caipiras se encontram no ponto de ônibus para uma pescaria.

- Então cumpade, tá animado?

- pergunta o primeiro.

- Eu tô, home! Ô cumpade, pro mode quê tá levano esses dois embornal?

- É que tô levano uma pingazinha, cumpade.

- Pinga, cumpade? Nóis num tinha acertado que num ia bebê mais?!

- Cumpade, é que pode aparecê uma cobra e pica a gente.

- Aí nóis desinfeta com a pinga e toma uns gole que é pra mode num sinti a dô.

- É... e na outra sacola, o que qui tá levano?

- É a cobra, cumpade. Pode num tê lá...


--------------------------------------------------------------------------------


O sujeito volta de um safari e comenta suas aventuras com um amigo:

- Rapaz! Eu estava no meio da selva, quando de repente ouço um barulho. Olho para trás e vejo um leão enorme, lambendo os beiços. Ele começa a vir em minha direção e eu, a correr. O leão vem logo atrás e quando sinto o bafo dele na minha nuca, ele escorrega e eu aproveito para me distanciar. O leão se levanta e continua a me perseguir. Novamente, quando sinto seu bafo, ele escorrega. Nisso eu vejo uma casinha e quando estou indo para lá, sinto que o leão está quase me alcançando. Ele escorrega novamente e eu consigo entrar na casa.

- Nossa, cara! Que loucura! - exclama o amigo - Eu teria me borrado todo!

- E no que você acha que o leão escorregava?



--------------------------------------------------------------------------------


Lá estava um negão de uns 2 metros de altura tomando banho no vestiário de um clube quando entra um anão e fica do lado dele. Ele olha para a piroca do anão, que era gigantesca, e olha para a dele, que não chagava nem a uns 5cm.

- Como e que você que e um anão tem uma piroca tão grande enquanto que eu que sou alto e forte tenho essa coisinha???

- Isso e mágica, mágica.

- Duvido, mágica e o cacete!!!

- E sim, eu sou o duende da floresta e fiz uma mágica para o meu pau ficar grande.

- Então faz essa mágica pra mim, por favor...

- Não sei...E uma mágica muito difícil...

- Vai, eu faço qualquer coisa...

- Então ta, fica de quatro que eu vou te comer!

- Ihhh tá me estranhando??? Eu sô muito macho!!!

- Então, a mágica não vai funcionar e você continuara com essa coisinha que parece de brinquedo.

- Ta bom...Ta bom... E lá foi o Negão ficando de quatro e o anão subindo no cara e metendo a piroca.

-Qual...O...Seu...Nome...?

- aI, ai!!...João.

- João...Quantos...Anos...Você...Tem...?

- Ui!!!!!!, 25.

- João...25 anos!!...

- Qual...A...Sua...Profissão...?

- UHHNN!!...Pedreiro.

-João...25 anos...Pedreiro...Depois de velho ainda acredita em duende...???


--------------------------------------------------------------------------------


Dois amigos se encontram:

-Como vai?

-Vou levando?

-Eu que vou colocando, to achando ruim. Imagine você que vai levando


--------------------------------------------------------------------------------


certo dia um amigo vira pro outro e pergunta:

- Me desculpe a curiosidade, mas como você conseguiu ficar rico desse modo?

- É que eu montei um bordel, quando vim pra nossa cidade, isto há trinta anos atrás.

- E como era o bordel.

- Ele era muito bonito, ficava num prédio e eu dividia o prédio por categoria, isto e, no térreo só ficavam as bichas, no primeiro andar só as mulheres com mais de trinta anos e no segundo andar as meninas com menos de dezoito.

- Poxa vida!!!, que legal, mas foi fácil montar esse bordel??...

- Foi nada, no começo foi difícil, pois era só eu, minha esposa e minha filha.


--------------------------------------------------------------------------------

Dentro de uma cabine de um trem estão três homens e uma garota de fechar o comércio.
Eles conversam e rapidamente o tema fica francamente erótico. Aí a garota propõe:
- Se cada um de vocês me der 10 Reais eu mostro minhas coxas.
Imediatamente os homens tiram 10 Reais da carteira e lhe dão. Ela levanta a saia e mostra as coxas nuas. Em seguida, ela faz uma nova proposta:
- Se cada um de vocês me der 50 Reais, eu mostro minha bunda. Os homens estão todos excitados, e topam imediatamente. A garota levanta a saia e vira-se para mostrar a bunda.
A garota continua:
- Agora, se cada um de vocês me der mais 100 Reais, eu mostro onde fiz uma cesária.
Imediatamente os homens lhe entregam o dinheiro. Então a garota aponta para um prédio pelo qual o trem está passando e diz:
- Ali, naquele hospital!


--------------------------------------------------------------------------------

- Mamãe, deixa eu usar sutiã?
- Não!
- Por favor, mamãe!
- Jamais!- Mas mãe, eu já tenho 15 anos!
- Não, não e não! Eu já falei que não e vê se pára com essa conversa, Paulo Ricardo!!

--------------------------------------------------------------------------------


O presidente do Corinthians pede uma reunião com Deus e quando é recebido lhe pergunta:
- Senhor, eu gostaria de saber se o meu time será campeão do mundo.
- Sim, meu filho! Mas não na sua gestão!
No outro dia, o presidente do Flamengo pede uma reunião com Deus.
- Senhor, eu gostaria de saber se o meu time será campeão do mundo.
- Sim, meu filho! Mas não na sua gestão!
No outro dia, o presidente do São Paulo pede uma reunião com Deus.
- Senhor, eu gostaria de saber se o meu time será campeão do mundo.
- Sim, meu filho! Mas não na sua gestão!
No outro dia, o presidente do Palmeiras pede uma reunião com Deus.
- Senhor, eu gostaria de saber se o meu time será campeão do mundo.
- Sim, meu filho! Mas não na minha gestão!


--------------------------------------------------------------------------------


Um caminhoneiro, no meio de uma longa viagem, pára no restaurante Frangoso, o seu predileto, louco de vontade de comer uma boa galinha caipira.
Entre as opções do menu ele encontra todos os tipos de galinha, mas chama o garçom e ordena:
- Quero a boa e velha galinha caipira ensopada! Mas antes eu quero ver a galinha!
O garçom vai até a cozinha, pega uma galinha e traz até a mesa.
O motorista enfia o dedo no orifício de saída dos ovos da galinha, esfrega os dedos, cheira e diz, convicto:
- Negativo! Esta não é galinha caipira. Esta é da granja Três Irmãos! Quero comer galinha caipira!
Então o garçom trás outra galinha e o motorista repete o procedimento e, mais uma vez, protesta:
- De jeito nenhum! Esta não é galinha caipira. É do sítio Estrela Azul, em Bragança Paulista.
Então o garçom traz outra galinha e mais uma vez o motorista cheira os dedos, pensa um pouco e diz:
- Ah, agora sim! Essa é a verdadeira galinha caipira! Pode mandar fazer...
O garçom volta para a cozinha para mandar preparar a galinha do freguês quando um bêbado que estava esparramado na mesa ao lado se levanta, vai até a mesa do motorista, baixa as calças e implora:
- Meu amigo, esqueci onde moro. Dá para o senhor ver meu endereço?


--------------------------------------------------------------------------------


A fim de catequisar mais alguns fiéis para a sua paróquia, o padre colocou um cartaz diante da porta da igreja: "Se você está cansado de pecar, entre!".
Ao que alguém escreveu embaixo: "Mas, se ainda não estiver, me ligue, Cristina: 245-9090".







*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:25 PM


terça-feira, fevereiro 11, 2003





Querida Sabrina, e aí? Beleza? Eu tenho te visto enjaulada no Big Brother e não penso em outra coisa. Não me malpense, não é o início de qualquer cartinha de fã admirado por seus dotes calipígios. Ostenta-os, sim, fique tranqüila pois sei que isso te é fundamental no currículo. Mas não é o que me move a pena, gata. A Globo tem sido muito rigorosa nesse quesito e nos tem enchido a tela com moças – aproveito para cumprimentar suas colegas de zôo – portadoras de espécimes de primeira. Mas, sei lá, Sabrina. Não sei se é a idade, não sei se é a oferta, não sei se é a repetição dos formatos, eu só sei é que estou meio cansado dessa interminável estação das melancias. Os japonesas tinham inventado umas, as frutas, quadradas. Não sei se deu certo. Eles queriam facilitar o transporte e, sabe como são os japas!?, sair da mesmice. Eu estou com eles. As mulheres andam muito repetitivas, mais de um milhão de anos com o mesmo lay-out, e está na hora, sei lá, de um aerofólio diferente, como os caras inventam todo ano na Fórmula 1. O BigGod de vocês, o Boninho, podia pensar nisso para a próxima encarnação do BBB-4. Mas, desculpe Sabrina, se me meto em assuntos que mais parecem uma conversa com o Dapieve no Bracarense, nada a ver numa carta a uma moça. O que eu quero mesmo com você é falar de ética. A ética do jogo amoroso. Da estratégia de sedução. Do gato e rato do homem e mulher. Fala sério, Sabrina! Há toda uma Convenção de Genebra legislando sobre isso. Não brinque! Você está atrás de 500 pratas, uma grana que não resolve a vida de ninguém mas embica a viga prum céu bonito. Mas vamos com calma! Você optou pela mais abjeta das estrepolias femininas, algo tão antigo que me fez reviver a palavra songamonga, um sinônimo que Olavo Bilac devia usar para difamar as dissimuladas, sonsas, fingidas, falsas que via na Confeitaria Colombo. Não faz isso! Coisa antiga! Há um mês você seduz o bando de marmanjos trancafiado aí com você apostando no velho truque da facinha. Finge que dá, finge-se de caça distraída. Quando o rapaz se aproxima com seu parabelo engatilhado, você diz que "não é bem assim, mas quem sabe, não me perca de vista, viril caçador". Você sinaliza isso a todos e, vou te contar, com um jogo de cena impressionante. Não conheço homem que não caísse nessa. Tens as tranças da Pocahontas. Tens uma pinta negra no meio da testa, um terceiro olho de imagem Hare Krishna como as do templo que freqüentei, tempos idos, em Santa Teresa. É um dos jogos mais terríveis do repertório feminino. "Sou possível." "Aproxime-se." Tudo mentira, apenas um truque para manter disponíveis todos os homens ao redor e, no caso, fazer com que eles – "olha que você ainda me pega, seu bobo" – não te defenestrem da jaula do BBB-3. O Anísio Silva fez há séculos, parece que a Gal regravou faz pouco, uma música sobre você: "Interesseira/ Não amas ninguém." Seja clara, gata, porque essa é uma necessidade moderna. Nos jornais aqui de fora saiu a notícia de que querem tirar a Kelly Key da campanha da Aids. Ela teria confundido os sinais e desrespeitado as regras das relações amorosas e sexuais. Os técnicos acham que ela propõe uma "pseudo liberdade sexual onde o homem é o oprimido e a mulher é a opressora" – e que isso não ajuda em nada o uso da camisinha no carnaval. Parece papo de maluco, e é. A Kelly Key, que eu imagino seja mais ou menos onde você quer chegar quando crescer e sair aí de dentro, não tem culpa. Tem feito a apologia, na vida e nas canções, da liberdade de escolher seus bofes. Estou com ela, bofes fora, claro. Estou com a Marisa Monte quando canta o já sei namorar, já sei beijar de língua, já sei que sou de ninguém. Pelo que eu entendi, elas não querem ser as novas opressoras – mas acabar com a necessidade de haver um vilão desses no jogo do amor, do sexo, ou como se quiser chamar o lance. Não sei se você está acompanhando, Sabrina, mas é por aí. As campanhas da Aids eram sempre a partir do Bráulio, lembra? Esse grande, às vezes nem tão assim, ator, está no retiro com os velhinhos da Casa dos Artistas. Perdeu aquela banca, aquela pose de andar sempre com a cabeça em pé. O Ministério da Saúde fez bem em apostar na Kelly. Nem na hora de decidir a roupa que vai vestir, o Bráulio é consultado. Seria um bom assunto de reflexão, mas no Brasil, como nós vimos acima, minha boa Sabrina, tudo acaba com a fixação nas coisas de baixo. As discussões sobre sexo sempre acabam com a avaliação da centimetragem dos quadris. Por isso, minha gata, pedindo desculpas pela carta que já se faz longa e cheia de voltas no quarteirão do nosso foco, eu te repito: pense grande. Inspire-se nessas conversas aqui de fora e bota pra jambrar a Kelly Key que, eu sinto, muvuca dentro do mesmo silicone que te esculpiu. Pare de se fazer dessa mulézinha das antigas e vai como o Felipão pedia que o Emerson fosse – na bola. Como um craque moderno, para definir a jogada, mas sem falta que o juiz está vendo. Ninguém é obrigado a namorar ninguém só porque se está presa com o sexo oposto durante dois meses numa casa. A Juliana, por exemplo, não promete nada. Mas ninguém, Sabrininha, é só amiguinha fazendo o jogo de sedução que você faz-e-negafogo-faz-e-negafogo com o pobre do caipira. Maldade. Não tripudie desses bráulios fracassados. Desde 'Uma Sombra em Minha Vida', novela da Excelsior em 1964, eu não via uma personagem tão retrógrada e – sei que nessas horas, como parte da cena, você dá uma choradinha, mas lá vai – vilã. As bochechas glúteas assanhadas, os peitos querendo escapulir – nada contra. Coisas da grande família brasileira. Mas o comportamento é das cavernas flinstones. Pode ser que você ganhe os 500 paus, Sabrina, mas as mulheres, que aqui por fora andam tão decididas, perdem com o teu nhenhenhen. Pensa nisso, gata. E me liga quando sair daí que eu te explico melhor. Beijos.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:00 AM


A NAMORADA
Cesar Valente

Por que? Porque sim, porque você é minha namorada! Mas e por que tinha que ser desse jeito? Então você não entende, você é o meu amor, a minha vida, não podia deixar você fazer aquilo! Você não gosta de mim. Claro que gosto, sou teu namorado a vida inteira. Você não gosta de mim. Tá ficando maluca? Se gostasse não fazia aquilo daquele jeito. Agora chega, né? Não chega não. Ah, meu amorzinho não vai querer brigar logo hoje, né? Vou sim e tira a mão daí, sai. É assim é? É, é assim, sim. Então quando a senhora estiver mais calma eu volto. Vem cá, eu preciso te dizer umas coisas. Quando estiver mais calma me telefona.

– Covardão. Sempre cai fora. Primeiro vem com “meu”, “minha”, “teu”, depois desconversa. Um possessivo. Um covardão. Uma criança grande que gosta de ser o dono do campinho e o dono da bola.

– Que chata que ela estava hoje. Perdendo tempo com bobagens. Com historinhas de criança pequena. Ela já é uma mulher, não pode querer que eu, um homem, namore com ela como as crianças namoram, né?

– Nunca mais vou falar com ele. Vou viver. Vou ver os filmes que gosto. Vou usar as roupas que eu gosto. Vou conversar com pessoas que eu escolher. Vou ser eu. Vou rir como eu gosto. Chega de frescura. Aquilo era um monte de pose em cima de um monte, de posses.

– Eu não entendo por que ela estava chateada. Afinal nosso namoro sempre foi cem por cento. As amigas dela até tinham inveja dela, do namoro tão legal que ela tinha comigo. A gente estava sempre junto. Nunca brigava, eu ajudava ela a escolher as roupas e levava ela a todos os lugares. Sempre fui bom pra ela, nunca fui estúpido. E agora ela vem com essa história sem pé nem cabeça. Eu não consigo entender.

– Imagine só que quando a gente ficava separado algum tempo porque ele tinha que viajar, o abobado gastava quase todo o tempo do reencontro cobrando de mim o que eu tinha feito. “Saiu com quem, fai aonde, vestindo o que?” E nunca se lembrava de gastar esse tempo matando a saudade. Ele nunca me curtia, e me deixava sem saco pra curtir ele. A gente não se abraçava, se amontoava. Sem sentir, sem saber claramente da presença do outro. Ele chegava a ser estúpido, de tão insensível.

– Eu tenho um carinho muito grande por aquela mulher. Sempre fui muito carinhoso. Gostava de abraçar ela com força. Ela parece que ficava meio encabulada, então eu parava um pouco com as intimidades. Mas sempre fui muito carinhoso. Claro que um homem só sabe ser como são os homens. Naturalmente não podia também fazer poeminhas e escrever cartas apaixonadas. Afinal eu tenho mais o que fazer.

– Eu comecei a mudar quando te conheci. Tu foste sempre muito legal comigo. E agora está todo mundo me telefonando pra saber o que houve, dando força pra que eu continue com ele. Ninguém veio conversar. Só tu. E aqueles papos que a gente tinha me abriram muito os olhos. Eu entendi muita coisa. E comecei a ficar com nojo de ser propriedade dele. A namorada dele. O carro dele e a namorada dele. A mesma essência. Só que um ele entrava e conduzia e outro ele conduzia e entrava. Objetos. E eu não pretendo continuar. Iria acabar lendo fotonovelas tardes inteiras enquanto o senhor meu marido não chegasse em casa. Iria acabar me deteriorando e formando clubes de lanches e bridge para discutir as fraldas sujas de umas crianças que seriam de minha propriedade assim como o aspirador de pó e as revistas de fotonovelas.

– Sabe, eu poderia dar a ela uma vida muito boa. Ela não precisaria trabalhar, teria tudo que quisesse. Eu sempre tive intenções muito sérias com ela. Nós íamos noivar em agosto. Seria uma surpresa que eu lhe faria no nosso aniversário. Mas as mulheres são mesmo assim: misteriosas. Cheias de dengues. Talvez eu a tenha mimado demais. Sido muito bom pra ela. Então ela pensa que pode fazer o que bem entende comigo. Mas está muito enganada. As mulheres precisam de um braço firme, às vezes. Principalmente quando começam de fricotes. Nós já estamos namorando há tanto tempo que certas coisas não têm mais sentido.

– Sabe ele é daquele tipo de pessoa que acha que o casamento é solução para todos os problemas.

– Acho que ela está é com vontade de casar logo, então começa a me agredir porque inconscientemente atribui a mim a demora do pedido.

– Se ele aparecer aqui para me pedir em casamento vai ter que ouvir algumas coisas. Vai voltar pra casa sem noiva, sem namorada e com as orelhas quentes. Chega de ser tratada como bibelô.

Olá, ela está em casa? É eu precisava falar com ela, (...) Então o senhor resolveu aparecer, né? Sabe amor, vim te fazer uma surpresa, olha, pra você. O que, agora quer me algemar? São as alianças do nosso noivado, querida. Não vai ter noivado. Como assim? Não tem mais namoro. Mas nós não terminamos, foi só uma briguinha tão comum, que sempre vai existir entre todos os casais do mundo. Acabou. Mas por que? Simplesmente porque estou cansada de te obedecer, de te pertencer, de ser puxada pelo cabresto. Que horror, isso é coisa que se diga, você está bêbada. E tem mais, só pra te deixar bem azucrinado: tem outro cara nessa história toda. Eu sabia, eu mato esse desgraçado, quem é ele? Não digo.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:52 AM


Pergunta feita por um professor da FATEC em sua prova final do curso de maio de
1997 (Este doutor é reconhecido por fazer perguntas do tipo " Por que os aviões
voam?" em suas provas finais.). Sua única questão na prova final de maio de
1997 para sua turma foi: "O inferno é exotérmico ou endotérmico? Justifique sua
resposta." Vários alunos justificaram suas opiniões baseadas na Lei de Boyle ou
em alguma variante da mesma. Um aluno, entretanto, escreveu o seguinte:

"Primeiramente, postulamos que se almas existem, então elas devem ter alguma
massa. Se elas têm, então um conjunto de almas também tem massa. Então, a que
taxa as almas estão se movendo para fora e a que taxa elas estão se movendo
para dentro do inferno? Podemos assumir seguramente que uma vez que uma alma
entra no inferno ela nunca mais sai. Por isso não há almas saindo. Para as
almas que entram no inferno, vamos dar uma olhada nas diferentes religiões que
existem no mundo hoje em dia. Algumas dessas religiões pregam que se você não
pertencer a ela, você vai para o inferno... Como há mais de uma religião desse
tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projetar que todas as
almas vão para o inferno. Com as taxas de natalidade e mortalidade do jeito que
estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno. Agora
vamos olhar a taxa de mudança de volume no inferno. A Lei de Boyle diz que para
a temperatura e a pressão no inferno serem as mesmas, a relação entre a massa
das almas e o volume do inferno deve ser constante. Existem então duas opções:
1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas
entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele
explodir, portanto EXOTÉRMICO. 2) Se o inferno estiver se expandindo numa taxa
maior do que a entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar
até que o inferno se congele, portanto ENDOTÉRMICO. Por fim, se nós aceitarmos
como verdadeiro o que a menina mais gostosa da FATEC me disse no primeiro ano:
"só irei pra cama com você no dia que o inferno congelar", e levando-se em
conta que ainda NÃO obtive sucesso na tentativa de ter relações sexuais com
ela, então a opção 2 não é verdadeira. Por isso, conclui-se que o inferno é
exotérmico."

*Publicado por Dhuvi-Luvio 7:25 AM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter