<body>

Deixa com o Beque !!

sábado, fevereiro 22, 2003



Você já havia visto um ICEBERG por inteiro ??

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:50 PM



22-02-2003




És bela, sábia e justa,
Um misto de colegial, de madona e de sibila.
És minha irmã escolhida
Não pela herança do sangue.
E nossas almas se abraçam harmonicamente
Sem a sucessão dos tempos

Elô
Eis aqui o meu amor:
Ei-lo



FELIZ NIVER, ALAGA !!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:47 PM


segunda-feira, fevereiro 17, 2003

Maçonaria

Estava havendo uma reunião maçônica e alguns garotos jogavam bola perto do prédio.
Dado um chute mais forte, a bola entra por uma janela e cai dentro de onde os maçons estavam reunidos.
Um dos garotos pula pela janela a fim de pegar a bola.
Quando desceu dentro da sala, os maçons, imediatamente, tamanho o desrespeito do garoto, comeram o cú dele e o jogaram de volta pela janela.
Quando caiu do outro lado, os amiguinhos perguntaram para ele:

- Afinal, o que tem lá dentro da maçonaria?

E o garoto:

- Agora sou maçom, não posso contar

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:19 AM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:18 AM


O príncipe
(Maquiavel)

"Na verdade, não há maneira mais segura de possuir uma província do que talando-a. E aquele que devém senhor de uma cidade acostumada a viver em liberdade e que dela não faz ruínas pode esperar que ela o arruíne, porquanto esta, em suas rebeliões, terá sempre a ampará-la a palavra 'liberdade' e os seus antigos costumes, os quais nem a longa duração dos tempos, nem quaisquer benfeitorias jamais a farão esquecer. E por muito que se faça ou que se lhes proveja, os seus habitantes, se não submetidos à divisão ou à dispersão, jamais olvidarão aquela palavra nem aqueles costumes e, em cada ocasião, sem detença passarão a evocá-los. (...)

Entretanto, quando as cidades ou províncias estão habituadas a viver sob o mundo de um príncipe e que a linhagem deste desaparece, elas, em parte por terem sido educadas à obediência, noutra parte (morto o antigo príncipe) por não lograrem um acordo de um novo, mostram sua inépcia para viver em liberdade. Por conseqüência, demoram-se a pegar em armas: um príncipe, destarte, delas poderá com mais facilidade apoderar-se e nelas assentar o seu domínio. Nas repúblicas, porém, a vida, o ódio assumem um maior vulto, e é mais forte o desejo de vingança; a lembrança da sua antiga liberdade não as deixa nem as pode deixar impassíveis: o caminho mais seguro, portanto, será arrasá-las ou habitá-las."

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:12 AM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter