<body>

Deixa com o Beque !!

sábado, março 22, 2003



O garotinho aí da foto com cara de assustado, achando que seria ele que casaria é o cara está fazendo 41 anos hoje: Gilson Pai.

Eu me lembro deste casamento, eu fui incumbido de levar as alianças em uma almofadinha branca, estava logo à frente dos pares da foto.
Não sei quem foi que teve esta idéia maravilhosa de colocar as alianças ao meus cuidados...

Parabéns Garoto !! Felicidades e muitos anos de vida !!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:59 PM


sexta-feira, março 21, 2003

JOSÉ SIMÃO

“Reality Show”! Big Bush in Bagdá!


Buemba! Buemba! Macaco Simão Urgente! O braço desarmado da gandaia nacional. Direto da República da Língua Plesa! Pensamento do dia: em tempo de guerra qualquer buraco vira trincheira. E o novo reality show! Ops, o novo surreality show: Big Bush in Bagdá! E adorei os nomes dos filhos do Saddam: Qday e Qsay. Qsay nada, Qfico! Qday ou desce e Qsay da frente que lá vai bala! E esta notícia: “Tempestade de areia pode atrapalhar planos militares dos americanos”. Eu acho que o Saddam botou um ventilador gigante no deserto. Operação Ventilador no Deserto. Pra jogar areia no caminhão do Bush. E sabe por que o Bush não pode jogar Lego? Porque ele engole as pecinhas!

E esta notícia: “Secretário quer trocar Beira-Mar por Andinho”. Se Rio e São Paulo começar com esse troca-troca, eu quero trocar a Marta Suplicy pela Vera Fischer! Rarará! E o Big Bode Brasil? Eu acho que vai ganhar aquele garanhanta Dhomini. Tá tudo DHOMINADO! E diz que esse é o verdadeiro ataque bioterrorista: aquele cabeludo deputado Babá receber um envelope com um casal de piolhos.

E adorei o nome do projeto americano antiterrorista: “Escudo da Liberdade”. Vão prender todos os iraquianos que moram nos EUA. Ou seja, escudo no dos outros é refresco! E a Al Jazeera? Eu quero assistir à Al Jazeera. Aliás, eu sei como a Globopar pode sair do vermelho: é só incluir a Al Jazeera no pacote da Net!

E aquele site Kibeloco manda um recado pro Bush: Tá estressadinho? Achando que é o dono do mundo? Relaxe: você precisa de uma estagiária! Monica Chupinsky Urgente! Dá chupeta pro bebê não chorar. Operação Chupetinha no Deserto. Ai que saudades do Clinton, da Dolly, da gonorréia e do mandiopan!

E os analistas socioeconômicos dizem que, com a guerra, o dólar vai subir, a gasolina vai ficar mais cara, a vida mais difícil. Isso sabendo que os Estados Unidos vão ganhar. Mas e se o Iraque ganhar? Ué, guerra é guerra.

E a penúltima derradeira fatal do Bestiário Tucanês. É que um amigo foi tomar banho numa cachoeira em Peruíbe, na reserva da Juréia, e viu a placa: “Proibido trabalho espiritual”. Tucanaram a macumba! Socorro. Temos que chamar o Oswaldo Cruz, a Swat e o Escudo da Liberdade pra erradicar o tucanês.

Cartilha do Lula. Mais um verbete pro óbvio lulante. “Truculento”: jogar truco com o Graziano. O Lento da Fome Zero. Rarará. Nóis sofre, mas nóis goza. Hoje só amanhã!

Que eu vou pingar o meu colírio alucinógeno!
Pra ver videogame na CNN!
UFA!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:30 AM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:27 AM




Ouça sua Mãe
Raúl Candeloro, Profissão Mestre - Circulando


Quantas vezes você já ouviu esse diálogo: "- Eu devia ter escutado o que minha avó dizia." "- É? E o que ela dizia?" "- Sei lá. Nunca escutei..."

Na verdade, devíamos. Sejam histórias com uma moral, ou ditos populares, essas lições podem nos ajudar com as dificuldades no dia-a-dia da escola, desde como falar com superiores, até como lidar com os imprevistos. Acompanhe:

- Se você não se der valor, ninguém vai dar. Pelo menos metade do sucesso de um professor dentro da sala de aula está na maneira de pensar. A aula é proveitosa (ou um desastre completo) dentro da sua cabeça muito antes de você se dirigir aos alunos. Você tem que colocar seu cérebro no canal certo: auto-imagem positiva, auto-estima alta e pensamentos vencedores. Basicamente, você tem que entender que tudo que existe hoje, tudo o que se conhece, já foi apenas uma idéia ou especulação. Você também é uma idéia, esperando para se tornar realidade. Quando você acredita em você, e nas suas idéias, as aulastendem a ocorrer com mais facilidade.

- Ponha a cara na janela. Seja corajoso, e assuma riscos calculados. Você tem receio de desenvolver novas metodologias? Você hesita na hora de ser mais enérgico com determinado aluno ou colega?
Você assume a liderança em uma reunião ou trabalho de equipe, ou fica em seu canto, receiosos de dar sua opinião? Sempre que você se pegar hesitando, seja corajoso. Assuma que você é capaz e plenamente habilitado, e conte com o apoio dos que o seguirem, confiando em você.

- Ombros para trás, peito para a frente - com orgulho! Sabemos, por diversos estudos feitos por psicólogos, que a maioria das mensagens que recebemos na comunicação humana é feita através da linguagem corporal, contato visual, roupas e outros detalhes percebidos pelo receptor da mensagem. Se você confia em você, na sua capacidade de transmitir a matéria, todos seus indicadores externos (visuais) devem comunicar isso também.

- Quando você cair, aproveite e pegue alguma coisa lá embaixo. Todos nós passamos por dificuldades de vez em quando. Não somos perfeitos – somos humanos. E, sendo humanos, com certeza vamos aprender algumas lições durante nossas vidas. Então quando você se deparar com uma turma difícil, ou tiver uma promoção negada, quando você cair, aprenda alguma coisa com essa derrota, para ter sucesso na próxima vez que encontrar situação semelhante (ou pelo menos evitar cometer o mesmo erro).

- Acredite em você mesmo. A habilidade de discernir a verdadeira natureza de uma situação fica cada vez melhor com a prática e o passar do tempo. A intuição é como um músculo: quanto mais você usá-la, mais forte ficará. E quanto mais forte fica, menos gordura terá atrapalhando. Acredite em você quando ouvir aquela vozinha interior lhe dizendo para mencionar determinado assunto, ou quando sentir que algum aluno está colando.

Sejam as frases da sua mãe, pai, ou qualquer outra pessoa mais velha e querida, tenha certeza que essas palavras sábias podem melhorar seus resultados em vendas. Então, agora você tem uma excelente desculpa para ligar para essas pessoas e convidá-las para almoçar ou jantar: peça para elas fazerem uma lista das frases e ditos que mais gostam, aquelas que você cresceu ouvindo mas o tempo lhe fez esquecer. Anote-as e depois pense nelas - veja a melhor forma de aplicar essas gotas de sabedoria em sua carreira.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:25 AM


Por que contar histórias
(Paulo Coelho, O Guerreiro da Luz, ed. 39, Histórias de Árabes e Judeus)

Elie Wiesel conta que o grande Rabino Israel Shem Tov, quando via que os judeus estavam sendo maltratados, ia para a floresta, acendia um fogo sagrado, e fazia uma reza especial, pedindo a Deus que protegesse seu povo. E Deus enviava um milagre.

Mais tarde, seu discípulo Maggid de Mezritch, seguindo os passos do mestre, ia para o mesmo lugar da floresta e dizia: "Mestre do Universo, eu não sei como acender o fogo sagrado, mas ainda sei a reza especial; escuta-me, por favor!" O milagre acontecia.

Uma geração se passou, e o rabino Moshe-leib of Sasov, quando via as perseguições ao seu povo, ia para a floresta, dizendo: "Eu não sei acender o fogo sagrado, nem conheço a prece especial, mas ainda me lembro do lugar. Ajudai-nos, Senhor!"E o Senhor ajudava.

Cinqüenta anos depois, o rabino Israel de Rizhin, em sua cadeira de rodas, falava com Deus: "Não sei acender o fogo sagrado, não conheço a oração, e não consigo sequer achar o lugar na floresta. Tudo que posso fazer é contar esta história, esperando que Deus me escute."

E contar a história foi suficiente para que o perigo se afastasse; segundo Wiesel, Deus criou o homem porque Ele adora histórias.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:20 AM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:18 AM




*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:03 AM





Bombas na TV - Motocontínuo

A Globo deixou de transmitir o Programa do Jô para fazer a cobertura da queda das primeiras bombas sobre Bagdad. Não foi uma grande perda. O programa do gorducho raramente tem alguma coisa que presta e as atrapalhadas de Ana Paula Default e sua equipe foram muito mais engraçadas do que as constrangedoras tentativas do Jô em tocar pistão. O bombardeio até agora deve ter sido decepcionante para os veículos de comunicação que aguardavam ansiosamente as primeiras imagens da guerra. Nada mais que ruas vazias... um barulho aqui, outro alí e umas pouquíssimas luzinhas no céu. Default e sua gangue tiveram que improvisar e mostraram falta de talento para tal: requentaram imagens de arquivo e pularam o tempo todo para correspondentes que pouco tinham a acrescentar a elas. Especulações apenas.

Enquanto isso, no canal vizinho, Monique Evans ignorava o conflito e continuava a bombardear o público com as mesmas sacanagens de sempre. A programação Rede TV é incapaz de se abalar com qualquer acontecimento mundial. Qualquer hora que você sintonizar nesta competente rede de televisão esbarrará em um programa cultural baseado na tríade sacanagem, fofoca e pegadinha. A não ser durante a madrugada, é claro. A madrugada na Rede TV é - assim como aquele fusca velho que te atrapalha no trânsito - propriedade de Jesus.

Talvez, se o Bush se engasgar novamente um pretzel* e esbarrar no botão vermelho, a RedeTV interrompa suas fofocas sobre o Big Brother para anunciar o fim do mundo. A platéia, incrédula, imaginará ser mais uma das pegadinhas do hi-lá-rio João Kleber.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:55 AM


Caracas!!!

- Se você gritar durante 8 anos, 7 meses e seis dias, produzirá energia
sonora suficiente para esquentar uma xicara de café. (Acho que não vale
pena!)
- Se você soltar pum direto durante 6 anos e 9 meses, produzirá gás
suficiente para criar a energia de uma bomba atomica. (Agora sim vi
vantagem!)
- A pressão produzida pelo coração humano ao bater é suficiente para
espirrar sangue a uma distancia de 9 metros. (Nao sei como vivi até hoje sem
essa informação!)
- O orgasmo de um porco dura 30 minutos. (Na próxima encarnação, quero ser
um porco!)
- Bater com a cabeça contra a parede consome 150 calorias por hora. (Ainda
nao consegui esquecer do porco!)
- Os humanos e os golfinhos são as únicas espécies que copulam por prazer.
(É por isso que o Flipper está sempre sorrindo? E porque o porco não está
incluido nessa lista???)
- A formiga consegue levantar 50 vezes o seu peso, puxar 30 vezes o seu peso
e sempre cai para o lado direito quando intoxicada. (Quem descobriu isso??)
- A pulga consegue pular a uma distância correspondente a 350 vezes o
comprimento do seu corpo. E como se um ser humano pulasse a distância de um
campo de futebol. ( hi... )
- A barata consegue sobreviver por nove dias sem a cabeça antes de morrer de
fome. (Arghhh!!!)
- O louva-a-deus macho nao consegue copular com a cabeça presa ao corpo. A
femea inicia o ritual de acasalamento arrancando fora a cabeça do macho.
(Qual é a novidade? Alguns homens também perdem cabeça!!!)
- Alguns leões copulam mais de 50 vezes por dia. (Na próxima encarnação, eu
continuo querendo ser um porco... Prefiro qualidade a quantidade!!! Mas, se
não puder ser um porco, quero ser um leão.)
- O paladar das borboletas está nos pés. (Eu,hein?!?)
- Os elefantes são os únicos animais que não conseguem pular. (Sorte dos
circos)
- O olho de uma avestruz é maior do que o seu cérebro. (Conheço algumas
pessoas assim...)
- Estrelas do mar não tem cérebro. (Conheço algumas pessoas assim também!!!)
- E não se esqueça: se alguém encher o teu saco, você precisará usar 42
músculos da face para franzir a testa. Mas, só precisa de 4 músculos para
esticar o braço e dar um soco na cara desse idiota!!!
- Putz! Não consigo esquecer aquele lance do porco ...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:47 AM


ARTIGO

Estou realmente animado com a mais recente razão de George Bush para
bombardear o Iraque: a paciência dele está acabando.
E a minha também! Há algum tempo tenho ficado realmente irritado com o Sr.
Johnson, que mora na minha rua. Bem, ele e o Sr.Patel, dono da loja de
comida natural. Os dois me olham esquisito e tenho certeza de que o Sr.
Johnson está planejando algo ruim para mim, mas até agora não pude descobrir
o que é. Já passei pela casa dele algumas vezes para ver o que ele estava
fazendo, mas ele sabe esconder bem as coisas , colocando até sua esposa na
sala conosco.
Ele é enganoso assim. Quanto ao Sr. Patel, não me pergunte como eu sei, eu
simplesmente sei [de fontes excelentes] que ele é um assassino em massa.
Já panfletei para a rua inteira dizendo que, se não agirmos antes, ele vai
nos atacar um a um. Alguns dos meus vizinhos dizem que se eu tenho alguma
prova, devo ir à polícia. Mas isso é simplesmente ridículo. A polícia vai
dizer que eles precisam de provas de um crime para acusar meus vizinhos.
Eles vão inventar todo tipo de desculpas e começar a enrolar com os erros e
acertos de prisões preventivas, enquanto o Sr. Johnson vai finalizar seus
planos para fazer coisas terríveis comigo.
E o Sr. Patel vai assassinar secretamente as pessoas. Já que sou o único na
rua com uma quantidade razoável de armas de fogo automáticas, concluo que é
minha função manter a paz. Mas até pouco tempo isso tem sido um pouco
difícil.
Agora, no entanto, George W. Bush deixou claro que a única coisa que
preciso fazer é perder a paciência e depois posso fazer o que quiser! E,
encaremos: a cuidadosa política do Sr. Bush em relação ao Iraque é a única
forma de concretizar a paz e segurança internacional. Mais: a única forma
certa de impedir que os terroristas suicidas muçulmanos funndamentalistas
ataquem os EUA e o Reino Unido é bombardear alguns países muçulmanos que
nunca nos ameaçaram.
É por isso que quero explodir a garagem do Sr. Johnson e matar a mulher e
os filhos dele. Atacar primeiro! Isso vai lhe ensinar uma lição.
Depois ele vai nos deixar em paz e parar de me olhar de forma esquisita
totalmente inaceitável. O Sr. Bush deixou claro que tudo que ele precisa
saber antes de bombardear o Iraque é que Saddam é um cara muito, muito mau e
que ele tem armas de destruição em massa, apesar de ninguém conseguir
encontrá-las.
Tenho certeza de que tenho tanta justificativa quanto ele para matar a
mulher e os filhos do Sr. Johnson quando o Sr. Bush tem para bombardear o
Iraque. O objetivo em longo prazo do Sr. Bush é tornar o mundo um lugar
mais seguro, eliminando 'países ilegítimos' e 'terrorismo'. Ele é realmente
muito esperto, mas como podemos saber quando o atingimos? Como o Sr. Bush
vai saber que exterminou todos os terroristas? Quando todos os terroristas
estiverem mortos? Mas um terrorista só é um terrorista depois de cometer
um ato de terrorismo. E os futuros terroristas?
São esses que é preciso eliminar realmente, já que a maioria dos
terroristas conhecidos, sendo suicidas, já se auto-eliminaram. Talvez o Sr.
Bush precise eliminar todas as pessoas que teriam alguma possibilidade de
vir a ser um futuro terrorista?
Talvez ele não possa ter certeza de que atingiu seu objetivo até todos os
muçulmanos fundamentalistas estarem mortos? Mas aí alguns muçulmanos
moderados podem se converter para o fundamentalismo. Talvez a única coisa
segura a fazer seja eliminar todos os muçulmanos?
É a mesma coisa na minha rua. Sr. Johnson e Sr. Patel são apenas a ponta do
iceberg. Existem dezenas,de pessoas na rua de quem eu não gosto e que,
sinceramente, me olham estranho. Ninguém vai estar realmente a salvo até eu
ter eliminado todos. Minha esposa diz que eu estou indo longe demais, mas
eu respondo a ela que simplesmente uso a mesma lógica que o presidente dos
EUA. Isso cala a boca dela.

Como o Sr. Bush, minha paciência acabou e, se isso é uma razão boa o
suficiente para o presidente, é boa para mim também. Eu vou dar à rua
inteira duas semanas - não, dez dias - para revelar e entregar todos os
aliens e seqüestradores interplanetários, criminosos galácticos e gênios
terroristas lunáticos. Se eles não os entregarem de boa vontade e
agradecerem, vou mandar a rua inteira para os ares.

É uma medida tão sã quando a que George W. Bush está propondo e, ao
contrário do que ele pretende, minha política vai destruir apenas uma rua.
Não é o máximo? "


(Monty Phyton)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 8:46 AM


terça-feira, março 18, 2003




AFETO PARA O FETO

O maior ato criativo de um ser humano é a concepção e o nascimento de um(a) filho(a).
Ufa! Precisamos provar que sentimos dor para termos direito à vida? Imaginem, meus irmãos adultos, a situação das crianças em estado de feto!

Antes, éramos apenas alguém que comia, bebia e dormia. Só!

Recentemente, estão descobrindo que, a partir de certa idade, podemos sentir dor! Que dor, não? Sem ela, meu chapa, feto é nada!!! Podemos ser exterminados, desprezados, tudo...

Não é estranho que nosso direito de viver seja avaliado pela nossa capacidade de sentir dor?

Não é profundamente doloroso? Curioso é que, quando nos tornamos adultos, ninguém quer sentir dor. Os analgésicos que o digam. Ah! Se passamos por um processo cirúrgico, somos anestesiados, ficamos imunes à dor. Será que, nesse momento, deixamos de ter direito à vida?
Puxa, nunca pensei que a dor fosse mais importante que a vida. Certamente, Deus não pensa assim. Que critério maluco para valorizar a vida! Será que é por isso que, ao se tornarem adultos, os homens criam vários tipos de dor? Será?
Mas, antes de dor, os fetos querem falar de vida. Pessoal, nos primeiros dias de vida, a mamãe já saca nossas necessidades.
Duvidam? Sua primeira ordem: “Abaixo menstruação! Preciso economizar energia!”.
No 25º dia, turma, tenho um coração. Vocês não acham que o coração é mais importante que a dor?
Gente, mãe que ouve o coração do filho sabe que ele está vivo. Não importa sua idade.
Com 30 dias, minha forma humana começa a ficar mais clara. Que bom!
Percebam que tudo está determinado!
É só uma questão de tempo... É como as plantas.
Será que a semente recém-germinada se transforma repentinamente na grande árvore?
Claro que não! Criança- feto também é assim.
Agora pensem: será que um agricultor destrói o minúsculo pezinho de laranja argumentando que ele não traz em sua essência a grande laranjeira do futuro?
Bem, em se tratando de fetos humanos, corremos sempre esse risco.
Dizem: “É um tequinho de carne, minúsculo, que nem sente dor! Tanto faz viver ou morrer”.
Estranho, não?
Oba, preciso dizer que cresço a todo instante.
Gente, isto é o máximo!
Curioso é que não preciso sentir dor para crescer.

Tum...Tum...Tum...
Meu coração bate mesmo!
Não faço nenhum esforço para existir. Mas existo!
Puxa! O homem pensa que cria a vida, mas não cria.
Oh, coitado!

Estou no terceiro mês de vida. Deram-me o nome de feto. Mas, pessoal, prefiro ser chamado criança-feto.
Sou menino! Posso afirmar com certeza.
Posso engolir. Que legal! Sinto o gosto dos alimentos.
Ei, mano! Também posso chutar.
Não se preocupe, nosso chute não é de violência.
É vida, meu, muita vida! É a forma que temos de brincar com mamãe e papai. É, feto também se vira.
Pessoal, agora um desabafo maior: os cientistas estão na maior polêmica. Indagam e discordam entre si, argumentando:
“Feto sente dor a partir de tal idade!”,
“Não, dizem outros, é a partir de tal”.
Tudo por causa desse bendito córtex cerebral.
Parece que só existe ele! Esquecem que, antes de sentir dor, feto pode sentir amor. Nosso coração, espertinhos, já está pronto.
Antes de registrar a dor, nós optamos pelo amor.
Abaixo a dor! Viva o amor!
Criança-feto é amor!
Mamãe, papai, pessoal adulto, repitam conosco:
Feto não é dor, feto é amor!
Feto não é dor, feto é amor!


(seicho-no-ie)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:25 PM





*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:35 AM







A Besta e barulho do papel de bala

Há coisas realmente indecifráveis. Por exemplo, é impossível abrir uma bala sem fazer barulho. Essa foi a conclusão da pesquisa dos físicos Eric Kramer, do Simon's Rock College, de Great Barrington, Massachussets, e Alexander Lobkovsky, do Instituto Nacional de Padrões de Tecnologia, de Gaithersburg, Maryland, segundo artigo publicado no New York Times. Além da aparente ironia de que a pesquisa possa estar revestida, sabe-se que muitas das mais importantes descobertas científicas foram fruto do acaso: ao procurar "A", um cientista acaba por descobrir "B". "A física das embalagens revelou ser surpreendentemente complexa", disse Kramer, que descobriu analogias com as mudanças de conformação de grandes moléculas de proteína no corpo humano e nas propriedades magnéticas dos materiais usados em memórias de computador", revela a reportagem do NYT.

Até aí, tudo bem. Mas o que me intriga, na verdade, é o funcionamento de determinadas mentes humanas (se é que se pode classificar assim), como a do sr. George W. Bush, completamente indecifrável, inexplicável. Para ficar no mínimo, chego a considerar a hipótese de se tratar de algo patológico, que mereceria um tratamento especial, ou ainda que se transformasse em objeto de estudo - mas devidamente confinado a um laboratório previamente preparado para evitar quaisquer possibilidades de vazamento químico, biológico ou energético que pudesse contaminar as comunidades e ambientes no entorno. Mas talvez eu esteja sendo cruel ao personificar essa tese no sr. Bush. Ela resume, sim, todo um modo de pensamento gerado por uma sociedade incapaz de sobreviver digna e pacificamente, considerando diferenças e autodeterminando-se um isolamento que, já se antevê, culminará na sua própria ruína.

Ganância, sede de poder, arrogância são alguns termos já utilizados à exaustão quando se refere ao presidente dos Estados Unidos. O descrédito que ele vem acumulando junto à comunidade internacional (e mesmo junto a setores da própria sociedade estadunidense) aponta para uma situação desesperadora, forçando-o a tomar atitudes cada vez mais insanas. Já fora de seu próprio eixo, busca de qualquer maneira encontrar algum novo ponto de apoio. Acuado pela própria insensatez, brada seus últimos rugidos e tenta se defender - ou ao menos ganhar mais alguma sobrevida - sacrificando seus parcos aliados, que, por sinal, aventam secretamente promover um motim, destituir o "chefe" e promover a restauração da ordem natural das coisas.

Se fosse apenas antipática, a postura do sr. Bush poderia até ser aceitável, digamos assim. Mas, muito além disso, ele faz questão de colocar em risco a própria humanidade e o planeta - ou o que ainda resta deles. O Protocolo de Kyoto foi simplesmente ignorado, e quaisquer questões ambientais são tratadas, quando muito, como assuntos que não lhe dizem respeito. A ONU, aos olhos desse sr., hoje não passa de uma "pedra no sapato", incomodando a todo momento e insistindo em querer se meter nas decisões que só a ele mesmo interessam. Fácil: basta desprezar a ONU e todos os países e os respectivos diplomatas que a integram.

Para completar, o sr. Bush se dá o direito de promover agora "ações preventivas" - eufemismo que permite simplesmente mobilizar centenas de caças, frotas inteiras e milhares de soldados para atacar qualquer nação ou homem que seja considerado "hostil". Eu teria pena do vizinho do sr. Bush, não fossem os custos de uma operação de guerra (ah, desculpem: não é operação de guerra, é "ação preventiva") como essa. Custos que, segundo alguns chatos de plantão, poderiam minimizar a fome de milhões de pessoas. Mas como essas pessoas não são estadunidenses, ele não tem nada com isso. Mesmo assim, acho que seria interessante se o sr. Bush utilizasse os parcos neurônios que lhe restam e tentasse entender o que o dramaturgo Bertolt Brecht profetizou: "Está se aproximando um tempo tenebroso em que as crianças pobres temerão a fome e as ricas temerão as pobres".

E, se não fosse pedir muito, recomendaria ao sr. Bush que fizesse um esforço extra e tentasse enxergar à sua própria volta. Os mesmos milhões de dólares que, sem hesitar, são queimados nas suas ações preventivas, estão minguando. Aliás, na verdade esses dólares nunca existiram: foram criados artificialmente por um sistema meramente especulativo. Não é à tôa que mais de uma geração de estadunidenses cresceu jogando "Monopólio", ou "Banco Imobiliário". O problema é que o sr. Bush pensa que ainda está jogando... Enquanto isso, debaixo de seus próprios olhos, outros jogadores vão se dirigindo à bancarrota. Enrom, WordCom, Xerox eram "sócias" do sr. Bush no mesmo jogo. Inventaram de colocar alguns zeros a mais nos seus balanços financeiros, ratearam a diferença entre amigos, ajudaram a custear a campanha política de outros... Tudo, porém, absolutamente irreal, culminando na eleição do próprio sr. Bush, que não foi eleito pela maioria mas se apossou da Casa Branca por causa de um voto lá da Flórida.

Toda a empáfia e arrogância daquela pseudo-noção de onipotência foi abalada pelo fatídico 11 de Setembro de 2001. Mas, mesmo depois de ver, com os próprios olhos, que era tão vulnerável quanto qualquer outra nação, o sr. Bush decide alimentar ainda mais o monstro que cria dentro de casa: vamos nos "proteger" das ameaças, e ampliar ainda mais a diferença entre ricos e pobres, espoliando ainda mais o "terceiro mundo" - que, afinal, sempre pagou a conta. Essa concentração de riquezas absurda, ou esse monstro criado e alimentado por essa economia surreal, está dando seus últimos suspiros - ou urros. Como um câncer que destrói o órgão que o alimenta, esse modelo econômico está corroendo a nação que o criou e alimenta. O paciente sobrevive à base de medicamentos caros, que estão no fim do estoque. Suas parcas forças que ainda restam são aplicadas num último grito de guerra, num esforço patético de pretensa demonstração de poder.

Muitas vítimas, ou mártires, ainda vão perecer - e não será em vão - até que esse monstro indecifrável se autodestrua completamente. Mas, assim, extirpado o câncer, a Humanidade nascerá para uma nova vida. Para uma vida saudável. Os mistérios indecifráveis do mundo, então, serão apenas mistérios como o barulho do papel de bala.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:26 AM





DESCOBERTA

Um dia Eva e Adão tiveram uma tremenda discussão.
Fartos de andarem a se comer um ao outro, separaram-se.
Eva, que não podia passar sem uma boa trepada, desesperada decide
procurar um parceiro.
Sai a procurar, e então encontra um babuíno dormindo numa arvore e lhe
diz:"- Seu gorila vamos dar uma trepada?" Ele responde: "Tu és maluca!
Eu só como macacas!"
A Eva desesperada sobe na arvore atrás dele e o macaco foge.
A Eva não o apanha, mas ainda lhe consegue arrancar alguns pelos da
bunda.
Mais tarde, Eva encontra um dinossauro dormindo.
Acorda-o e diz:
"Dinossauro come-me toda!
O dinossauro olha para ela de alto a baixo e diz :
"Tu deves ser louca! Já viste que a minha tora e maior que tu!!"
A Eva furiosa manda uma pedra no olho do dinossauro que cai penhasco
abaixo e morre.
Completamente tezuda e alucinada, passa por um lago e vê um peixe aos
saltos.
Mergulha, vai falar com ele e pergunta-lhe se quer brincar de entra e
sai.
O peixe todo contente diz que sim.
Então Eva senta-se com as pernas abertas a beira do lago e o peixe vai
para dentro e para fora da toca dela varias vezes.

QUAL E A MORAL DESTA HISTORIA?
1 - Já sabemos porque os babuínos não tem pelos na bunda.
2 - Já sabemos porque os dinossauros desapareceram.
3 - Só não sabemos qual era o cheiro que os peixes tinham antes.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:12 AM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter