<body>

Deixa com o Beque !!

sexta-feira, outubro 17, 2003

"O amor é paciente, é benigno. O amor não inveja, não se vangloria, não se ensoberbece. Não se porta inconvenientemente, não busca os próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal. O amor não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha"

A Bíblia - Coríntios 13:4-8a

*Publicado por Dhuvi-Luvio 6:16 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 6:14 PM




Almoço na cidade, Clube de engenharia. R$44,00 o quilo !!
E o cara me pega um monte de batatas...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 6:13 PM




- Pode encostar na grama, por favor.
- Pois não senhor.
- Habilitação e documentos do veículo...
- Aqui, senhor.
- (pelo rádio) Confirme a velocidade do Siena Prata...
- 157 Km/H ! Um, cinco, sete, copiou ?
- Ok, entendido !
- Onde vai com tanta pressa ?
- Olha só, seu guarda, deve estar havendo algum engano, esse carro é 1.0 e não chega a essa velocidade...
- Chega sim ! Eu tenho um carro desse...
- É, mas o senhor reparou que eu estava ultrapassando uma carreta com um BMW bufando na minha traseira, e o Audi que estava atrás do BMW ??
- Infelizmente não dá para multar todo mundo. Foi o seu carro que o radar pegou...
- Mas, seu guarda...
- Eu não sou guarda, sou oficial ! Vamos lá para o escritório...
- Mas oficial, logo eu, o duro, que vocês pararam ??
- A multa é de 560 UFIRs mais sete pontos na carteira...
- Pelo amor de Deus, seu guarda, digo, oficial, o senhor não pode fazer isso comigo. Eu estou desempregado e emprestei o carro do meu pai para viajar. Eu prometi a ele que não passaria de 110 !!
- Os pontos são tirados da sua carteira, mas a multa vai para ele...
- Pois é, seu guarda, quer dizer, oficial, quando chegar lá eu estou frito. Meu pai é aposentado e também vai ser difícil de pagar essa quantia. Eu sei que vocês não têm aumento de salário há uma década, sei que ganham muito pouco. Além do mais a Globo teima em pegar no pé de vocês, né ??
- Pois é rapaz, você vê que coisa !
- Vamos resolver isso com bom-senso, o senhor alivia a minha barra e eu contribuo para a caixinha do natal que está chegando. Como o tempo voa, não ?
- Tudo bem, então vai sair um uísque escocês (código para R$100,00) ?
- Pô, seu guarda oficial, eu não falei que estou na Pindaíba ? Passei a viagem inteira rezando para Santa Edwiges. Sabia que hoje é o dia dela ??
- Já vi que vou ter que me contentar mesmo com um paraguaio (código para R$50,00)...
- Olha só seu oficial, eu vou abrir minha carteira para o senhor ver o quanto de grana eu tenho...
- Está louco rapaz ? Abaixa isso aí, imagina que se tem alguém filmando? Seja discreto...
- Tá vendo eu só tenho estas duas notas, uma de R$20,00 outra de R$5,00. Vou ficar com a menor para poder tomar um café...
- Toma seus documentos e vá embora ! Daqui a pouco eu é que estou te dando dinheiro devido a tanata choradeira...
- Valeu mesmo seu guarda, prometo que daqui para frente eu não passo de 100...
- Sei !!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:16 AM


quarta-feira, outubro 15, 2003




Precisa de
uma sacudida na sua vida ??

Se o de cima não resolveu, tente este então...

Uma banda muito louca: tequila, eba !!

Seu processador esquenta muito ? Frite um ovo nele...

Você busca a imortalidade ? Então este dispositivo vai ajudá-lo...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:13 PM




"Já que não existe injustiça verdadeira nesta terra, além da injustiça da própria terra, que é estéril pelo frio e estéril pelo calor e raramente fértil pela doce mistura do calor e do frio, não existe injustiça entre aqueles que andam sobre a mesma porção de terra submetida ao mesmo frio ou ao mesmo calor ou à mesma doce mistura, e qualquer homem ou animal que pode olhar outro homem ou animal nos olhos é seu igual, pois eles andam sobre a linha plana e reta da mesma latitude, escravos dos mesmos frios e dos mesmos calores, ricos ambos e ambos pobres, e a única fronteira que existe é aquela entre o comprador e o vendedor, porém incerta, os dois possuindo o desejo e o objeto do desejo, ao mesmo tempo cavidade e saliência, com menos injustiça ainda do que a que existe entre ser macho ou fêmea entre os homens ou os animais. Por isso, assumo provisoriamente a humildade e lhe empresto a arrogância, para nos distinguir um do outro nesta hora que é inevitavelmente a mesma para você e para mim."

Trecho de NA SOLIDÃO DOS CAMPOS DE ALGODÃO - de Bernard-Marie Koltès

*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:06 PM





É. De repente, assim como surpresa, um estalo interno faz-me tremer, ou melhor ainda, arrepiar. Aquele tipo de arrepio comum às horas de medo, como se estivéssemos percebendo algo inconcebível (ou quem sabe alguém). É. De repente o tempo modifica seu compasso como se tentasse acompanhar o ritmo da frequência cardíaca, agora muito acima do valor de estabilidade. Os pêlos internos à caixa craniana se eriçaram, roçaram na superfície da massa cinza e pela primeira vez na vida eu sinto a coceira cerebral. É. De repente fica frio e escuro e sem teto e sem chão e sem céu e sem terra e sem sol e sem mim. Solidão é pouco, inferno é pouco, o nada também é pouco. É. De repente perco o corpo e com ele um tanto de alma e muito de meu espírito, pobre de espírito, e com ele todas as negativas ativas, os mistérios idiotas, as fiéis confianças, os desejos de seios e outros úteros protetores e todos os etecéteras. É. De repente como pecado mal pago, mal domado, me afogo em chamas, me afago com unhas enfiadas moleira adentro.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:46 AM


terça-feira, outubro 14, 2003





OpenOffice.org : A Missão

É um projeto de código aberto com a missão de criar, como uma comunidade, a suite office internacional que rodará na maioria das plataformas e proverá acesso a todas as funcionalidades através de APIs de componentes de código aberto e com arquivos no formato XML.

O OpenOffice.org está surgindo com o seguinte contexto: Uma suíte LIVRE para todos, com:

processador de texto;
planilha de cálculos;
editor HTML;
editor vetorial;
editor de apresentação.

A respeito do alcance de suas funcionalidades, podemos compará-lo com as conhecidas (e não livres) ferramentas compatíveis, existentes no mercado (traduzindo - roda como o MS-Office), tornando o OpenOffice.org uma alternativa para todos.

O OpenOffice está disponível sem custo algum, e você pode avaliá-lo na sua empresa, escritório ou na sua casa. A última versão está disponível para mostrar a você mesmo que é extremamente adequado a qualquer operação (inclusive seus trabalhos particulares ;-).

OpenOffice.org - Português Brasileiro: faça agora mesmo o
download da versão (Win32) da tradução para o português do Brasil,

*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:36 PM




MULHERES BRASILEIRAS

A PAULISTA: encontra o marido com a outra na cama e vai fazer terapia.

A CARIOCA: encontra o marido com a outra na cama, junta-se a eles e se diverte.

A MINEIRA: encontra o marido com a outra na cama, mata a mulher e continua casada com o marido, exatamente como manda a
TFM, Tradicional Família Mineira.


A GAÚCHA: encontra o marido com a outra na cama, e não faz nada. Afinal, gaúcho gosta mesmo é de chimarrão.

A PARAIBANA: encontra o marido com a outra na cama e, sendo a mulher macho que é, mata os dois e arruma outro no dia
seguinte.


A GOIANA: encontra o marido com a outra na cama, entra em depressão, pega a viola e vai para rua à procura de outra mulher traída pra montar mais uma dupla sertaneja.

A BAIANA: encontra o marido com a outra na cama, vai sentar na sala até que os dois terminem o que estão fazendo, pra ela poder dormir um pouco.

A BRASILIENSE: sempre que pega omarido com outra na cama, de raiva vai para o Congresso e tenta inventar mais um imposto.

A CEARENSE: quando pega o marido com outra na cama, agradece a Deus, pois vê que não é só ela que pega homem feio e de cabeça chata.

A CURITIBANA: quando pega o marido com outra na cama, não faz nada, pois curitibana não fala com estranhos.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:25 PM




A Prova Científica da Existência de Deus

Dentre alguns tópicos você encontrará essa prova de Leibnitz de que o mal não existe:


Prova de Leibnitz Sobre A Não-Existência do Mal

Problema: Se há Deus, então Ele não pode ser ambos Onipotente e Bom.

Pois, desde que existe o mal no mundo, se Deus é todo-poderoso, Ele é responsável por este mal [Ele poderia evita-lo, se quisesse].
Portanto Deus mesmo é mau! Se Deus não é todo-poderoso, mas é bom, então qual é o limite de Seu poder?
Um Deus bom deve necessariamente vencer o Mal. Se Ele não venceu, é porque não é capaz.
Portanto o Mal é mais poderoso que tal deus. Assim este deus realmente não é Deus.
Na melhor das hipóteses tal deus é um aliado com ‘alguns de nós’ lutando contra o mal.
Também um Deus todo-poderoso, mas mau, não é aceitável.


Solução: Portanto Leibnitz postulou que o Mal não existe.


Agora, se você quer a prova que Deus é brasileiro, então veja isso: o universo é finito e tem forma de bola de futebol...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:47 AM




O livro de areia - Jorge Luis Borges

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:47 AM



segunda-feira, outubro 13, 2003



Queria dizer das coisas que sei, que hei de não esquecê-las. As simples trocas que fiz a troco de tentar ser mais feliz. Não da maneira tradicional. O que eu queria era segurança, era capital, era reconhecimento, era social, era mentira, era atual. Alimento para o orgulho, energia para a vaidade, marketing pessoal.

Queria dizer das soluções encontradas, dos caminhos escolhidos. Os sinais estão por toda parte, basta apenas integrá-los para lê-los. Para isto é necessária uma atenção infinita a cada segundo vivido. Desde o mosquito que a chateia até a pessoa em que esbarrou na rua, principalmente os fatos enfadonhos e surpresos. A leitura dos sinais converge para sua vontade atual, dando-lhe respostas ou indicando caminhos. Desde que haja uma pré-definição quanto às prioridades de sua vontade.

Queria dizer dos resultados obtidos. A independência do ser pode ser de tal grandeza, ao ponto de desejar, já antes da hora, a liberdade total. Passa-se a filtrar sentimentos banais e absorvê-los como alimento. Passa-se a desprezar qualquer abalo emocional, retirando-se de vez o elo da corrente sócio-cotidiana. Passa-se a um grau de concentração intenso sem que para isso haja um desgaste físico ou psicológico. Passa-se a passar por sofrimentos óbvios, mas dedicados à causa única do enredo : evoluir e harmonizar-se.

Queria dizer dos movimentos. As funções geradoras são periódicas. A harmonia consiste em acompanhar seus ambi-ritmos naturais (e talvez mandatórios) de acordo com suas evoluções. Não há diferença entre as distâncias nominais, apenas os planos perceptivos importam. Por que haveríamos de pensar tanto em alguém? Por que pensamos no julgamento desta pessoa quando agimos de forma diferente? Por que sonhamos lento e esquecemos rápido? Por que demoramos tanto a tomar certas decisões? Por que ainda não tomamos outras certas decisões? E assim as perguntas vão se sucedendo sem sucesso nas respostas, meras especulações. Falta um objetivo obsessivo, obcecante. Aquele que faz girar as funções geradoras com tal empenho que todo objeto ou ser que se aproxima é "sugado" para seu plano.

Queria dizer do tempo agora, que não importa minha história. No caminho que sigo não consigo levar bagagens, e o quanto de pesada tinha minha história. Mala sem alça. Mochila sem tiras. Saco sem fundo. Frasqueira sem eira nem beira...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 7:16 PM




Tá lembrado ?? Essa é a galera do seriado chamado
BONANZA...
O Hoss Cartwright era o mais simpático, engraçado e um pouco bobo dos irmãos da família.
Ainda havia o Adam e o Little Joe, todos filhos do Paizão Ben Cartwright e de mães diferentes... Bons tempos...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 7:05 PM




HOJE MESMO

O jeito que você arruma seu cabelo procurando aquele efeito que o mundo não quer reparar:
- revela tanto.
E o tempo que demora para decidir se aquilo que está ouvindo é convincente para poder
Concordar
- e me deixa esperando.
Eu posso esperar

Assim que eu entro já no cumprimento eu reconheço as múltiplas perguntas que na ausência entram em meu lugar
Seus olhos fitam com medo.
A única certeza que eu tenho é absurda pois a dúvida sustento por que não me mudar
Pro seu apartamento
Hoje mesmo

Hoje eu vou sair por aí anunciando que o Sol não vai mais se deitar
As plantas gostam de chuva mas por você nem mesmo as nuvens teriam razão de haver em nenhum lugar
Não…
Não…
Não tenha medo!
O nosso amor é essencial
Nenhum amor é imortal
Eu gosto de você!

Se um gênio perguntasse quais seriam os meus três desejos o primeiro: pediria ao tempo voltar pra trás
- pra te ver aos dezesseis anos
Não há idéia que alcance ou seja parecida com a imagem da menina esguia, a bolsa a tiracolo
- e as pedras só pesando
Pois ela nunca irá jogá-las!

O seguinte, segundo desejo, emoldurar no céu o seu sorriso que eu pensei que nunca mais pudesse reencontrar
O filho é que cria a mãe

E o último, complexo, honesto e genuíno, amar sem precisar da dor, querer também sem magoar
Tocar seu corpo
Hoje mesmo.


Nando Reis em:
“A Letra A”

*Publicado por Dhuvi-Luvio 6:15 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:50 PM





Dediquei um bom tempo de minha vida tentando aprender coisas diferentes e esdrúxulas. Teoria de feiticeiros, receitas de bruxas. Tentei ultrapassar tendências perceptivas, atravessar barreiras inimagináveis. Na verdade queria “concretizar o abstrato” expandindo minha mente através de energias invisivéis e desconhecidas, saltando para um abismo sem fim. Tudo que consegui foi saber que minhas atividades normais não poderiam ser dispersadas em troca de uma neutralização de minha personalidade natural. Afinal, quem é que não foge de seu lado não-racional ? No fundo, talvez, tenha ganhado coerência ministrando esses fundamentos, complementando meus hábitos imbecis com explicações filosóficas convincentes. Hoje haja expectativa ! É bom poder comprovar sentimentos, acumular opiniões sem ao menos divulgá-las, saber do poder das probabilidades. É bom perceber o mundo deste jeito : viver um segundo e saber que estou disponível !
De repente me vejo recapitulando como se já tivesse idade ou experiência suficiente para tal. Quem sou eu para vencer batalhas tão implacáveis ? De um modo geral não entro mais em erupção como antes em contemplação às beldades dos olhos. Agora faz parte da normalidade os avanços psicológicos que penso que ganho a cada fim de etapa. Agora minha quietude é mais sincera (não há como mentir em silêncio e com os olhos cerrados). Basta de sombras, os becos escuros e escusos do sentimento de rejeição. Onde estão os copos de cristais para brindarmos ?
Os fatos se sucedem e reviram os tatos, os olfatos, todos os sentidos que estão fora de sentido e direção. Toma-se forma uma postura de reconhecimento, auto-conhecimento sem pressa. As lembranças vão se tornando catálogo de referências, histórias qua há pouco foram vividas em vidas “ao vivo”. É muito bom saber que o que virá é aleatório, que tudo pode ser o contrário do contrário, que o esperado pode ser mudado com um simples vento leste ou o bater das asas da borboleta do jardim...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:42 PM





1-Compre seu vinho em locais em que haja variedades e, principalmente, boa rotatividade de vendas. O seu risco de comprar um vinho prematuramente envelhecido e mal conservado será quase nulo. Evite comprá-lo em bares e padarias. Fico desolado ao ver aquelas pobres garrafas empoeiradas banhadas pela luz fria a espera de algum incauto. Dê preferência às importadoras, lojas de comidas finas e de bons supermercados que armazenem bem o produto.

2-Escolha sempre vinhos novos, de safras recentes. O provérbio que diz: "quanto mais velho, melhor o vinho" se não é mentira é, pelo menos, uma meia verdade. Ele vale apenas para alguns poucos vinhos (os grandes Bordeaux, os Barolos, os Sauternes, etc...), mas não para a maioria esmagadora de vinhos que consumimos, que quando são colocados a venda já estão prontos para serem bebidos. Se for vinho branco escolha aquele que foi engarrafado "ontem".

3-Procure se informar sobre o que está escrito nos rótulos. Nos vinhos franceses, por exemplo, a AOC (Vin d´Appellation d'Origine Contrôlée) são, teoricamente, superiores aos VDQS (Vin Delimité de Qualité Supérieure), que, por sua vez, deverão ser melhores que os Vin de Pays. Ainda quanto aos AOC, saiba que, quanto menos genéricos melhor. Assim, um vinho Appellation Margaux Contrôlée devevá ser superior a um apenas genérico Appellation Bordeaux Contrôlée. Evite os Vin de Table. Na verdade, eles nunca deveriam ter saído de sua França natal. Expressões obscuras como "Blanc de Blancs" e outras menos votadas colocadas no rótulo para "enobrecer" o vinho não têm, na verdade, nenhuma função legal. No caso informa que apenas esse vinho branco foi feito com uvas brancas, como acontece na maior parte das vezes já que alguns poucos brancos são feitos com uvas tintas (neste caso, as cascas logicamente, são retiradas do mosto antes da vinificação

4-Examine bem a garrafa antes de comprá-la. O nível do líquido nunca deve estar abaixo do normal e a rolha deve estar em boas condições.

5-Observar a garrafa contra uma forte luz (que não seja fria. Verificar se o vinho branco não está muito dourado, tendendo para o marrom ou, se for tinto, muito acastanhado. São sinais de oxidação

6-Armazene bem o seu vinho caso você não tenha uma adega climatizada, procure guardá-lo num lugar fresco, arejado, longe de odores, escuro, com alguma umidade e cuja temperatura seja constante. Ele deverá ficar deitado, de tal modo que a rolha esteja sempre umidecida para que não venha a ressecar.

7-Servir os vinhos tintos com temperatura muito elevada ou os brancos excessivamente gelados é um grande erro. Quando você ler que um europeu bebe vinho tinto "chambré", ou à temperatura ambiente, não se esqueça que a temperatura ambiente de um francês é muito mais baixa do que a nossa. Portanto, num dia quente, se você não tiver uma adega climatizada, deixe por alguns minutos seu tinto na porta da geladeira até refrescá-lo (15 graus prara os tintos leves, 18 para mais encorpados +ou-). Vinhos brancos muito gelados perdem em aroma e sabor: Sirva-os entre 7 (brancos leves secos e espumantes) e 11 graus (brancos encorpados).

8-Compre vinhos que tenham uma boa relação qualidade-preço. Fique de olho nos produtos dos países do chamado Novo Mundo ) Chile,Argentina, Austrália, Nova Zelândia) e de regiões européias emergentes (Alentejo, sul da França)

9-Não seja um bebedor de rótulos : compre vinhos que tenham a ver com seu gosto pessoal. Vinho é prazer, não é ostentação.

10-Fundamental: Beba em boa companhia.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:23 PM



*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:23 PM





Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter