<body>

Deixa com o Beque !!

sexta-feira, janeiro 16, 2004



Para você que gosta da Madonna e porque hoje é SEX-TA FEIRA:
o polêmico e disputado
livro "SEX" - lançado em 1992 no pico do apogeu...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:05 PM


quarta-feira, janeiro 14, 2004



Frase pertinente:

"O que engorda não é o que você come entre o Natal e o Ano Novo,
mas o que você come entre o Ano Novo e o Natal."

*Publicado por Dhuvi-Luvio 7:43 PM




Queria ver as luzes assimétricas de que ela fala tanto
Buscar a simplicidade não é nem um pouco simples...
Ler todos os livros da fila. E com um olho apenas.
Achava que a carteira de motorista era para sempre...
Não me venha com aquela piada de melhor ataque do mundo.
Muito menos que estou entrando na fase dos "enta"...

Enfim o sol veio nos visitar. Por muito pouco tempo, mas veio...
Tanta tecnologia para quê ? Se dormir ainda é imbatível !
Dormir com sonhos lúcidos é uma outra vida. Uma nova vida.
Muitos ainda não sacaram isso. Não são tolos, são desatentos.
Não parem de sonhar, jovens, em troca de transformações
Não estão vendo que seus monitores refletem ilusões efêmeras ?

Enquanto isso doentes crônicos sofrem aguardando a guerra
entre a ciência e a ética político-médico-religiosa dos saudáveis.
Será preciso que nasçam muitas princesas imperfeitas ??
Ou uma regulamentação que enriqueça ainda mais os laboratórios ?
Quantos super-homens ainda vão ter que cair do cavalo ?

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:03 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:22 PM




Super-Sedutor: você nunca mais vai ficar sem mulher.
Não perca os testemunhos, é muito hilário !!

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:43 AM




Adobe impede uso de imagem de notas de dólar

Uma descoberta causou susto e polêmica logo após o lançamento do Adobe Creative Suite. O Photoshop CS detecta automaticamente e impede a edição de imagens de notas de dólares das séries novas de US$ 20, 50 e 100, mostrando em seu lugar uma carrancuda mensagem de advertência.
O novo "feature" causou revolta entre os militantes da liberdade de expressão. Há anos as copiadoras coloridas já não permitiam xerocar dólares. Ninguém esperava, porém, que esse tipo de limitação fosse adotada também em softwares. A revolta se explica, em primeiro lugar, porque a medida foi tomada na surdina, sem qualquer comentário da Adobe.

Em segundo lugar, a reprodução fotográfica de dinheiro não é sinônimo de falsificação: a própria lei norte-americana permite que se copie notas, bastando que sejam de um só lado e em escala diferente da real ¿ menos de 75% ou mais de 150%. Mas o Photoshop CS impede totalmente a abertura e manipulação das imagens dos dólares, em qualquer resolução, seja em notas inteiras ou em partes, seja a partir de um arquivo ou trazendo a imagem de outro programa através do clipboard (O ImageReady CS não traz a restrição, ao menos por enquanto).

Os mais indignados vêem isso como um perigoso precedente de intromissão do governo norte-americano na vida digital das pessoas. Não é difícil imaginar versões futuras do Photoshop que não abrem logomarcas de empresas, imagens pornográficas ou o que quer que o governo do momento considere "criminoso". Se é que tal informação vale alguma coisa, o Photoshop CS não faz restrições à nossa moeda.


(Portal Terra - Mário AV)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:40 AM


terça-feira, janeiro 13, 2004




Era uma vez....

Era uma vez um homem que morava no chão.

Conforme o tempo foi passando, foi ficando cada vez mais difícil morar alí, o ataque de animais selvagens naquela redondeza vinha aumentando, e o homem pensou que morando em cima da árvore estaria mais seguro. Construir uma cabana na árvore deu muito trabalho ao homem, mas o esforço dispensado nessa tarefa foi válido, devido à segurança conquistada. As árvores, apesar de excelentes para construção de cabanas, eram poucas.O ataque dos temidos animais selvagens, passou a ser mais freqüente, e a caso do homem em cima da árvore passou a ser observada mais e mais pelos que ali passavam. Na semana seguinte o homem identifica a presença de um indivíduo(e agora vizinho), construindo uma casa na árvore ao lado, e pelo tamanho da família deveria ser uma grande cabana.O vizinho do homem pediu ajuda a um conhecido para construir sua cabana e pagou pelo trabalho executado com parte da comida reservada para quando o frio chegasse. E agora o homem e seu vizinho viram outros e outros vizinho que em pouco tempo podia-se ver o próximo a menos de 50 metros. Os ataques continuaram(um incêndio em parte remota daquela imensa floresta espantou todos os espécimes daquelas feras para lá), transformando aquela floresta numa selva caótica; e em pouco tempo o homem e seu vizinho tinham vizinhos que não conheciam a poucos metros de suas cabanas, e naquele inverno comeu-se menos, muito tempo foi gasto por todos para construir suas cabanas, mas todos estavam seguros...todos...os que tinham uma cabana, as arvores estavam todas ocupadas agora, e até aquela mais mirradinha tinha uma cabana.

Muita gente ainda estava sem cabana, e houve uma grande revolta na floresta e, numa clareira anunciado em bom som que as árvores seriam agora usadas por mais de uma cabana, e de fato aquelas árvores eram grandes o suficiente para suportar muitas cabanas empilhadas e assim foi feito. As pessoas estavam penduradas e felizes agora, se bem que alguns ficaram lá embaixo e eram presas disputadas agora.

Pois bem, temos agora a seguinte figura: dezenas de pessoas dividindo a mesma árvore, mas, a escada construída pelo primeiro morador da árvore verde, que temos agora como exemplo, passou a ser insuficiente para tantas pessoas, e também não aguentava tamanho número de usuários. A solução encontrada pelos moradores da árvore verde foi a troca da escada atual por uma mais firme, e a construção de uma segunda escada, do outro lado da árvore; surge também a idéia de construir um sistema para a elevação de uma plataforma para carregar os mais diversos objetos. Essas melhorias custaram muito, e esse custo foi dividido entre os moradores das cabanas daquela árvore. Outro problema enfrentado pelos moradores, foi o fato de que as pessoas que não tinham cabana, passaram a invadir as cabanas suspensas; em nova reunião, foi decidido que uma pessoa, seria designada a guardar a árvore, essa pessoa deveria ser paga e a remuneração desta dividida entre todos os donos de cabanas suspensas. Nessas reuniões de moradores, determinado indivíduo sempre falava mais, e administrava a execução das decisões. Esse homem passou a ser procurado por vários moradores, reclamando do vizinho, da escada que teve um degrau quebrado, e cousas assim; esse homem percebeu que não poderia executar suas funções normais e mais cuidar da árvore verde, e numa nova reunião, decidiram por recompensar esse homem por esse trabalho, e ele passaria a dedicar todo seu tempo à manutenção da árvore verde; a recompensa, novamente, deveria ser rateada entre os moradores da árvore.

E por uma estranha coincidência, as coisas ocorreram da mesma maneira em todas as outras árvores; cada uma tinha um guardador e um tomador de conta. Esses tomadores de conta das árvores da redondeza se conheciam, e passaram a se reunir semanalmente para discutir suas condições de trabalho e remuneração, mas essa já é uma outra história.

Devo ir agora, tenho que ir ao banco pagar meu condomínio. Moro no apartamento 1.614, do décimo sexto andar do bloco 1 do condomínio horsa I, II, III, IV, você não conhece? Fica logo ali, na frente do condomínio Empilhaivos I, II, ao lado do condomínio edifício Paranóia I, II, III, IV, V, VI, VII, VIII, na cidade do Igarapé Tietê*


*Mario de Andrade, em Macunaíma

*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:35 PM




Prof. Hernani Guimarães Andrade, em seu livro "Parapsicologia - Uma visão panorâmica":

Muitas pessoas ao tomarem contato com os relatos [o autor se refere aos estudos de casos coletos pelo Dr. Ian Stevenson (3.000 casos coletados em cerca de 40 anos de pesquisas), pelo Prof. Hemendra Banerjee e do próprio Prof. Hernani Guimarães Andrade (em torno de 80 casos coletados no Brasil), entre outros, sobre relatos espontâneos de crianças que sugerem reencarnação], estranham a expressão "sugerem", usada para categorizar tais fatos. Não são eles uma "prova" irrecusável da reencarnação? De fato, para aqueles que presenciam e investigam diretamente o comportamento dessas crianças, tais eventos mais do que sugerem, trata-se de legítimas ocorrências de reencarnação. Eles têm a força de uma prova do renascimento.

Entretanto, quando se trata de fornecer a "prova" científica de uma hipótese, esbarra-se com um número apreciável de outras hipóteses que também poderiam explicar o fato investigado. É preciso, então, fazer uma espécie de depuração das circunstâncias que rodearam o caso, a fim de ter-se base para o julgamento da hipótese mais provável, capaz de explicar o fenômeno. Por esta razão, raramente usa-se afirmar, quando em nível científico, que se tem a "prova" para uma dada hipótese explicativa para um determinado fato veridicado [a não ser em alguns comportamentos dogmáticos]. Diz-se, normalmente, que se têm "evidências" de apoio para uma referida hipótese. Em outros termos, declara-se que o caso sugere esta ou aquela explicação. Reconhecemos que tal procedimento pode, até certo ponto, assemelhar-se a uma espécie de eufemismo. Mas, se quisermos ter audiência no meio científico, não há outra forma de apresentar nossas teses, a menos que tenhamos evidências tão gritantes, que eqüivalam a autênticas provas. Mas nem sempre aquilo que soa como prova para uns, tem a mesma tonalidade para outros.

Quando a questão revela implicações com a tese da existência e da sobrevivência do espírito após a morte do corpo físico, as coisas se complicam.

Defronta-se com uma muralha de cepticismo generalizado e até tradicional, pois há muito, a grande maioria dos cultores da Ciência vêm procurando demonstrar que o homem é um ser exclusivamente material; o resultado feliz (ou infeliz) da evolução cega da matéria apenas. Torna-se até elegante e aparentemente característica de elevado nível cultural, ser rigidamente céptico em relação à tese espiritualista (...) Alguns indivíduos, néscios ou doutos, chegam mesmo a exirmir-se da tarefa de examinar estudos sérios que eventualmente tratem dessas questões, para eles "proibidas" por uma ou outra razão. Repetem o comportamento dos conspíscuos professores da Universidade de Pizza, diante de Galileu, que os convidava a observar, por eles próprios, os satélites de Júpiter, olhando-os através da luneta. Negaram-se a aceitar o convite, baseados, além da Bíblia, na autoridade de Aristóteles, pois este sábio "nunca mencionara, em seus ensinamentos, a existência de tais satélites..."

Passados cerca de três séculos, os satélites de Júpiter foram fotografados de perto pelas sondas interplanetárias... E os sábios doutores de Pizza já não mais estavam vivos para constatar tais evidências que se transformaram em provas objetivas reais.

Por isso, não deve ter-se pressa ou ansiedade em convencer os cépticos, uma vez que o seu cepticismo não altera a realidade dos fatos (Andrade, 2002, pp.310-312).


*Publicado por Dhuvi-Luvio 12:30 PM




segunda-feira, janeiro 12, 2004



BIT TORRENT: GENIAL !!

O Bit Torrent é o sistema mais prático e rápido para compartilhamento de arquivos na Internet. Através dele é possível baixar filmes, jogos, música, enfim qualquer tipo de arquivo que outros usuários estejam compartilhando.

Ele trabalha de forma distribuida pois ao mesmo tempo em que você está fazendo download outros Internautas puxam do seu micro as partes do arquivo que você já recebeu. Muito interessante.

O Bit Torrent realiza múltiplas conexões simultâneas para upload e download. A velocidade de download é proporcional a velocidade de upload. Ou seja, quanto mais gente estiver puxando partes de você, mas rápido será seu download.

Justamente por esse motivo o início do processo de download é um pouco lento. Como no começo do download você não possui nenhuma parte do arquivo para compartilhar sua velocidade fica muito reduzida. À medida que você tiver um pedaço maior do arquivo mais pessoas se conectarão a você para baixar essas partes e consequentemente seu download aumentará de velocidade.

Por isso o nome Bit Torrent. Ele literalmente funciona como uma torrente de bits. Começa devagar e vai acelerando progressivamente. Show!

Quem não sabe disso e já tentou utilizar o Bit Torrent pode ter ficado frustrado e desistido de utilizá-lo ao ver no início do download a informação de que poderia demorar por exemplo 380 horas para baixar um determinado arquivo. Se tivesse aguardado mais 5 minutos veria que o tempo restante mudaria para 2 horas e depois iria diminuir ainda mais.

Uma informação importante: O Bit Torrent compartilha APENAS o arquivo que você está baixando. Nenhum outro arquivo do seu computador será compartilhado quando você utilizar o Bit Torrent. O Bit Torrent é um programa de código fonte aberto o que garante muita segurança.

Onde eu pego o Bit Torrent?

O Bit Torrent está disponível para download
AQUI.

Depois de fazer o download instale o programa clicando 2 vezes sobre o arquivo baixado.

Depois de instalar nenhum ícone é criado. Ele se instala no seu micro e se associa a arquivos com extensão .torrent. Toda vez que você clicar com o mouse em um arquivo .torrent ele entrará em ação automaticamente.

Se você quiser removê-lo posteriormente poderá fazê-lo através da opção Adicionar/Remover programas no painel de controle do Windows.

Como faço um download com o Bit Torrent?

Para fazer um download com o Bit Torrent você precisa, antes de mais nada, de um arquivo .torrent.

Um arquivo .torrent é um arquivo minúsculo que contém as informações necessárias para que o Bit Torrent possa localizar e baixar um programa, jogo, filme ou qualquer outro tipo de arquivo compartilhado.

Cada arquivo .torrent contém informações sobre diferentes downloads. Ou seja, se você quer baixar um filme precisará do .torrent daquele filme.

De posse do arquivo .torrent é só dar 2 cliques nele e o Bit Torrent iniciará o download. Não se preocupe com interrupções no processo de download. O Bit Torrent sempre continua o download do ponto onde parou e checa automaticamente a integridade dos arquivos.

Existem na Internet sites dedicados à distribuição de arquivos .torrent. Muitos oferecem conteúdo ilegal e/ou pirata e cabe à você dicernir o que é certo ou errado.

(Richard Imgartchen - http://www.gratis.com.br)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:53 PM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter