<body>

Deixa com o Beque !!

sexta-feira, junho 25, 2004



XAMANISMO

O Xamanismo é um Caminho muito pouco compreendido nos nossos tempos. Alguns o chamam de a religião mais antiga do mundo, mas outros dizem que o Xamanismo não é religião, e sim, um conjunto de técnicas para se transcender essa realidade na qual vivemos. Seja como for, o Xamanismo tem a sua origem nos povos nativos de diversas localidades do mundo. É interessante ver que esses povos, por mais distantes que estivessem uns dos outros,desenvolveram Caminhos tão similares,podendo-se então chamar a todos pelo mesmo nome. Dessa forma, embora encontremos semelhanças óbvias entre os Xamanismos desenvolvidos pelos siberianos, toltecas, incas, aborígenes australianos, pelos navahos, maias, havaianos e assim por diantes, todos eles partilham da mesma essência.O Xamanismo, ainda que tão antigo, continua sendo um Caminho totalmente válido para os dias de hoje, tendo sofrido adaptações para os dias modernos (sem alterar a sua essência).

É uma ARTE tão antiga como a vida. No Período Paleolítico, quando os homens ainda moravam em cavernas cercadas de feras, eles viviam com medo de tudo. Mas, ao observarem o ciclo da natureza e suas manifestações, refletiram sobre sua relação com o Universo, e, sem saber, estabeleceram uma ponte com o macrocosmo, traçando um fio que nunca mais iria se romper. Durante algum tempo as práticas xamânicas encontraram-se adormecidas, mas voltaram a despertar a atenção dos homens modernos, independentes de seu estágio cultural ou do fato de viverem na selva de pedra urbana cercados de racionalidade, coisa que não existia quando os nossos antepassados se reuniram pela primeira vez ao redor de uma fogueira. Capazes de elevar a consciência para estados de êxtase desconhecidos para o homem comum e de ser relacionar com outras realidades, os xamãs são seres privilegiados por viverem entre o mundo material e o Reino invisível dos espíritos. Hoje, numerosos doutores e psicoterapeutas defendem e utilizam as técnicas ancestrais para atingir outras realidades, para a cura efetiva no tratamento de certas desordens do corpo e da alma. A bibliografia sobre xamanismo foi ampliada nestes últimos anos. Porém, apesar disto, continua a ocorrer equívocos ao definirem os xamãs como feiticeiros, videntes, curandeiros, médiuns e outros intermediários das coisas sagradas. Mas, o que é realmente o xamanismo? Quem pode ser chamado de xamã?
A melhor definição talvez tenha sido a que Mircea Eliade deu, de que o xamã é alguém capaz abandonar seu corpo, e viajar entre os mundos. O conhecimento adquirido nessas viagens com os habitantes de diferentes realidades, entre outras coisas, qualificam o xamã a manter o bem-estar e a cura para eles próprios e para os membros de suas comunidades. Mas é essa facilidade deles de realizarem essas viagens extáticas, que define o xamã como "Aquele que voa". Então, o xamanismo é -a técnica do êxtase -, um conjunto de procedimentos para exercitar o controle do vôo mágico. Não é um culto, mas um conjunto de práticas e técnicas, antigas como o ser humano, e que usa o simbolismo de cada cultura das pessoas que as praticam. Mas debaixo daqueles símbolos as mesmas forças e os mesmos elementos estão agindo no insondável infinito, possibilitando aos indivíduos aprenderem conscientemente a transpor o aparente abismo existente entre o mundo físico e as esferas da imaginação e da visão.


Links Interessantes de Xamanismo:

- Todos os livros (ebooks) de Carlos Castaneda para download
- O pó e o Xamanismo
- Xamanismo Entremundos
- O Lobo do Cerrado
- Guia de Xamanismo na Internet
- Site "oficial" do Xamanismo

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:08 PM




Ainda não a reconheceu ? Peta Wilson é NIKITA no seriado La Femme Nikita.
A La Femme posou para a Playboy mas não deixou a "Nikita" muito à mostra...


Foto1 - Foto2 - Foto3 - Foto4 - Foto5

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:29 PM




HOT LINKS DA SEX-TA FEIRA
(conteúdo erótico)

- Fala sério, aí !
- Você gosta de Fetiches ?
- Os biquinis de Michelle
- Massagem Tântrica Nela
- Voyeur como nunca...
- Passado mais que erótico
- Grandes e naturais
- O nome dela é Ravon
- Fotos com estilo retrô

*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:12 PM




Fotos exclusivas do cantor David Bowie sendo atingido
por um pirulito (pirulito mesmo !!) em um show...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:44 AM




quarta-feira, junho 23, 2004



FOTOS DO STRIP-TEASE NO MINISTÉRIO
(Terra Networks)

Um strip-tease provocou embaraço no Ministério da Agricultura. Uma funcionária da pasta tirou fotos em poses eróticas como num ensaio sensual. De acordo com o jornal O Globo, o ensaio acabou distribuído por e-mail. As fotos de Fabíola Rodrigues Santos da Silva, de 18 anos, foram tiradas em um dos gabinetes do Ministério da Agricultura.
O ministro Roberto Rodrigues mandou abrir uma sindicância para investigar de quem é a responsabilidade pelo ensaio. A sala 940-A, em que foram feitas as fotos, fica no 9º andar, em cima do gabinete do ministro.
No local, trabalham dois assessores diretos do segundo homem-forte do ministério, o secretário-executivo José Amauri Dimarzio. Fabíola até a semana passada trabalhava na seção de protocolo, contratada por uma empresa que presta serviços administrativos ao ministério.
Na quinta-feira, ela foi afastada e, ontem, decidiu pedir demissão. Ainda não há previsão de quando a investigação será concluída. Funcionários que trabalham no andar deverão ser chamados para prestar depoimento.

Fabíola entrou no ministério em novembro de 2003 como estagiária. Ela trabalhou na seção de controle de pragas até meados de 2003, quando foi transferida para o protocolo. Em janeiro, foi contratada como auxiliar pela empreiteira Federal Service, mas não mudou de função. Recebia R$ 480.


FOTO A - FOTO B - FOTO C - FOTO D

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:27 PM




A MÁQUINA
(Lúcia Carvalho - Releituras)

Morreu uma tia minha. Ela morava sozinha, não tinha filhos. A família toda foi até lá num final de semana, separar e dividir as coisas dela para esvaziar a casa. Móvel, roupa de cama, louça, quadro, livro, tudo espalhado pelo chão, uma tremenda confusão.
Foi quando ouvi meus filhos me chamarem.
- Mãe! Maiê!
- Faaala.
Eles apareceram, esbaforidos.
- Mãe. A gente achou uma coisa incrííível. Se ninguém quiser, essa coisa pode ficar para a gente? Hein?
- Depende. Que é?
Eles falavam juntos, animadíssimos.
- Ééé... uma máquina, mãe.
- É só uma máquina meio velha.
- É, mas funciona, está ótima!
Minha filha interrompeu o irmão mais novo, dando uma explicação melhor.
- Deixa que eu falo: é assim, é uma máquina, tipo um... teclado de computador, sabe só o teclado? Só o lugar que escreve?
- Sei.
- Então. Essa máquina tem assim, tipo... uma impressora, ligada nesse teclado, mas assim, ligada direto. Sem fio. Bem, a gente vai, digita, digita...
Ela ia se animando, os olhos brilhando.
- ... e a máquina imprime direto na folha de papel que a gente coloca ali mesmo! É muuuito legal! Direto, na mesma hora, eu juro!
Ela jurava? Fiquei muda. Eu que jurava que não sabia o que falar diante dessa explicação de uma máquina de escrever, dada por uma menina de 12 anos. Ela nem ai comigo. Continuava.
- ... entendeu como é, ô mãe? A gente, zupt, escreve e imprime, até dá para ver a impressão tipo na hora, e não precisa essa coisa chatérrima de entrar no computador, ligaaar, esperar hóóóras, entrar no world, de escrever olhando na tela e sóóó depois mandar para a impressora, não tem esse monte de máquina tuuudo ligada uma na outra, não tem que ter até estabilizador, não precisa comprar cartucho caro, nada, nada, mãe! É muuuito legal. E nem precisa de colocar na tomada! Funciona sem energia e escreve direto na folha da impressora!
- Nossa, filha...
- ... ah, mas só tem duas coisas que são meio chatas: não dá para trocar a fonte e nem aumentar a letra, mas não tem problema não. Vem, que a gente vai te mostrar. Vem...
Eu parei e olhei, pasma, a máquina velha. Sensacional pensar assim. Eles davam pulinhos de alegria.
- Mãe. Será que alguém da família vai querer? Hein? Ah, a gente vai ficar torcendo, torcendo para ninguém querer para a gente poder levar lá para casa, isso é o máximo! O máximo!
Bem, enquanto estou aqui escrevendo nesse meu antiquado "teclado", ouço de longe o plec - plec da tal máquina maravilhosa, que, claro, ninguém da família quis, mas que aqui em casa já deu até briga. Está no meio da nossa sala de estar, em lugar nobre, rodeada de folhas e folhas de textos "impressos na hora" pelos meus filhos. Incrível, eles dizem, plec - plec - plec, muito legal essa máquina mesmo, plec - plec - plec.
Céus. Achei que tinha acabado, quando a minha filha vem de novo falar comigo, toda decidida e animada, com um texto recém escrito (sem ligar nada na tomada) na mão.
- Mãe. Me ajuda a fazer uma coisa muito legal que eu morro de vontade de fazer?
- O que é?
Ela deu um sorriso, com um ar sonhador.
- Ah, eu queria tanto colocar isso dentro de uma carta... no correio, com envelope, selo colado... nunca fiz isso, mãe... ahhh, me ajuda?

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:24 PM


terça-feira, junho 22, 2004


Foto:
Daimon , via Dani Blue

VERSO EXPLÍCITO

Não sei de que forma,
mas, te amei e me amaste também.
Não sei quanto durou.
Talvez, mil crepúsculos
ou apenas um olhar...
Breves momentos, tão eternos,
que a nossa compreensão não alcançou,
porque era magia.
E dentro da memória de nossas peles
ficou para sempre, a breve forma,
a metade que nos completava,
o eterno momento,
que duraram o tempo
que fez sentindo sentir,
porque éramos livres
e estávamos à Flor da Pele...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:01 PM





Enviar E-mails com Arquivos Anexados é Coisa do Passado!

Precisando enviar por e-mail um arquivo anexado para um amigo? Nem sempre a melhor opção é enviar diretamente para ele, principalmente se o arquivo tiver mais de um megabyte. Como a grande maioria das contas de e-mail limita a quantidade de dados que podem ser armazenadas em uma determinada conta, você acaba correndo o risco de receber a mensagem de volta, por ela ter estourado o limite. Para evitar esses e outros tipos de problemas, a melhor saída seria utilizar um serviço que funciona como um intermediário, armazenando temporariamente na internet o arquivo para você e permitindo que o seu amigo o transfira quando achar mais apropriado. E um desses serviços é o ótimo e totalmente gratuito
YouSendIt, que permite o envio de arquivos de até 1 Gigabyte (!!), que ficam armazenados por 7 dias nos servidores deles. A grande vantagem é que não é necessário fazer nenhum tipo de cadastro no site, bastando fornecer apenas o endereço de e-mail do seu amigo (no campo Recipient's Email Address -- se quiser enviar para mais de um amigo, separe os endereços com vírgulas) e especificar o arquivo a ser enviado (clique no botão Browse para selecionar um dos arquivos presentes no seu disco rígido). Clicando no botão Send It, ele será transferido para o servidor e o seu amigo receberá uma mensagem notificando a existência de um novo arquivo, juntamente com um endereço para transferí-lo. Todos os arquivos enviados são testados contra vírus e os links funcionam também com gerenciadores de downloads. Uma verdadeira mão na roda! Não deixe de conferir!
(Pulso Único)

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:07 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:47 PM






Paulo Leminski nasceu aos 24 de agosto de 1944 na cidade de Curitiba, Paraná. Em 1964, já em São Paulo, SP, publica poemas na revista "Invenção", porta voz da poesia concreta paulista. Casa-se, em 1968, com a poeta Alice Ruiz. Teve dois filhos: Miguel Ângelo, falecido aos 10 anos; Áurea Alice e Estrela. De 1970 a 1989, em Curitiba, trabalha como redator de publicidade. Compositor, tem suas canções gravadas por Caetano Veloso e pelo conjunto "A Cor do Som". Publica, em 1975, o romance experimental "Catatau". Traduziu, nesse período, obras de James Joyce, John Lenom, Samuel Becktett, Alfred Jarry, entre outros, colaborando, também, com o suplemento "Folhetim" do jornal "Folha de São Paulo" e com a revista "Veja". No dia 07 de junho de 1989 o poeta falece em sua cidade natal. Paulo Leminski foi um estudioso da língua e cultura japonesas e publicou em 1983 uma biografia de Bashô. Sua obra tem exercido marcante influência em todos os movimentos poéticos dos últimos 20 anos. Seu livro "Metamorfose" foi o ganhador do Prêmio Jabuti de Poesia, em 1995. Em 2001, um de seus poemas ("Sintonia para pressa e presságio") foi selecionado por Ítalo Moriconi e incluído no livro "Os Cem Melhores Poemas Brasileiros do Século", Editora Objetiva

Clique aqui para biografia e bibliografia.


Eu queria tanto
ser um poeta maldito
a massa sofrendo
enquanto eu profundo medito

eu queria tanto
ser um poeta social
rosto queimado
pelo hálito das multidões

em vez disso
olha eu aqui
pondo sal
nesta sopa rala
que mal vai dar para dois.




No fundo, no fundo,
bem lá no fundo,
a gente gostaria
de ver nossos problemas
resolvidos por decreto

a partir desta data,
aquela mágoa sem remédio
é considerada nula
e sobre ela ? silêncio perpétuo

extinto por lei todo o remorso,
maldito seja que olhas pra trás,
lá pra trás não há nada,
e nada mais

mas problemas não se resolvem,
problemas têm família grande,
e aos domingos saem todos a passear
o problema, sua senhora
e outros pequenos probleminhas.





Merda é veneno.
No entanto, não há nada
que seja mais bonito
que uma bela cagada.

Cagam ricos, cagam padres,
cagam reis e cagam fadas.
Não há nada que se compare
à bosta da pessoa amada.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:34 PM





E se todos os chineses saltassem ao mesmo tempo?

Ouvi repetidas vezes que se todos os chineses saltassem ao mesmo tempo, poderiam tirar a Terra de sua órbita e que o ruído que produziriam poderia ser ouvido do outro lado do planeta. Isto é verdade?

Supondo que 1 bilhão de chineses conseguissem se organizar para saltar ao mesmo tempo ou até que subissem em cadeiras e saltassem exatamente no mesmo instante os efeitos não seriam nem de longe tão devastadores como a lenda urbana quer nos fazer crer.

Para começar, façamos um cálculo singelo: uma média de 1 bilhão de pessoas pesando 60 quilos e saltando 50 centímetros. O resultado é uma força resultante de 500 quilotons, o equivalente a 500 mil toneladas de dinamite.

É um valor considerável, mas temos que lembrar que o impacto teria que ser dividido por uma área gigantesca. Uma explosão de 500 quilotons em uma superfície limitada pelo ponto de impacto não é o mesmo que uma dividida em um país tão grande quanto a China, onde a força sobre a superfície seria reduzida por estar distribuída em uma vasta extensão de terreno.

Ou seja, podemos dormir descansados: ainda que todos os chineses não tenham nada mais interessante para fazer e decidam pular de cadeiras simultaneamente, o planeta seguirá girando em sua órbita habitual.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:02 PM





Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter