<body>

Deixa com o Beque !!

sábado, novembro 20, 2004



Dicas para quem gosta de Vinhos

1-Compre seu vinho em locais em que haja variedades e, principalmente, boa rotatividade de vendas. O seu risco de comprar um vinho prematuramente envelhecido e mal conservado será quase nulo. Evite comprá-lo em bares e padarias. Fico desolado ao ver aquelas pobres garrafas empoeiradas banhadas pela luz fria a espera de algum incauto. Dê preferência às importadoras, lojas de comidas finas e de bons supermercados que armazenem bem o produto.

2-Escolha sempre vinhos novos, de safras recentes. O provérbio que diz: "quanto mais velho, melhor o vinho" se não é mentira é, pelo menos, uma meia verdade. Ele vale apenas para alguns poucos vinhos (os grandes Bordeaux, os Barolos, os Sauternes, etc...), mas não para a maioria esmagadora de vinhos que consumimos, que quando são colocados a venda já estão prontos para serem bebidos. Se for vinho branco escolha aquele que foi engarrafado "ontem".

3-Procure se informar sobre o que está escrito nos rótulos. Nos vinhos franceses, por exemplo, a AOC (Vin d´Appellation d'Origine Contrôlée) são, teoricamente, superiores aos VDQS (Vin Delimité de Qualité Supérieure), que, por sua vez, deverão ser melhores que os Vin de Pays. Ainda quanto aos AOC, saiba que, quanto menos genéricos melhor. Assim, um vinho Appellation Margaux Contrôlée devevá ser superior a um apenas genérico Appellation Bordeaux Contrôlée. Evite os Vin de Table. Na verdade, eles nunca deveriam ter saído de sua França natal. Expressões obscuras como "Blanc de Blancs" e outras menos votadas colocadas no rótulo para "enobrecer" o vinho não têm, na verdade, nenhuma função legal. No caso informa que apenas esse vinho branco foi feito com uvas brancas, como acontece na maior parte das vezes já que alguns poucos brancos são feitos com uvas tintas (neste caso, as cascas logicamente, são retiradas do mosto antes da vinificação

4-Examine bem a garrafa antes de comprá-la. O nível do líquido nunca deve estar abaixo do normal e a rolha deve estar em boas condições.

5-Observar a garrafa contra uma forte luz (que não seja fria. Verificar se o vinho branco não está muito dourado, tendendo para o marrom ou, se for tinto, muito acastanhado. São sinais de oxidação

6-Armazene bem o seu vinho caso você não tenha uma adega climatizada, procure guardá-lo num lugar fresco, arejado, longe de odores, escuro, com alguma umidade e cuja temperatura seja constante. Ele deverá ficar deitado, de tal modo que a rolha esteja sempre umidecida para que não venha a ressecar.

7-Servir os vinhos tintos com temperatura muito elevada ou os brancos excessivamente gelados é um grande erro. Quando você ler que um europeu bebe vinho tinto "chambré", ou à temperatura ambiente, não se esqueça que a temperatura ambiente de um francês é muito mais baixa do que a nossa. Portanto, num dia quente, se você não tiver uma adega climatizada, deixe por alguns minutos seu tinto na porta da geladeira até refrescá-lo (15 graus prara os tintos leves, 18 para mais encorpados +ou-). Vinhos brancos muito gelados perdem em aroma e sabor: Sirva-os entre 7 (brancos leves secos e espumantes) e 11 graus (brancos encorpados).

8-Compre vinhos que tenham uma boa relação qualidade-preço. Fique de olho nos produtos dos países do chamado Novo Mundo ) Chile,Argentina, Austrália, Nova Zelândia) e de regiões européias emergentes (Alentejo, sul da França)

9-Não seja um bebedor de rótulos : compre vinhos que tenham a ver com seu gosto pessoal. Vinho é prazer, não é ostentação.

10-Fundamental: Beba em boa companhia.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:58 PM






COMO ELA É CHAMADA:

abigail, abrigo do Jones, abrigo do Chico, acolhedora sedenta, áfrica, agamamou (h mamou), agasalhadora de croquete, aiai, alfajor, almofada, alpargata, anel da frente, Anna Julia, aquilo, apertadinha, aranha, arapuca-de-caçar-pinto, arapuca-de-pegar-pinto, arca, área de lazer, areia movediça, armadilha, arraia preta, arrochada, arrombadinha, ascoisa, atolada, azeiteira, babaca, babapinto, babau, babiceta, baby-maker, bacalhau, bacalhoada, bacorinha, bacurinha, bagaceira, bainha, bainha-de-homem, balseira, banguela, banguelinha, baraba feliz, barata, baratinha, barba rala, barbatimão, Barbie, barca de sêmen, barroca, barroxa, batcaverna, baú, bela, berbigão, Bia Clitóris, bibirito, bichana, bichochota, bicho preto, bichota, bife, bigaia, bigode, bigodinho, bijóia, bibinha, bimba-grande, bimbinha, biriba, birisqueira, birosca, birsa, bisegre, bitiquita, boca cabeluda, boca-de-baixo, boca-de-bicho, boca-de-cabelo, boca-de-caçapa, boca-de-encrenca, boca-de-jacaré, boca-de-pêlo, boca-de-sapo, boca-de-veludo, boca-em-pé, boca-do-corpo, boca-do-mato, boca-em-pé, boca melada, boca murcha, boçanha, boca peluda, boca-sem-dente, boceta, bochechuda, boiquinha, bolsa-de-valores, bombril, boné, borboleta, borburinha, borrachuda, bota-mangueira, breba, brecha, brecheca, bregueço, brigite, bubuça, buça, buçanha, buçara, buçarra, buceta, bucetildes, bucicleide, buchana, bueiro, buque, buquê, buraco, buraco-de-mandioca, buraco-da-minhoca, buraquinho-de-donut, bussanha, butchaca, butico, buziu, cabeluda, caçapa, cachimbo, cachópolis, cachorro, caculo, caiçara, caixa-de-moleques, caixinha, caixinha de segredos, campinho, canarinha, caneco, caneco-de-couro, canoinha, capô-de-Fusca, capozinho, cara da cachorra, cara-de-sapo, caralho's house, caramujo, caranguejeira, caranguejo, carapaça, cara-preta, carlota, carlotinha, carne de chavas, carne mijada, carteira, cartola, cartola chiquita, casa-do-caralho, casco-de-veado, cascuda, castelo do amor, catarina, catchusca, catedral do amor, catrana, caverna, caverna-do-dragão, chana, chanha, chanisco, chavasca, checheca, chechênia, cheirosa, cheirosinha, chibiu, chincha, chincho, chinin, chiquita, chiquitita, chiranha, chiri, chiruba, chocho, chochota, chuleta, chupaki, cicatriz, cicicléia, cicinha, cobiçada, cocada preta, coisa, coisinha, coletiva, comequechama, cona, concha, conho, copa, coquinha, cova, cova-de-quiabo, crespo, crica, cu-da-frente, cudaime, cururu, danada, danadinha, desejada, desempregada, dida, Dirce, disputada, encrenca, engole-cobra, engole-espada, engole-pau, engole-quiabo, ensopadinha, entre-pernas, esconde-vara, escova, escovão de minhoca, esfiha, esfiha de pêlo, estopa, fábrica-de-fazer-boneco, fábrica-de-fazer-menino, fadinha, fechadura, fenda, ferida, ferramenta de puta, Fidel Castro, fifi, figa, figo, filé, flor, flor-de-maracujá, floresta, florzinha, fofa, fofíssima, forno, frigideira, fruta, fruto proibido, furna, ganha-pão, garagem, gaveta, gengiva, gerimpoca, goelão, gorda, gorduchinha, gostosa, gramado, grelo, greta, Greta Garbo, Grand Canyon, grota, gruta, gruta-do-amor, gruta melosa, guardapau, güelão, hamba, inchu, inhanha, jabuticaba, jaca, katchanga, lacraia, lambedeira, lambuzadinha, lanho, lasca, lascadinha, lascado, lascão, leleca, Lili, Lilizinha, língua-de-vaca, loca, lodo pecaminoso, loré, luluca, maçã, macaquinha, Madonna, madre, mal agradecida, malvada, mancu, manjar-dos-deuses, manteigueira, mapoa, maquiadora de palhaço, máquina-de-fazer-menino, margarida, Marieta, marisco, marisco-de-barra, marmota, marreca, mata, Mata Atlântica, mata-homem, mealheiro, meia, meio, melapica, menina, mexilhão, microfone cabeludo, migué, mijadeira, mijador, mijador-de-feto, moente, molhadinha, morceguinho, nascedouro, néctar, nega do cabelo duro, negucinha, nhaca, nhaça, nhonha, nica, ninho-de-piroca, ninho-de-rola, ninho-do-amor, olho-d'água, pachacha, pachade, pachucha, paçoquinha, paddock, países baixos, palha-de-aço, palhacinho, pamonha, pão-crioulo, pão-de-trigo, papangu, papoula, papuda, paquita, paranho, parque-de-diversões, parratcha, parreca, partes, pássara, passarinha, passarita, passatinha, pastel cabeludo, pastel de cabelo, pastel de pêlo, pata macho, paxaxa, paxuxa, pé-de-barriga, pé-de-boi, pedegueba, peladinha, peleia, pemba, pencha, penhasco, pepeca, peposa, pequena, perdigueira, perenta, perereca, perestroika, perigosa, periquita, periquito, perseguida, pêssego, peteca, pexereca, picéu, pichéu, pichita, pichoca, pintassilgo, pinto invertido, pintópolis, pipita, pipiu, piradora-de-cabeção, pirâmide do Egito, piririca, pitchula, pitéu, pito, pitrica, pit stop, pixana, pixerreca, pixéu, pixirica, pixoca, pixoleca, pixonilda, pixota, pixuruca, playcenter, playground, poça, poço negro, poldra, pomba, pombelaça, pombinha, pomboca, popoca, porontchesca, porta do céu, porta-espeto, porta-pica, porta-rola, porteira do mundo, prazerosa, precheca, preciosa, precipício, preta, prexeca, prexela, prexereca, prexeta, prexexeca, priquita, Priscila, prissiguida, prochaca, procurada, pururuca, puxuroca, queridinha, quica, quindim, quiquiriquinha, quirica, racha, rachada, racho, rapadura, raspadinha, rata, ratoeira, receptáculo-da-tromba, recheio-de-sonho, redonda, rego de mijar, rodete, rosa, rosinha, saca-rola, sachana, salgadinha, sapo, saromba, segredo, senaita, Sheila, siri, slach, Smurfete, soberana, sovaco-da-perna, SS (sugadora de sêmen), Stargate, suada, suga-rola, surubésia, sururu, suvaco-de-coxa, tabaca, tabaco, tabacuda, taioba, taki puaro, taki puku, talho, tambarerê, tapioca, taradinha, tareco, taroque, tarraqueta, tatu, tcheca, tchocho, tchola, tchutchuquinha, teresa, testa, testa alta, testa cabeluda, testa larga, testuda, tiché, tichim, tigela-com-pêlos, tira-prova de homem, titita, toca, toca-da-cobra, toca-do-coelho, totonha, triângulo, trinquinha, totó, túnel, tutuzinha, uh tererê, ursa, vagina, vaginovisky, vajosta, valderrama, Vanusa, vão, vaso, vatapá, venta, vergonha, vértice glorioso, vizinha-da-frente, vulva, xamombloca, xana, xandanga, xanha, xanosa, xapoca, xaxá, xavasca, xavascuda, xeca, xequeprana, xereba, xerea, xereca, xerenga, xerereca, xeronga, xexeca, xexéu, xiba, xibiu, xiboca, ximbica, xinim, xinxa, xinxim, xirana, xiranha, xiranhã, xiri, xirinha, xixi, xixim, xixita, xoboita, xonha, xopana, xota, xotão, xotinha, xoxa, xoxonha, xoxota, xoxotaço, xoxotão, xoxotinha, xulapa, xulapuda, xumbica, xuranha, xuranhã, xuxa, zazinha, zezinha, zinga...




COMO ELE É CHAMADO:

abricó, açucareiro, acusado, afiador, amarrador de laço, anel, anel de carne, anel de couro, anel de proctologista, anísio, ânus, apertadinho, apertante, apitador, apito, apolônio, aquário, argola, aro, arolino, arregalado, arroxado, arruela, assassino de espermatozóide, ás-de-copas, assobiante, assobieiro, auréola, azedim, azeitona, bainha, baitico, bambi, barulhento, batcaverna, berba, bergebeu, besouro, bile, biro-biro, biu-biu, biscoiteiro, boca banguela, boca da quartinha, boca de caçapa, boca de gamela, boca de mico, boca de pêlo, boca de rego, boca de velha, bocal, boca murcha, boca-roxa, boca traseira, bocão, bocoió, bodega de pobre, bodinho, boga, bogodó, boiga, bolo, bojo, bomba, bombeiro, bonifá, bonifácio, boot, borba, boréu, bóris, borná, borracha, bosteiro, bostico, bostoque, botão, botão-de-couro, botico, bozano, bozó, brioche, brioco, brioso, brizu, broa, brocôncio, brote, bubu, bueiro, bufante, bug, bugueiro, bundoca, buraco, buraco de agulha, buraco de bala, buraco encantado, buraco negro, butão, butico, buzanfa, buzanfã, buzeco, buzego, buzico, buzigo, buzina, cabo, caçapa, caçarola, cachimbo, cacófago, cafundó, cagador, cagante, cagão, caixa, calota, canal-dois, caneco, cano de escape, canto escuro, caolho, capelinha, de melão, carimbo-de-cueca, carimbo-de-papel-higiênico, carimbo-do-icó, carretel, carrité, carrossel, casa-de-bilau, casca de peido, cascudo, casquinha de sorvete, catabofa, catingoso, cavaco, cego, cegueta, ceguinho, centro do oiti, chambica, chaminezinha, chapinha de caracu, chefe, cheirosinho, chico-prega, chicote, chucrute, cibazol, cieba, clarabela, cloaca, cocada, coceirinha, cofrinho, coiteba, come-come, começo do mundo, com-prega, cooler, corneta de pobre, coroa, coroinha, corta-prego, crespinho, croquete, cruel, crush, cu, culo, curel, curió, cusculepa, cuscuz, cuziti, dadao, dadivoso, danado, das-pregas, deco, dengoso, dentrol, derna, desdentado, donut, disco, distinto, doce-de-coco, dorminhoco, dublê, dunga, edi, edicetra, ejetor, encaroçado, enfezado, engilhadinho, engole-cobra, enrugado, entrada de serviço, entrada proibida, escotilha, esgoto, espalha-bosta, espoleteiro, espalha-gás, esquenta-pau, fábrica de esterco, fábrica de tijolo, faiacu, fanho, farenheit, farinheiro, fede-fede, fedegoso, federal, fedido, fedolim, fedorento, fefanho, feijão, feijoeiro, felipe, feofó, ferramenta, fevereiro, fiandeiro, fiango, fiantã, ficha, fifo, fifojolo, fígaro, figo, figueiredo, filadelfo, filofa, fim do espinhaço, fim do túnel, finfa, fió, fiofó, fiosque, fiota, fiote, fioto, flande, flandre, flash-light, flatulento, fleba, floquinho, flor-de-cheiro, flor-roxa, florisflauto, floroso, florzinha, foba, fobilário, fogão-de-uma-boca-só, fogareiro, fogoso, fon-fon, fonoro, fopa, foquito, foraboscóite, Ford Ka, forever, forevestréu, forévis, forfite, formiróide, fortunato, fosquete, fossa, fosso do fedor eterno, fox, frande, franzido, frapa, frasco, frederico, freguesia do icó, fresado, frinfa, frivioco, froscófolis, frosquete, fuero, fueiro, fufu, fuína, fulaninho, fundilho, fundo, funxo, fuque-fuque, furico, furingo, furiquim, furo, furumbumbum, furunfum, fusqueta, fusquete, fute, fuzéu, fuzil, ganha-pão, garagem de salsicha, gargalo, gargantilha-de-bilola, genebaldo, gicurino, girassol, gnomo, goba, gobilha, gogoroba, goiaba, goiabinha, gojoba, goreba, gregório, guabiroba, guarda-pau, gugu, harry, hd, heliodoro, hemorroidário, hermenegildo, holofote, honório, idi, ilhó, ilhós, imprensadinho, indisciplinado, inhonho, ipsilone, jaca, jacuba, jatobá, jeitosinho, jejunuilho, joquinha, juca, kiko, kubrick, lamparina, lata, lata-de-doce, lero-lero, lindinho, listradinho, loca, loja, loló, lordo, lorto, lugar-de-sair-vento, lugar-onde-o-sol-não-bate, lugar-que-não-vê-o-sol, luluzinho, macaíba, macio, máquina-de-fazer-churros, malcheiroso, malvado, manolo, maracujá-de-sete-feiras, marquês-de-rabicó, marronzim, marronzinho, mealheiro, medonho, meia-cômoda, meinho, melado, melindroso, meu-vizinho, microondas, minúsculo, moedinha, moinho, molhadinho, molinha, monossílabo fedorento, moranga, mordedor, morenão, moreninho, mosqueiro, mosquito, mucumbu, mucumbuco, murundu, mustafá, neném nêspera, ninho-de-cri-cri, ninho-de-oxiúros, ninho-de-rola, nó, ó, oboscópio, obreiro, offstring, ofinofraite, oiti, oiti-coró, olhinho, olhinho-de-palhaço, olho, olho-cego, olho-da-goiaba, olho-de-baixo, olho-de-boi, olho-de-porco, olho-de-tandera, olho-de-trás, olho-grande, olhota, orenaite, orifício, orifício negro, orifício peidante, oritimbó, orobil, orobó, osmar, otchero, ozeba, paio, panela, pão-de-queijo, papeiro, papoula, parreco, passador-de-fax, passatempo, paulo, peidador, peidante, peidorreira, peidorreiro, pelado, pelego, pêlo-duro, peludão, peludo, peludinho, pequerrucho, perseguido, peteca, pevide, pianculo, pintor-de-porcelana, pisca-pisca, piscante, pitchula, pito, playground-de-chato, plugue, poço-de-enxofre, poço-dos-desejos, porta-biscoito, porta-de-serviço, porta-supositório, pokémon, porta-rola, porvarino, pregas, pregueado, pregueiro, prensado, prensadinho, pretinho, prezado, pufe, puísto, quentinho, quijila, quinha, quico, quinca, quincas, rabada, rabeta, rabichote, rabicó, rabo, radô, rancho-fundo, ray-ban, rebojão, redondo, rego, regondônio, retentor, retro-olho, rigoleto, redondo, roda, roda-de-fogo, roda-viva, rodela, rodiasclipe, rodinha, rojão, rosa, rosa-dos-ventos, rosa-pequenina, rosca, roscofe, roseta, rosqueta, rosquete, rosquinha, roti-flight, roxinho, royal, ruela, rugoso, saída, saída-de-emergência, sapulha, sem-prega, sem-sorte, senzala, serebesquel, serelepe, sete-pregas, severino, sextavado, simpático, sim-senhô, sinicrim, siribrina, sirigüela, smurf, solista, soprador, subaru, subilatório, subioco, substantivo, taioba, tamagoshi, tamarindo, tampa-de-farinheiro, tapioca, tareco, tarolho, tarraqueta, tatavo, temperamental, tchan, tenebroso, terceiro olho, terminal-do-tubo-digestivo, tibúrcio, tico-tico, tinhoso, tintureiro, tis, toba, tobi, toinho, torpedeiro, trabalhador, traseiro, tresoitavos, tesouro, tripa-gaiteira, trovejante, tubi, túnel-negro, tufão, TV-de-pobre, uivante, urna, vagalume, valetinha, válvula-de-escape, vaso preto, véio, véio-goba, véio-foba, velho-de-guerra, vesúvio, vesgo, veveco, via-expressa, viegas, vintém, waffel, washington, x-do-tesouro, xaveco, xilingu, xoxo, XPTO, xucrute, yoshi, zebesquefe, zé-bocó, zé-bosteco, zé-cocô, zé-de-boga, zé-de-bróia, zé-de-obrar, zé-de-quinca, zé-do-broquinha, zeferino, zé-golinha, zeguedé, zé-lebrão, zé-melé, zenóbio, zero, zezinho, zimba, zinco, zinquerônio, zoinho, zorento, zorobó, zulu...

*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:20 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 4:19 PM






____________________________________________________________________________________

Amigos de infância se reúnem em um casamento, todos altos (alcoolicamente falando):
- Você era o garanhão que pegava todas as menininhas !
- Lembra aquela vez que você me fez bater o carro ?
- Caramba, quem diria que iria casar com ela, eu a detestava...
- Olha, se você precisar de algo é só me dizer, eu mando aqui !
- Vamos tirar uma foto juntos, vai demorar para acontecer de novo...
- Está vendo como ela te olha, ela ainda gosta de você !
- Cara, cadê aquele chapéu que você me roubou lá no Rio ?
- Meu casamento só sobrevive porque fazemos terapia de casal.
- Cara, eu vou meter um lexotan na mamadeira desse moleque !
- Vamos fazer um brinde: às nossas hipocrisias eternas...
____________________________________________________________________________________

( a adúltera se dirige à platéia e começa a dizer baixinho: )

- Estou me sentindo tão pequena , tão triste . Eu sei que eu errei , assumo meu erro . Mas eu não fiz por mal , nem por vingança . Eu estava tão sozinha , tão desprotegida , tão largada . Puxa ! A quanto tempo ninguém se preocupava comigo , a quanto tempo eu não tinha um carinho, a quanto tempo eu não era elogiada . Minha vaidade foi aguçada , eu estava muito carente . De repente, percebi que ainda era uma mulher e não uma empregada com regalias. (pausa)
- Eu sei ! Nada disso justifica , nada disso . Mas quem sabe, eu possa exigir meus direitos de mulher, quem sabe eu possa dialogar , refletir ...
- Quem sabe seja possível viver em harmonia com o amor . Meu Deus ! Eu só quero ser feliz !

( a adúltera abaixa a cabeça enquanto ouve os trechos lidos em off , só se retirando ao final da leitura ).

____________________________________________________________________________________


Chega de hipocrisia! Nós homens gostamos é de mulher devassa. Aquele papo
de que os homens querem mulheres certinhas pra casar e devassas pra transar,
já era. Nós queremos é uma "lady" na sociedade e uma "puta" na cama. Sempre.
E as mulheres tem que acabar com aquele papo: "o que será que ele vai pensar
de mim?". Chega de frescura. Nós vamos adorar quando vocês se despirem na
nossa frente, caírem de boca, virarem de quatro. São as melhores coisas
da vida. E temos que aproveitar porque ainda é de graça. Daqui a pouco governo
resolve taxar o gozo e cria a CPFF (contribuição provisória da foda feliz)

____________________________________________________________________________________

Em busca de um coração
O poeta perde-se no caminho
Onde havia migalhas de pão
Só há cocô de passarinho

____________________________________________________________________________________


Então com uma pausa, depois de engolir a seco, ela diz ao amigo:
- Cara, eu nunca senti prazer transando !
Ele pensou que essa era uma frase de efeito, como uma declaração.
- Como assim ? Você tem quase trinta anos ! Já foi casada e tudo !
O pior é que ela estava fazendo daquilo uma extensão da terapia:
- Eu nunca gozei, você me entende ? Essa coisa que acontece nos filmes...
Agora ele já duvidava, o semblante dela era sério e preocupante.
- Eu vi uma pesquisa que dizia que o índice de mulheres assim era enorme.
A frase não causou efeito algum. Ela parecia exigir uma explicação científica:
- Eu canso de ler essas revistas, mas e daí ? Eu falo com minhas amigas e todas elas
são enfáticas em dizer que gozam. Gozam é o caralho !
Ele aproveita a deixa:
- Disso você pode ter certeza, quem goza mesmo é o caralho. Sem encenação, ao vivo e com provas líquidas...
- O que você quer expressar ? Que as mulheres fingem ?
Ele pensa alto:
- O que é isso, muito longe do contrário !
A massa cinzenta dela se confunde nessa hora:
- Muito longe do contrário quer dizer que sim, seu feio !
Ele tenta se desfazer da gracinha:
- O único indicador do tesão da mulher é o nível de umidade vaginal...
Mas isso ela ela sempre teve:
- Meu caro, ter tesão é uma coisa, gozar é outra, do outro lado do mundo!
Já não sabia por que caminhos seguir:
- Eu penso que você poderia fazer uma terapia ou achar alguém que consiga realizar esse milagre...
- Será que todas as mulheres pensam que gozam e não gozam ?
- Qual o problema desde que o pensamento as satisfaça ?
- O quê ? Gozar só no pensamento ? Você só pode estar variando...
- Só vou te dizer que esse papo todo está me excitando!
- Cara, eu também estou enlouquecida!
A luz se apaga enquanto eles tiram a roupa rapidamente. Transam.
- Não acredito nisso !
- Nem eu !
- Você gozou, não é ? Aqueles gritinhos e gemidos...
- Claro que não ! Eu não falei que não gozava ?
- Falou, e foi por isso que aconteceu...
- Então !
- Mas, eu achei que era só um pretexto para dar...

____________________________________________________________________________________

Se ela não estiver molhada, não significa que ela não está excitada. Algumas mulheres produzem pouco suco, você pode então lamber os dedos e usar sua saliva para tornar o toque escorregadio. Quanto a saber se ela está excitada ou não, há outros indícios como mamilos endurecidos, respiração rápida/ofegante, rosto vermelho, torso .. mas se quiser ter certeza, basta olhar nos olhos dela e ter um mínimo de sensibilidade, nenhuma mulher consegue fingir se encarada de frente.

____________________________________________________________________________________

"Mulheres são como traduções:
as boas não são fiéis e as fiéis não são boas."

____________________________________________________________________________________

Em uma famosa e estranha passagem, Jesus anuncia que veio "não para trazer a paz, mas a espada". No Evangelho de Lucas (22:36), instrui seus seguidores que não possuem espada a comprar uma; e após a refeição do festival judeu, ele mesmo averigua, aprovando, que eles estão armados (Lucas 22:38).

____________________________________________________________________________________

De nada adiantou a batalha interna
Uma voz mandante me gritou que era ela

____________________________________________________________________________________

MEUS MEDOS

Alodoxafobia - medo de opiniões
Atiquifobia - medo do fracasso
Brontofobia - medo de trovões e relâmpagos
Ciprinofobia - medo de doença venéreas
Coimetrofobia - medo de cemitérios
Didasqualeinofobia - medo de ir a escola
Disabiliofobia - medo de se vestir na frente de alguém
Eleuterofobia - medo da liberdade
Epistemofobia - medo do conhecimento
Eremofobia - medo de ficar só
Escotomafobia - medo de cegueira
Estigiofobia - medo do inferno
Falofobia - medo do pênis ereto
Gamofobia - medo de casar
Gerascofobia - medo de envelhecer
Hamartofobia - medo de pecar (pecados)
Herpetofobia - medo de répteis
Hipengiofobia - medo de responsabilidade
Ilingofobia - medo de sentir vertigem quando olha para baixo
Lissofobia - medo de ficar louco
Malaxofobia - medo de amar (sarmassofobia)
Medomalacufobia - medo de não ficar com pênis ereto
Metatesiofobia - medo de mudar
Monopatofobia - medo de doença incurável
Nosocomefobia - medo de hospital
Ouranofobia - medo do céu
Parasquavedequatriafobia - medo da sexta feira 13
Pneumatifobia - medo de espíritos
Polifobia - medo de muitas coisas
Quifofobia - medo de parar
Rabdofobia - medo de ser severamente punido
Soteriofobia - medo de dependência dos outros
Tripanofobia - Medo de injeções
Venustrafobia - medo de mulher bonita
Zelofobia - medo de ter ciúmes
Zeusofobia - medo de Deus

____________________________________________________________________________________

Posição de quatro (anal)

É a mais tradicional e também a mais usada de todas.
É confortável para ambos, possibilita penetrações
profundas e tem vista para o paraíso.

____________________________________________________________________________________

MARIA (com ar debochado) - Um despropósito ! Nem 36 horas de cozimento são capazes de amaciar carne tão firme. Nem um pênis maturado é macio, até um pênis mole é incondicionalmente duro ! Essa coisa surgiu pra ser rígida, nasceu para brilhar em riste, sempre em guarda no centro absoluto do nosso complexo de castração ! Devemos escarrar a inveja do pênis na cara do mundo e exigir de vez nosso verdadeiro direito: queremos um pênis também ! Não para nós, mas em nós ! Pênis em nós ! Pênis no lugar desses clitóris que não passam de pênis sub-desenvolvidos ! Pênis para exibirmos nossos grandes pênis nas saunas do centro da cidade ! Pênis, sim, para jogarmos no lixo nossas próteses de borracha e incendiarmos os sex-shops com dionisíaca convicção, num bacanal histórico ! Queremos entre as pernas um tubo de carne elástica cheio de cavidades dilatadas, por onde o sangue penetra com força hidrelétrica até que ele aponte vitorioso para o céu !

____________________________________________________________________________________

Dois amigos, MATEMÁTICOS, que não se viam há muitos anos, se encontram nas ruas de uma grande cidade, e começam a conversar:

- E então, o que aconteceu de importante na sua vida? - pergunta um deles
- Bem, me casei e tenho 3 filhos.
- Qual a idade dos seus filhos?
- O produto da sua idade é 36.
O outro, que também é MATEMÁTICO, pergunta:
- Hum... será que você poderia me dar outra dica?
- A soma de suas idades é igual ao numero de janelas daquele prédio. - e aponta para um prédio nas vizinhanças.
O outro, que está vendo o prédio, diz:
- Olha, estou quase descobrindo. Acho que com mais uma dica eu descubro as idades dos seus filhos.
- Lá vai a dica: o mais velho tem olhos azuis.
- Já sei a idade dos seus filhos!!!

Qual a idade dos 3 filhos?

____________________________________________________________________________________

FILHO : - Sabe que eu fiquei com medo. A luz daqui é mais lenta, talvez seja devido a este ambiente tão pesado. Ela quer romper o espaço mas acaba esbarrando em tantas impurezas ( mexe com as mãos como se estivesse analisando o ar ). Por isso que aqui é tão quente, este atrito da luz com o ar sujo acaba gerando calor.

MÃE : - Não vejo a hora de mostrá-lo para a vizinhança. Todos eles juravam que eu morreria à míngua, esquecida por todos da família, agora quero só ver o que eles vão dizer... A mulher da padaria que até então sempre me esnobou, o síndico aqui do prédio que me faz cara feia no elevador... Ah! E tem também aquelazinha lá da igreja que tudo que eu falo é mentira pra ela. (pausa) - Que bom meu filho que você veio alegrar a vida de sua mãe.

FILHO : - Não me parece prudente

____________________________________________________________________________________

*Publicado por Dhuvi-Luvio 1:41 PM


sexta-feira, novembro 19, 2004



HOT LINKS DA SEX-TA-FEIRA

- Adriana Lima, nossa modelo sexy mais famosa...
- Todo mundo tem pentelho, só a bailarina que não tem...
- Lenna Scott em diretório aberto, o diretório eu disse.
- Voando nas asas da borboleta (cada uma que aparece)
- Galerias de pornstars, não necessariamente pornô.
- Duas lolitas com calcinha branca de algodão...
- Fotos de Aylar, vale a pena conhecê-la.
- Pouca quantidade mas muita qualidade...
- Especial para quem adora uma popozuda, popozuda mesmo!
- Vídeo hardcore do portal Bangbros.
- Kristina, essa vai todo mundo vai salvar nos favoritos.
- Essa gatinha é mesmo de impressionar qualquer um!
- As irmãs Jade e Feline. Difícil escolha, mas pra que escolher ?
- De onde mesmo vêm os bebês ??
- Zuzzana, a loura de hoje, todinha de vermelho.
- Quem gosta de naturismo, nudismo e coisas afins...
- Sex Spy, um blog que vale os favoritos...
- Analice Nicolau, merece mesmo estar no Dedada.
- Está sem ninguém para o "blow-job" ? Faça vc mesmo !
- Download do livro do Kama-Sutra aqui e agora.
- Veronica Zemanova, de novo mas com novas fotos.
- Loirinha popozuda do oficina do sexo.
- Sei que vão me agradecer por isso...
- Adivinha quem eu deixei por último ? Nella !

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:48 PM


quinta-feira, novembro 18, 2004





Estado Vibracional

São vibrações intensas que percorrem o holochacra e o psicossoma acelerando-as a fim de escaparem às vibrações lentas do corpo humano, tais vibrações constituem um circuito fechado entre os corpos, tendo como finalidade a descoincidência dos corpos.

Cada veículo de manifestação, soma, holochacra e psicossoma, vibram em intensidades diferentes. O Estado Vibracional induz a uma aceleração das vibrações dos corpos de modo que possibilita a descoincidência dos corpos. A vibração do corpo físico por ser mais lenta necessita de uma aceleração para que possa vibrar na mesma intensidade do psicossoma, com sua aceleração passam os corpos a vibrarem numa mesma intensidade, em sintonia, logo chegando neste estágio, estando os corpos em harmonia, ocorre a descoincidência.

Sensações:

- Alfinetadas e agulhadas generalizadas agradáveis;
- choque elétrico contínuo;
- correntes magnéticas;
- vibrações elétricas;
- dínamo interno;
- eletricidade suave;
- formigamento;
- movimento de ondas vibratórias pulsantes;
- sons intracranianos;
- pressão intracraniana.

No Estado Vibracional o movimento das vibrações podem ser comandadas pela vontade, sendo a frequência aumentada ou diminuída ritmadamente.



Técnica do Estado Vibracional (E.V)

Visualize mentalmente toda energia de seu corpo se concentrando dentro da sua cabeça. Imagine uma bola de energia dentro da cabeça e envolvendo a mesma. Concentre-se nessa bola de energia e através da impulsão da vontade, visualize ela descendo. Essa bola de energia vai descendo lentamente pelo pescoço, ombros, tórax, ao mesmo tempo braços e abdome. Ela continua descendo e agora ela desce pelos órgãos sexuais e nádegas, se aproximando das coxas. Agora ela desce pelas coxas, pernas e chegas nos pés. Ao chegar nos pés, visualiza agora a energia fazendo o percurso contrário, ou seja, dos pés a cabeça. Quando chegar novamente a cabeça, visualize essa energia descendo novamente até os pés pelo mesmo percurso, só que desta vez mais acelerado. Continue fazendo o percurso de ida e volta, mas imagine-o acelerando cada vez mais. O ?vai-e-vem? vai se acelerando cada vez mais, até ele ficar tão veloz que a energia parece vibrar pelo corpo inteiro.

O ideal é realizar a técnica de 10 a 20 vezes por dia, não importando se você está no trabalho, na escola, na rua, sentado, deitado, em pé ou andando.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 5:00 PM






Budapeste - Chico Buarque

Para quem está acostumado a percorrer os caminhos da poesia de Chico Buarque, deparar-se com uma prosa tão bem elaborada emociona. Budapeste é uma escrita depurada, vem depois de Estorvo (1991) e Benjamin (1995) e traz uma narrativa leve, quase em melodia. Ao contrário dos dois romances anteriores, Budapeste flui. O livro é uma busca pelas palavras, palavras brasileiras de um ghost writer que sente prazer no anonimato, palavras húngaras de um brasileiro que se apaixona pela sonoridade de outra língua. José da Costa, no Rio de Janeiro, Zsoze Kósta, na Hungria. A dupla identidade do personagem não é apenas um jogo fonético, é um devaneio de Chico Buarque entre a poesia e a prosa que, assim como o seu narrador, sente um desejo insuportável de quebrar os limites dos gêneros, estilos, e fazer tudo junto: poesia-música-prosa-poética.

Download do livro - via Biblioteca do Sabotagem

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:12 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:22 AM





O ator americano Tom Cruise foi um dos primeiros. Michael Schumacher, o alemão sete vezes campeão na Fórmula 1, foi outro. No total, 1.750 pessoas encomendaram a nova Triumph Rocket III antes mesmo que a motocicleta entrasse na linha de produção, há seis meses. Por que tanta ansiedade? A resposta está no motor de 2.300 cilindradas, o maior já produzido em série para motos. Isso significa que sua força em arrancadas e retomadas de velocidade é superior à de qualquer outra motocicleta. Para completar, há o fascínio que envolve o nome Triumph, uma das marcas mais antigas de veículos de duas rodas. A nova moto começou a ser vendida na Inglaterra e nos Estados Unidos no mês passado. As primeiras chegam ao Brasil ainda neste mês, ao preço de 100.000 reais cada uma.

A Rocket III é uma moto de passeio ? e não uma daquelas supermáquinas de corrida capazes de ultrapassar a barreira dos 300 quilômetros por hora ?, de uma espécie conhecida como estradeira. Bem nesse estilo, a Rocket III tem os cromados e o jeitão de coisa antiga típicos da categoria. É uma moto projetada para ser confortável em viagens de longa distância e fácil de pilotar e manobrar.

Não é o tipo de veículo que se usa todos os dias, para ir trabalhar. Quem tem uma dessas motos só a tira da garagem nos fins de semana para passeios, viagens e encontros de clubes de motociclistas. Populares desde o filme Sem Destino (Easy Rider), quando simbolizaram o estilo de vida rebelde dos anos 60, as estradeiras correspondem à metade das vendas de motos para o asfalto. O maior ícone da categoria são as Harley Davidson, aquelas motos americanas cheias de penduricalhos, detalhes cromados ou de couro que fazem um barulho ensurdecedor quando passam zunindo na janela do seu carro. A diferença é que, em média, a Harley tem menos da metade da potência da Rocket III. De acordo com as estatísticas, o comprador da Harley tem mais de 40 anos. O da Triumph, entre 30 e 35 anos. A empresa foi fundada em 1883 na Inglaterra por um imigrante alemão. Na I Guerra, tornou-se sinônimo de motocicleta militar. Depois da II Guerra, caiu no gosto dos consumidores, sobretudo os ingleses. O que os motociclistas compram é a mística e o estilo da grife, pois a Triumph nunca se destacou pela potência ou força. O lançamento de um motor tão poderoso muda tudo. Com a Rocket III, a concorrência começa a comer poeira.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:05 AM




O elogio da sesta
(Veríssimo)

É fato provado que os povos mediterrâneos vivem mais por causa da sesta. Outras coisas influem na sua boa saúde, como o vinho, o óleo de oliva e, no caso dos italianos, a total ausência de superego, mas a sesta diária é a principal causa de bem-estar e longevidade na região. Na Itália, horários sensatos do comércio prevêem sestas prolongadas, reaberturas lá pelas três ou quatro e, claro, uma escapada para a ?passeggiata? do fim da tarde, que afinal ninguém é americano. Não sei se continua assim, mas quando moramos em Roma em 1986 até posto de gasolina fechava para a sesta. Um supermercado perto da nossa casa decidiu experimentar o inimaginável, abrir às nove da manhã e só fechar às sete da tarde. As poucas caixas de serviço no meio do dia mal podiam se manter acordadas mas não tinham muito trabalho: só quem freqüentava o supermercado naquele horário eram exóticos como nós.


No Brasil, suspeito que a sesta esteja se transformando num luxo anacrônico.

Sobrou a sesta disfarçada, breves cochilos na frente da televisão depois do almoço, sempre com o risco de ser despertado por uma explosão em algum lugar do mundo. A sesta envergonhada e com culpa. Não mais a sesta assumida, programada, com tradição e regras fixas. Mas imagino que deva existir, em algum lugar do país, em algum subúrbio ou grotão, um homem que não conhece a própria importância, que não sabe que é um símbolo e um exemplo para os seus conterrâneos: um homem que ainda bota pijama para dormir a sesta. Pelo menos um deve haver.

Antes era comum a sesta de pijama, mesmo de quem não era aposentado. O pijama, de certa maneira, oficializava a sesta, tornava-a uma versão compacta autorizada do sono da noite. O pijama capacitava o sesteador a exigir silêncio e exercer todos os seus direitos, inclusive o de roncar e acordar meio zonzo. E só alguém centrado no mundo, sem a angústia do pouco tempo ou da precariedade da existência humana, tirava a roupa e botava pijama para dormir a sesta, dia após dia.

Alguém que ainda põe pijama para dormir a sesta, eis o último brasileiro equilibrado. O último com uma idéia correta da importância relativa das coisas e das exigências de um organismo estável, e um modelo para os que não usam pijama nem à noite. Aposto que ele vai viver mais do que nós.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 9:36 AM




Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter