<body>

Deixa com o Beque !!

quinta-feira, dezembro 23, 2004



A empresa norte-americana de recuperação de dados Ontrack realiza todos os anos um ranking de acidentes bizarros ocorridos com computadores. A lista deste ano inclui congelamento de disco rígido, uso de notebook como saco de pancadas e uma câmera digital que despencou do alto do Himalaia, danificando o cartão de memória.
A companhia afirma que os casos são recolhidos entre milhares de tarefas de recuperação de dados que realizou durante o ano.

Em primeiro lugar na lista dos dez mais bizarros 'incidentes' ocorridos com computadores, a Ontrack escolheu o caso de um homem que viu na Internet que colocar um disco rígido dentro do freezer pode recuperar dados danificados. O homem entregou o HD em um saco molhado e pediu para os engenheiros da companhia não rirem.

Em seguida aparece o caso do usuário que durante uma faxina de seu HD confundiu pastas e apagou as que queria manter. Sem perceber o erro, ele esvaziou a lixeira e completou o serviço com uma desfragmentação do disco. Agora ele verifica três vezes cada arquivo antes de apagá-lo.

Na terceira posição a Ontrack recebeu o caso de um homem que passou a ver que seus arquivos estavam em risco por seguidas panes de seu notebook. Uma semana depois de levar a máquina para consertar, seu sobrinho admitiu que usava a tela do notebook para descarregar suas frustrações com a lentidão do computador.

Em quarto aparece o acidente que aconteceu com o explorador polonês Krystof Wielicki. Ele deixou cair sua câmera digital quando escalava o Himalaia. A máquina ficou em pedaços e o cartão de memória ficou danificado.

O quinto 'desastre' aconteceu com uma funcionária de uma companhia de saúde. Depois de completar a entrada de dados de 1,2 mil contas de clientes, um processo que levou vários dias para ser completado, um raio atingiu em cheio o transformador de energia do prédio em que trabalhava e ela perdeu tudo.

Em sexto está o desespero de um casal que perdeu centenas de fotos dos primeiros três meses de seu filho depois que um vírus infectou o PC onde as imagens estavam. O serviço de suporte da empresa que vendeu a máquina aconselhou o casal a reinstalar o sistema operacional, mas eles esqueceram de fazer backup das imagens.

Uma viga de aço despencando sobre o laptop que continha os planos de construção do edifício a que a viga pertencia é o oitavo desastre registrado pela Ontrack.

O nono 'incidente' ocorreu com um homem que ficou tão nervoso com o funcionamento irregular de seu notebook que o atirou em um vaso sanitário e deu descarga várias vezes antes de se acalmar.

O último caso da lista da empresa de recuperação de dados é o de um notebook que foi atropelado pela roda de um avião. A companhia afirmou que não entendeu como o acidente aconteceu, mas afirmou que foi a explicação dada pelo cliente.

'Na maioria dos casos, os dados de computadores, servidores e mesmo cartões de memória podem ser recuperados. Entretanto, as pessoas e empresas podem evitar o estresse da situação fazendo backup de seus arquivos regularmente', disse em comunicado o diretor de Software e Serviços da Ontrack, Jim Reinert

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:31 PM


*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:30 PM




Vocês são "apenas" amigos?
(Marlene Heuser)

Dizer que não existe amizade entre homem e mulher já virou um chavão. Quem assistiu ao filme "Harry e Sally" deve se lembrar que, logo no começo, quando ele se encontra com ela diz que não acredita na amizade entre homem e mulher, que ou rolou, ou vai rolar ou existe a intenção.
Segundo a psicanálise, nossos encontros amorosos e eróticos, na verdade, são desencontros existenciais. A amizade é uma forma de amor. Segundo o sociólogo italiano Francesco Alberoni, uma forte característica da amizade é não deixar espaço para o ódio. Se odeio um amigo já não sou seu amigo, a amizade terminou.
Quando duas pessoas do sexo oposto se conhecem, é natural que aconteça a atração sexual. No entanto, quando já no início um deles ou ambos percebem que a pessoa não se enquadra no perfil desejado para um relacionamento, instantaneamente acontece um esfriamento. Outra situação comum é quando não existe atração física, mas descobrem mil afinidades. Em ambos os casos, é possível surgir uma amizade sem "outros" interesses, sim!
As características mais marcantes da amizade são a cumplicidade, o sentir-se bem junto ao outro, saber que pode contar com ele nos momentos difíceis, inclusive dividir questões de intimidade, palavras de carinho e apoio quando se está emocionalmente abalado.
Muitos dos nossos amigos íntimos vêm do tempo da adolescência. Colegas de escola ou amigos dos irmãos com os quais mantemos uma relação próxima, mesmo quando ficamos algum tempo sem nos ver.
Se todos conhecemos casos de amizade verdadeira entre homens e mulheres por que é que continuamos a duvidar que isso seja possível?
Sabemos que a sociedade mudou. O universo feminino abriu a discussão na área familiar e reivindica um tratamento igualitário na sociedade, enquanto os homens começam a lidar melhor com as suas questões emocionais. Mas, ainda existe uma certa pressão para que constituam um casal, principalmente, quando estão sempre juntos e se dão bem.
Ocorre que, às vezes, o entendimento é tão maravilhoso e a pressão é tão intensa que, ambos ficam confusos com relação aos seus sentimentos e sentem a necessidade de justificar para si e para os outros que existe uma relação fraterna.
Muitas vezes, a sociedade parece não estar preparada para aceitar a amizade entre pessoas do sexo oposto. A tendência é tentar empurrar um para os braços do outro. Piadinhas, indiretas e diretas: "Vocês se entendem tão bem, por que não tentam um relacionamento?" ou "Vocês são só amigos?"
A cada dia que passa mais homens e mulheres experimentam a amizade em preto e branco. Saem para jantar e bater papo até altas horas. Vão ao cinema sem precisar ficar se agarrando no meio do filme. Dançam juntos a noite toda, sem pintar um clima.


Como manter uma amizade em preto e branco:

1. Deixar claro as bases da amizade.

2. Refletir sobre os próprios sentimentos. Por que esta pessoa agrada tanto?

3. Frisar que um abraço e um carinho são gestos fraternos e devem ser encarados com naturalidade.

4. Não permitir que as dúvidas alheias interfiram na amizade ou avancem erroneamente para algo mais.

5. Diferentes pontos de vista ou mal-entendidos devem ser sempre esclarecidos de forma clara e sincera.

6. Respeitar o espaço do outro, os seus amigos ou o relacionamento amoroso dele.

7. Quando o amigo(a) estiver namorando não ficar insistindo para ficar saindo à tiracolo.

8. Evitar cenas de ciúmes quando o outro estiver num relacionamento afetivo e não puder mais lhe dar tanta atenção.

9. Evitar abusos: ligar de madrugada, para chorar as mágoas, toda vez que briga com o namorado.

10. Lembrar sempre que um amigo do peito é difícil de encontrar, mais difícil ainda de deixar e impossível de esquecer.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 3:10 PM




Definições
(Veríssimo)

O espírito de Natal traz sentimentos de solidariedade e congraçamento universal. Mas o espirito de Natal, como se sabe, dura uma semana. Como seria se, em vez do exemplo de Cristo, nos defrontássemos com uma emergência definidora de caráter? Como o anúncio de que um asteróide iria se chocar com a Terra, e não houvesse nada a fazer para evitar o nosso fim?

Como nos comportaríamos? Nos convenceríamos, finalmente, de que somos uma única espécie frágil num planeta precário e viveríamos nossos últimos anos em fraternidade e paz ou reverteríamos ao nosso cerne básico e calhorda, agora sem qualquer disfarce?

Nos tribalizaríamos ainda mais ou descobriríamos nossa humanidade comum, e como eram ridículas as nossas diferenças? Jogaríamos nosso dinheiro fora ou cataríamos o dinheiro que os outros jogassem fora pensando na remota possibilidade, ainda mais com reais, e comprar um lugar no último foguete a deixar a Terra antes do impacto?

Perderíamos todo interesse nos prazeres da carne e trataríamos de salvar a nossa alma ou, pelo contrário, nos entregaríamos à lascívia, ao deboche e à gula, pagando tudo com cheques?

Como os cientistas nos diriam até o segundo exato do choque com o asteróide com alguns anos de antecedência, seríamos a primeira geração sobre a Terra a viver com a certeza pré-calculada do seu fim ? e a última, claro. Muitas seitas através da História e até hoje estabeleceram a hora e o modo do mundo acabar e se prepararam para o evento. Nós seríamos os primeiros com evidência científica do fim em vez da crença, o que nos levaria a tratar a ciência como hoje muitos tratam as crenças. Pois só a desmoralização total da ciência, só chamar seus sistemas de ocultismo e seus cálculos de feitiçaria, nos daria a esperança de que o asteróide, afinal, passaria longe.

E se existissem mesmo foguetes salvadores e bases na Lua e em Marte esperando os sobreviventes, estaríamos diante de uma situação "Titanic". Quem vai nos foguetes? Tem que ser americano? Quanto custaria uma terceira classe? Aceitam cartão?

E outra coisa. Haveria uma natural hierarquização na escolha dos homens para fugir do planeta condenado. Quem iria? Os fortes e férteis, para continuar a raça humana em outro planeta, certo. Médicos e técnicos, claros. Empreendedores, para abrir negócios. E cronistas de meia-idade (ou, vá lá, dois terços de idade), sem dúvida. A Humanidade precisaria de cronistas, para lhe explicar seu destino desconhecido e distrai-la. Muito mais do que velhinhas sem qualquer serventia ou crianças que só irritariam todo o mundo com seu choro. Cronistas são indispensáveis! Ou então espero que aceitem reais.

*Publicado por Dhuvi-Luvio 2:43 PM





O presidente Lula não lê jornais. Se lê, não entende o que está escrito. Só isso explica o desastroso discurso que ele pronunciou na última segunda-feira combatendo as pesquisas do IBGE que atestam que há mais gente obesa no país do que desnutrida. O presidente interpretou a pesquisa como uma força contrária ao principal projeto social de seu governo: o combate à fome. Se não há tanta gente com fome, para que se preocupar com isso? Aparentemente, foi este o recado entendido por Lula nas entrelinhas da pesquisa. Sem dúvida, esta foi uma leitura apressada da pesquisa do IBGE - se é que houve alguma leitura por parte de Lula. Mas, até assim, admitindo-se que houve uma leitura e que foi uma leitura apressada, o discurso foi um desastre.

Para começar, com dois anos de governo, já estava mais do que na hora de o presidente apresentar um balanço do Fome Zero. O Fome Zero foi lançado no primeiro dia de seu mandato. E aí? O que mudou no Brasil, em relação à fome, de lá para cá? Alguém sabe? O presidente, certamente, não sabe.

Reproduzo aqui o principal momento do discurso de Lula: "Nem todo mundo que passa fome reconhece que passa fome. Pode pôr Ibope, Datafolha, Vox Populi, todos os institutos de pesquisa para fazer pesquisa sobre fome que possivelmente o resultado vai ser negativo. Dizendo que no Brasil todo mundo come e come bem. Não é todo o ser humano que reconhece que passa fome. As pessoas têm vergonha."

Deixando de lado o estilo - o que será que o presidente quis dizer quando afirma que o resultado de uma pesquisa sobre fome seria negativo? Por que cargas d'água Lula pôs institutos de pesquisa de opinião nesta história? Ele não sabe que a pesquisa foi feita pelo IBGE? Ele não sabe que o IBGE é um órgão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão? Ele não sabe que a pesquisa foi feita pelo governo? Ele não sabe que a pesquisa do IBGE não tem nada a ver com pesquisa de opinião? Ele acredita mesmo que o IBGE saiu por aí, batendo de porta em porta, perguntando se o entrevistado passa fome? Ele não sabe que a pesquisa foi feita em cima do peso e da altura do cidadão brasileiro? Se não sabe isso, o que sabe o presidente?

*Publicado por Dhuvi-Luvio 10:32 AM






quarta-feira, dezembro 22, 2004

*Publicado por Dhuvi-Luvio 11:59 PM





Nome : Dhuvi-Lúvio
Local: Batel-Pr
Email para mim


EM CURITIBA

Links
Antigos

Powered by Blogger
Site Meter